Seagri entrega mais de 400 kits de prevenção à Covid-19 para produtores rurais de Ariquemes

Feirantes da Feira do Produtor receberam álcool em gel, máscara e protetor facial.

A Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), entregou mais uma remessa de kits de prevenção à Covid-19 para feirantes, na quinta-feira (18), desta vez em Ariquemes. Desde o início da pandemia, O governo estadual emitiu notificações recomendatórias para orientar os cafeicultores, feirantes, proprietários de agroindústrias, entre outros sobre a realização das atividades durante esse período, com o intuito de evitar a contaminação pelo novo coronavírus.

Entre as medidas, a Seagri enviou aos chefes do Executivo Municipal de Rondônia uma resolução com recomendações de boas práticas para a continuidade da realização de feiras livres, que devem ser respeitadas para a prevenção de contágio da Covid-19, com o intuito de garantir a continuidade de serviços essenciais para o escoamento da produção familiar e auxílio ao abastecimento da população, bem como de mini e pequenos mercados, comércios e restaurantes.

A Secretaria tem buscado apoio e parcerias para ajudar os produtores da agricultura familiar a continuarem com sua produção e vendas. Na quinta-feira (18), a Seagri, em parceria com uma instituição financeira, Instituto Federal de Rondônia (Ifro) e uma filial de outra instituição financeira, entregou uma remessa de mais de 400 kits de prevenção à Covid-19 contendo álcool em gel, máscara facial e protetores faciais (face Shields), para produtores rurais que trabalham na Feira do Produtor de Ariquemes.

Todas as medidas realizadas são em respeito ao Decreto, para ajudar os produtores com suas atividades, considerando que seus trabalhos são essenciais para garantir a alimentação aos rondonienses.

Fonte; Seagri

Famílias de Ji-Paraná recebem cestas básicas e kits de higiene

Cerca de 1.410 famílias em vulnerabilidade socioeconômica residentes no município de Ji-Paraná são contempladas com benefício.

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas), beneficiou no município Ji-Paraná junto com a prefeitura, famílias em situação de vulnerabilidade com cestas básicas e kits de higiene pessoal.

Conforme programação já definida, a entrega ocorre em dois momentos: em agosto e em setembro. A primeira remessa com 705 cestas básicas e o mesmo número de kit de higiene pessoal está sendo entregue diretamente nas residências das pessoas beneficiadas a partir desta semana. As outras 705 famílias receberão os mesmos produtos e quantidade igual no mês de setembro.

Segundo orienta a assistente social da Prefeitura, Lidiane Tanazildo, ainda é possível se cadastrar nos programas e participar da segunda remessa de entregas de alimentos. “A família que se enquadrar no perfil de vulnerabilidade social deve se inscrever em qualquer uma das quatro unidades do Centro de Referência de Assistência Social (Cras)”, destaca a assistente social.

O secretário regional de governo em Ji-Paraná, Everton Esteves, está à frente da logística das entregas. “Disponibilizamos servidores e veículos para agilizar os serviços facilitando aos contemplados o acesso aos produtos”, explicou Esteves.

As entregas são realizadas em parceria entre o Governo de Rondônia e a Prefeitura de Ji-Paraná com o apoio de equipe de bombeiros civis. Estão aptas a receber os benefícios, as famílias devidamente inscritas nos programas sociais dos Governos Federal, Estadual e Municipal.

Fonte: Seas

Seas distribui mais de 2 mil cestas básicas para beneficiários cadastrados

Cerca de 50 toneladas de alimentos serão entregues à comunidades ribeirinhas e pessoas em situação de vulnerabilidade social

Assistência Social - Mais de duas mil cestas básicas serão ...
A entrega dos alimentos será de imediato

A Secretaria de Assistência do Desenvolvimento Social (Seas), entrega mais de Dois mil cestas básicas e kits de higiene para famílias em situação de vulnerabilidade social e moradores do baixo madeira. A entrega começou nesta segunda-feira (27). Os beneficiários foram escolhidos através dos cadastros já existentes no sistema interno da Seas.

O ato simbólico do lançamento da entrega dos mantimentos aconteceu no Quartel do Corpo de Bombeiros no bairro Marechal Rondon e reuniu representantes de entidades e instituições envolvidas, que vão receber o benefício, como Maria Regina Azevedo, vice-presidente do Rotary Clube Madeira Mamoré.

As cestas e os kits foram comprados pelo Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (Unops), organismo das Nações Unidas especializado em compras, com recursos angariados em ação conjunta do Ministério Público do Trabalho (MPT), Justiça do Trabalho em Rondônia e Acre, de ações civis públicas, ajuizadas pelo MPT na Justiça do Trabalho da 14ª Região, e de Termos de Ajuste de Conduta.

“Os alimento foram adquiridos com recursos do Ministério Público do Trabalho, em ações onde empresas e órgãos descumprem a legislação trabalhista. Esses recursos são redirecionados para recompor o dano causado à sociedade, e nesse momento de pandemia, em que há muitas pessoas desempregadas, em situação de vulnerabilidade social, a necessidade é ainda maior, por isso que essa ação foi pensada e executada. Inicialmente o MPT buscou um organismo da ONU, a Unops, para realizar essa aquisição e trazer esses alimentos e de kits de higiene”, disse o vice-procurador chefe do MPT, Carlos Lopes.

A representante do Unops no Brasil, Claudia Valenzuela, fez referência ao relatório Estado da Segurança Alimentar e Nutrição no Mundo 2020 (OFI) publicado neste mês por agências da ONU. “A fome vêm aumentando na América Latina e como consequência da pandemia esse problema tende a se agravar. Por essa razão, ações como esta são tão importantes. A alimentação e higiene são questões básicas para que as pessoas possam viver com dignidade”, afirmou.

O Corpo de Bombeiros do Estado de Rondônia e Defesa Civil devem começar a distribuir imediatamente os alimentos para as família inscritas em instituições da Seas com uma logística que prevê organização para a melhor distribuição dos mantimentos para as famílias necessitadas.”Nós sabemos nosso papel no Estado. Essa credibilidade que foi dada à nossa instituição, e temos trabalhado de forma muito intensa nessa pandemia, isso demonstra que temos que fazer cada vez mais por nossa população. Estamos com a logística toda pronta, o planejamento já foi feito, e tenho certeza que estas duas mil cestas e toneladas de alimentos chegaram às pessoas que realmente precisam. finalizou Demarly Costa Farias, comandante do Corpo de Bombeiros.

Fonte: Seas

%d blogueiros gostam disto: