Estado libera em novo decreto atividades religiosas presenciais nos finais semana em RO

Veja abaixo as mudanças do novo decreto publicado nesta terça-feira (30).

Atividades religiosas presenciais estão liberadas para serem realizadas ao finais de semana, segundo decreto do Governo do Estado publicado na última terça-feira (30). O documento atualiza as normas de distanciamento social para o combate à Covid-19 e regras de funcionamento do comércio.

De acordo com o novo decreto, reuniões com mais de 5 pessoas nas fases 1 e 2 e com mais de 20 pessoas na fase 3 estão “expressamente proibidas, sob pena de responsabilização, exceto aquelas da mesma família que coabitam e as reuniões governamental”.

Educação

As normas definidas para o retorno das atividades educacionais presenciais não foram alteradas neste decreto. Escolas da rede pública continuam com aulas presenciais suspensas até que o plano de retomada seja finalizado pelo Governo. As da rede municipal ficam a cargo de cada prefeitura. Enquanto as instituições de ensino privadas podem retomar as atividades presenciais quando o estado passar pelo menos 10 dias sem filas de pacientes com a Covid-19 para leitos de UTI.

Atividades religiosas

As atividades religiosas foram liberadas para serem realizadas de forma presencial, inclusive com cultos e missas, mesmo nos finais de semana. Os espaços devem limitar a quantidade de pessoas a 30% nas cidades que estão enquadradas na fase 1, 50% na fase 2 e 70% na fase 3;

Comércio

Aos finais de semana foi liberado o funcionamento de indústrias, frigoríficos, serviços de logística e transporte de cargas e pessoas, feiras livres, assim como de lojas de manutenção e acessórios de máquinas e implementos agrícolas, somente para venda de peças, podendo realizar assistência externa.

Confira o que pode ou não abrir:

Atividades permitidas de 6h da segunda-feira às 21h de sexta-feira

  • I – os estabelecimentos comercias, bancários, lotéricas e escritórios, afixando cartazes em locais visíveis, contendo a quantidade máxima permitida de clientes e frequentadores, além de manter distância de no mínimo, 120cm (cento e vinte centímetros) entre as pessoas, de acordo com a Fase enquadrada, sendo 30% (trinta por cento) para Fase 1, 50% (cinquenta por cento) para Fase 2 e 70% (setenta por cento) para Fase 3, de acordo com o art. 3°;
  • II – templos de qualquer culto, sendo 30% para Fase 1, 50% para Fase 2 e 70% para Fase 3, de acordo com as regras do art. 3°;
  • III – prova objetiva, discursiva, oral e prática em processos seletivos, sendo 30% para Fase 1, 50% para Fase 2 e 70% para Fase 3, de acordo com o art. 3°;
  • IV – obras pública e privada e serviços de engenharia;
  • V – as reuniões presenciais nas Fases 1 e 2 deverão ser realizadas com até 5 (cinco) pessoas e na Fase 3, até 20 (vinte) pessoas, sendo expressamente proibido ultrapassar esse limite, sob pena de responsabilização, exceto aquelas da mesma família que coabitam e as reuniões governamentais;
  • VI – atividades de ensino e instrução presenciais dos Órgãos que compõem a Segurança Pública do Estado de Rondônia, desde que ocupem a capacidade máxima permitida do espaço de 30% (trinta por cento) na Fase 1, 50% (cinquenta por cento) na Fase 2 e 70% (setenta por cento) na Fase 3,de acordo com o art. 3°, devendo ser adotados os protocolos e medidas continuadas de segurança sanitária; e
  • VII – atividade portuária para carga e descarga e transporte fluvial de cargas e pessoas.

Atividades permitidas das 21h às 6h, de segunda-feira a sexta-feira

  • I – serviços de entrega, exclusivamente de produtos farmacológicos, medicamentos e insumos médico-hospitalares;
  • II – serviços de entrega de alimentos somente por delivery dos restaurantes e lanchonetes, sendo expressamente proibida a comercialização e a entrega de bebidas alcoólicas;
  • III – circulação de pessoas para prestar assistência ou cuidado a doentes, idosos, crianças ou pessoas com deficiência ou necessidades especiais;
  • IV – deslocamento dos profissionais de imprensa;
  • V – circulação de pessoas e ambulâncias que atuem nas unidades de saúde, para atendimento emergencial ou de urgência;
  • VI – deslocamento de pessoas que trabalhem nos serviços essenciais, que deverá portar a Declaração constante no Anexo I; e
  • VII – mototaxi, transporte de táxi, como também motoristas de aplicativos, para realizarem a locomoção de passageiros pertencentes às atividades permitidas neste parágrafo.

Atividades permitidas aos finais de semana, das 21h de sexta-feira até 6h de segunda-feira

  • I – supermercados, açougues, padarias e congêneres, respeitando a capacidade máxima permitida de 30% (trinta por cento), de acordo com o art. 3°, sendo permitida a entrada de apenas 1 (um) membro da família, cabendo aos gestores dos estabelecimentos o controle;
  • II – borracharias e postos de gasolina, não incluída suas conveniências;
  • III – circulação de pessoas e ambulâncias que atuem nas unidades de saúde, para atendimento emergencial ou de urgência;
  • IV – deslocamento dos profissionais de imprensa;
  • V – serviços funerários;
  • VI – transporte de táxi, como também motoristas de aplicativos, obedecendo de 1 (um) motorista e 2 (dois) passageiros, exceto nos casos de pessoas que coabitam, devendo todos os ocupantes fazerem o uso de máscaras;
  • VII – mototáxis;
  • VIII – hotéis e hospedarias, não incluídos a parte recreativa;
  • IX – farmácias, clínicas de atendimento médico hospitalar, veterinárias, oftalmologia, odontologia, nos casos de extrema urgência;
  • X – atividades religiosas para rotinas administrativas internas e aconselhamento individual, sendo suspensos a realização de cultos no período limitado no caput;
  • X – atividades religiosas, inclusive a realização de cultos e missas, com limitação de 30% (trinta por cento) para Fase 1, 50% (cinquenta por cento) para Fase 2 e 70% (setenta por cento) para a Fase 3, de acordo com as regras do art. 3°;
  • XI – restaurantes e lanchonetes localizadas em rodovias para o consumo no local, desde que não localizados em área urbana;
  • XII – os serviços de entrega de alimentos funcionarão somente por delivery;
  • XIII – atividade portuária para carga e descarga e transporte fluvial de cargas e pessoas;
  • XIV -indústrias, frigoríficos, serviços de logística e transporte de cargas e pessoas;
  • XV – feiras livres;
  • XVI – lojas de manutenção e acessórios de máquinas e implementos agrícolas, somente para venda de peças, podendo realizar assistência externa, sendo dispensado o atendimento presencial no estabelecimento.

Fonte: Secom-RO

Saúde libera 1,5 mil leitos de UTI para covid-19 em 70 municípios

Após autorizar 1,6 mil vagas para São Paulo, Ministério atende outros 16 estados do Brasil e o Distrito Federal 

O Ministério da Saúde autorizou a criação de mais 1.499 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para atender exclusivamente pacientes adultos com covid-19 grave, em 70 municípios do Brasil. A decisão foi publicada no Diário Oficial na noite da última sexta-feira (19) e tem caráter temporário e excepcional. 

A verba está autorizada para 16 Estados e o Distrido Federal: Acre, Alagoas, Amapá, Ceará, Espírito Santo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, Sergipe, Tocantins e o Distrito Federal. O valor do repasse é de R$ 71,9 milhões, retroativo ao mês de março.

De acordo com Boletim Extraordinário do Observatório Covid-19, da Fundação Oswaldo Cruz, das 27 unidades federativas, 24 estados e o Distrito Federal estavam nesta semana com taxas de ocupação de leitos de UTI covid-19 para adultos no Sistema Único de Saúde iguais ou superiores a 80%, sendo 15 com taxas iguais ou superiores a 90%. Em relação às capitais, 25 das 27 estão com taxas iguais ou superiores a 80%, sendo 19 delas superiores a 90%.

O presidente Jair Bolsonaro publicou em sua conta do Twitter que, com essa autorização, o número de leitos liberados pelo Governo Federal é de 2,7 mil, levando em conta os 1.608 já autorizados para o Estado de São Paulo.

Para conseguir o recurso, as secretárias estaduais e municipais de saúde têm de preencher um cadastro no Sistema de Apoio a Implantação de Políticas da Saúde (SAIPS). A liberação do dinheiro seguirá três critérios: curva epidemiológica de casos de covid na região, a estrutura para manutenção e funcionamento da unidade intensiva e corpo clínico para atuação em UTI.

Os números da pandemia têm aumentando nos útimos meses, mas em março a situação se agravou. Brasil atingiu nesta sexta-feira um novo recorde de casos de covid-19 contabilizados em um único dia, ao notificar mais 90.570 infecções, o que eleva a contagem total de contaminados pelo coronavírus no país a 11.871.390, segundo o Ministério da Saúde. 

Também foram registrados nesta sexta 2.815 novos óbitos em decorrência da doença, segunda maior marca para 24 horas até o momento, abaixo apenas do recorde de 2.841 mortes registradas na terça-feira (16). O total de mortes no país atingiu 290.314, de acordo com os dados do governo federal. 

Fonte: R7

6,6 milhões terão último saque liberado do auxílio nesta semana

Nascidos em novembro podem resgatar ou transferir o valor que já havia sido depositado em conta digital, movimentada por app

Na última semana para encerrar o calendário do auxílio emergencial, um total de 6,6 milhões de beneficiados ainda terão saque liberado. Nesta segunda-feira (25), 3,3 milhões nascidos em novembro poderão resgatar em dinheiro ou transferir o valor já depositado na conta poupança digital. O resgate termina na quarta-feira (27), com 3,3 milhões nascidos em dezembro.

Foram creditados R$ 2,3 bilhões para o grupo com saque liberado hoje, que faz parte dos ciclos 5 e 6 de pagamentos. Desse total, R$ 2,2 bilhões são referentes às parcelas do auxílio emergencial extensão, de R$ 300, e o restante, R$ 100 milhões, às parcelas do auxílio emergencial de R$ 600.

Esta é a última parcela do benefício que começou em abril de 2020, para minimizar os impactos da pandemia de coronavírus entre os trabalhadores informais e população de baixa renda. Foram cinco parcelas de R$ 600 e quatro de R$ 300, sendo que mães chefe de família tiveram direito em dobro. O auxílio beneficiou 67,9 milhões de pessoas, com R$ 294 bilhões.

Como sacar

Para retirar o dinheiro, o banco orienta que é preciso fazer o login no app Caixa Tem, selecionar a opção “saque sem cartão” e “gerar código de saque”. Depois, o beneficiário deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de 1 hora. O código deve ser utilizado nos caixas eletrônicos da Caixa, nas unidades lotéricas ou nos correspondentes Caixa Aqui.

A opção de utilização dos recursos creditados na poupança social digital continua disponível para a realização de compras, por meio do cartão de débito virtual e QR Code, pagamento de boletos, contas de água, luz, telefone, entre outros serviços.

Segundo a Caixa, os valores creditados na conta poupança digital e não movimentados no prazo de 90 dias, no caso do auxílio emergencial, ou 270 dias, no caso do auxílio emergencial extensão, são devolvidos à União. Para o público que faz parte do Programa Bolsa Família, as parcelas têm validade de 270 dias.

Mesmo com o fim do programa de auxílio emergencial, a Caixa informou que manterá as contas digitais, “considerando a importância do processo de bancarização para o Brasil”

Fonte: R7

Ministro da Infraestrutura anuncia repavimentação da BR-319 que liga Porto Velho a Manaus

Atualmente, apenas dois trechos da BR-319 estão pavimentados: os primeiros 198 quilômetros e os 164 quilômetros finais.

Ministro de Infraestrutura anuncia pavimentação de trecho da BR-319 em live  com Braga – Portal do Marcos Santos - Portal do Marcos Santos
Governo libera licitação para contratação das obras de pavimentação e reconstrução de 52 quilômetros na BR319/AM.

O Governo Federal, anunciou ontem quarta-feira (16), a assinatura de um contrato para o início das obras de pavimentação da BR-319, que liga Porto Velho (RO) a Manaus (AM). No acordo, os primeiros 52 quilômetros serão trabalhados. A obra total da área, que tem 877,4 km, gera desconfiança por parte dos especialistas.

Atualmente, apenas dois trechos da BR-319 estão pavimentados: os primeiros 198 quilômetros e os 164 quilômetros finais.

No Twitter o Ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes celebrou o acordo: “Dia histórico para o Norte! Assinamos hoje o contrato de repavimentação dos primeiros 52km da BR-319 (Manaus-Porto Velho). Iniciamos nossa missão de recuperar uma rodovia já asfaltada na década de 70 com o compromisso de torná-la a maior referência em governança ambiental do Brasil.

Fonte: Governo Federal

Caixa libera R$ 25 bilhões em crédito para micro e pequenas empresas

Ao todo, cerca de 200 mil empresas fecharam contratos

A Caixa atingiu nessa quarta-feira (21) a marca de R$ 25 bilhões disponibilizados para micro e pequenas empresas nas principais linhas de crédito durante a pandemia da covid- 19. Ao todo, cerca de 200 mil empresas fecharam contratos.

No Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), foram contratados R$ 12 bilhões desde 16 de junho, quando o banco começou a operar a linha.

Pelo Fundo Garantidor para Investimentos (FGI), foram emprestados R$ 10,5 bilhões. Essa linha oferece taxa de juros a partir de 0,63% ao mês. O cliente tem até 60 meses para quitar o empréstimo e conta com uma carência nos pagamentos que varia de seis a 12 meses.

No caso do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe), em parceria com o Sebrae, foram liberados R$ 2,5 bilhões. Essa linha pode garantir, de forma complementar, até 80% de uma operação de crédito contratada, dependendo do porte empresarial do solicitante e da modalidade de financiamento.

Como contratar

Segundo a Caixa, para contratar qualquer uma das linhas, com exceção do Pronampe, que já teve seu limite atingido, os clientes podem acessar o site e preencher um formulário de interesse ao crédito.

O banco entrará em contato se a empresa estiver apta a contratar o financiamento. A solicitação também pode ser feita nas agências da Caixa.

Fonte: Maria Claudia A/B

Caixa libera saque do FGTS a 10,2 milhões nascidos em julho e agosto

Banco vai abrir 772 agências das 8h às 12h neste sábado; também será possível fazer transferência gratuita por meio de aplicativo

A Caixa libera neste sábado (17) o saque em dinheiro do FGTS emergencial para 10,2 milhões de trabalhadores nascidos em julho e agosto. Para isso, 772 agências vão funcionar das 8h às 12h. Ao todo foram creditados R$ 6,4 bilhões na conta dos beneficiários.

Segundo o banco, todas as pessoas que procurarem atendimento durante o funcionamento das agências serão atendidas. Não é preciso chegar antes do horário de abertura.

Também será possível realizar transferência bancária, sem custos, para a conta de preferência da pessoa. A transação pode ser realizada pelo aplicativo Caixa Tem

O valor máximo de recebimento é de R$ 1.045. O dinheiro já podia ser utilizado pelo aplicativo Caixa Tem para o pagamento de contas, de boletos e em lojas. 

Como consultar o valor

O valor máximo do saque é de R$ 1.045, mas varia de acordo com o saldo total que a pessoa tem no fundo. A consulta ao benefício está disponível pelo app FGTS (Android e iOS), pelo internet banking da Caixa, pelo site oficial e pelo telefone 111. É possível checar o valor disponível e qual a data de disponibilização do FGTS.

Quem não quiser realizar o saque deve informar pelo aplicativo do FGTS com pelo menos 10 dias de antecedência da data prevista do crédito. Também é possível solicitar o desfazimento do crédito depois do depósito. Neste caso, o valor volta para a conta do FGTS do beneficiário.

Além disso, se a poupança social digital não sofrer movimentação até o dia 30 de novembro, os valores retornarão à conta FGTS do trabalhador, devidamente corrigidos.

Fonte: R7

Governo libera pagamento para mais beneficiários do programa AmpaRO em RO

O programa atende famílias em situação de extrema pobreza, com cadastros no Bolsa Família.

Os beneficiários do Programa de Transferência de Renda Temporária (AmpaRO), da Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas), que fazem parte do lote 3, já podem acessar o aplicativo CAIXA TEM e utilizar as parcelas referentes aos meses de julho, agosto e setembro, totalizando o recurso no valor de R$ 600.

Esses beneficiários são os que possuíam inconsistência de dados cadastrais nos lotes anteriores e no período determinado fizeram a correção no sistema. A partir desta quarta-feira, é possível através do aplicativo realizar pagamentos de boletos, transações e transferências bancárias ou compras via aplicativo. Sendo ainda possível sacar no caixa eletrônico da empresa bancária, através do código gerado no aplicativo do CAIXA TEM.

O Programa AmpaRO foi criado pela Seas em benefício das famílias que se encontram em situação de extrema pobreza, cadastradas no programa Bolsa Família e com renda per capta familiar declarada no Cadastro Único de até R$ 89, sendo estas beneficiadas com um complemento de renda no valor de R$ 200,00 mensais.

O novo calendário com as datas dos pagamentos dos meses de outubro, novembro e dezembro será divulgado em breve.

Ainda existem beneficiários que possuem pendências em relação aos dados cadastrais. Neste sentido, a Seas informa que foi divulgada duas listas com os nomes dos beneficiários que necessitam fazer as correções, que deverão ser realizadas pelo próprio beneficiário no sistema do Programa AmpaRO, em período a ser divulgado.

CANAIS DE ATENDIMENTO

Para dúvidas sobre como utilizar o aplicativo CAIXA TEM, fazer pagamentos, compras ou saque, o beneficiário pode acessar os canais oficiais da Caixa Econômica Federal ou ligar para os números de contato: 3004 1104 – Para capitais e regiões metropolitanas; 0800 726 0104 – Para demais regiões; 0800 725 7474 – Ouvidoria.

Acesse aqui as listas dos beneficiários: Não habilitados 3° lote – inconsistência de dados; Habilitados do 2° lote que não tiveram contas bancárias abertas por erro de cadastro.

Fonte: Seas

Decreto do estado libera serviços de transporte coletivo, parques e clubes recreativos em RO

Também foi liberado visitas em unidades socioeducativas e práticas de atividades físicas nos municípios.

O Governo de Rondônia flexibilizou por meio do Decreto 25.412, de 17 de setembro de 2020, as restrições sanitárias que incidiam sobre vários setores da economia, como os serviços de transporte coletivo, parques e clubes recreativos que estavam com suas atividades suspensas, e ainda todas as restrições em relação às unidades socioeducativas, que estão abertas às visitas.

Nos termos do decreto em vigor, a intenção do Governo do Estado é promover alterações, acrescer e revogar vários dispositivos do decreto anterior (25.049/2020), que carregava uma série de restrições e normatizava o funcionamento de instituições e empresas e, ainda, o competente distanciamento social, como medida de prevenção à disseminação da Covid-19, cuja contaminação, enfim, dá sinais de estabilidade, motivando, por conseguinte, a adoção dessas novas medidas.

Assim, além de regular a contagem da ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no âmbito do Estado, estabelecendo critérios para os números de pacientes atendidos dentro e fora da macroregião em que reside (artigo 2º, I), o decreto flexibilizou atividades importantes da economia ao permitir (retirar as restrições) que os parques aquáticos e os clubes recreativos possam funcionar nos municípios que se encontram na fase II.

Esclareça-se que nesta fase (II) é previsto o distanciamento social seletivo que permite a abertura parcial, e não total, do comércio. O mesmo dispositivo veda a abertura para funcionamento das áreas de balneários, que continuam com o funcionamento restrito, proibido para evitar grandes aglomerações.

As disposições legais atingiram também os outros serviços de transportes, ao revogar a limitação de capacidade de transporte de pessoas nos táxis e nos serviços por aplicativo, ou seja, a partir de agora os motoristas de taxis e de aplicativos podem transportar 100% de sua capacidade e voltar à rotina de atividades.

Outra previsão do decreto que animou estudantes e a um grande contingente da população que busca um emprego foi a liberação, mesmo parcial, da realização de provas em processos seletivos, que podem ser realizadas a partir de agora com até 40% da capacidade máxima do ambiente.

Por fim, está liberada, sem restrição, a prática de atividades físicas nos municípios classificados na fase III, onde já está prevista a abertura comercial seletiva, entre outras atividades e medidas que podem ser acessadas diretamente no decreto governamental, no endereço http://www.rondonia.ro.gov.br/publicacao/decreto-n-25-412-de-17-de-setembro-de-2020-estado-de-calamidade-publica/, em toda sua plenitude.

Fonte: Secom-RO

FGTS emergencial: Caixa libera novos saques para trabalhadores nascidos em junho

Calendário seguirá mês de nascimento do beneficiário. Cada trabalhador poderá sacar até R$ 1.045 de contas ativas (do emprego atual) ou inativas (de empregos anteriores).

A Caixa Econômica Federal libera nesta segunda-feira (3) o crédito dos novos saques do FGTS para os trabalhadores nascidos em junho. Os pagamentos serão feitos em poupança social digital da Caixa e, em um primeiro momento, os recursos estarão disponíveis apenas para pagamentos e compras por meio de cartão de débito virtual. Nesta etapa, poderão ser pagos até R$ 3,3 bilhões.

O saque em espécie ou transferências, também dos aniversariantes de junho, estão liberados a partir de 3 de outubro (veja o calendário completo mais abaixo). A liberação dos créditos para os nascidos em janeiro começou em 29 de junho, e os saques para esse grupo começaram em 25 de julho.

Essa nova liberação do saque do FGTS se deu em razão da pandemia do novo coronavírus, que afetou as atividades econômicas e a renda dos trabalhadores.

Calendário

Para evitar aglomerações nas agências, a Caixa fixou datas diferentes para a liberação do crédito em conta e para o saque em espécie ou transferência dos valores. O calendário considera o mês de nascimento do trabalhador. Veja as datas a seguir:

Calendário saque emergencial FGTS

Mês de nascimentoCrédito em contaSaque ou transferência
Janeiro29 de junho25 de julho
Fevereiro6 de julho8 de agosto
Março13 de julho22 de agosto
Abril20 de julho5 de setembro
Maio27 de julho19 de setembro
Junho3 de agosto3 de outubro
Julho10 de agosto17 de outubro
Agosto24 de agosto17 de outubro
Setembro31 de agosto31 de outubro
Outubro8 de setembro31 de outubro
Novembro14 de setembro14 de novembro
Dezembro21 de setembro14 de novembro

Fonte: Caixa Econômica Federal

Valor dos saques

Terão direito aos saques os trabalhadores que tenham contas ativas (do emprego atual) ou inativas (de empregos anteriores) do FGTS. Cada trabalhador poderá sacar até R$ 1.045. Se o trabalhador tiver mais de uma conta de FGTS, o saque será feito primeiro das contas de contratos de trabalho extintos (inativas), iniciando pela conta que tiver o menor saldo.

Depois, o dinheiro será sacado das demais contas, também iniciando pela que tiver o menor saldo. Independentemente do número de contas do trabalhador, o valor não pode passar de R$ 1.045. Assim, ninguém poderá tirar mais do que esse valor, ainda que tenha duas ou três contas com saldos superiores a essa quantia.

A previsão é que a operação movimentará durante todo o calendário mais de R$ 37,8 bilhões para aproximadamente 60 milhões de trabalhadores.

Poupança digital

A movimentação do valor do saque emergencial poderá, inicialmente, ser realizada somente por meio digital com o uso do aplicativo Caixa Tem, sem custo.

Logo após o crédito dos valores, será possível realizar compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos com o cartão de débito virtual e QR Code. O trabalhador também poderá realizar o pagamento de contas de água, luz, telefone, gás e boletos em geral.

A conta poupança social digital é uma poupança simplificada, sem tarifas de manutenção, com limite mensal de movimentação de R$ 5 mil.

A partir da data de disponibilização dos recursos para saque ou transferência, os trabalhadores poderão transferir os recursos para contas em qualquer banco, sem custos, ou realizar o saque em espécie nos terminais de autoatendimento da Caixa e casas lotéricas.

Consulta de saldo e informações de saque

A Caixa disponibilizou os seguintes canais de atendimento para o saque emergencial FGTS:

Site fgts.caixa.gov.br:

  • Consultar o valor do saque;
  • Consultar a data em que o recurso será creditado na poupança social digital, conforme calendário;
  • Informar que não deseja receber o valor do saque;
  • Solicitar o desfazimento do crédito feito na poupança social digital.

Central de Atendimento CAIXA 111, opção 2:

  • Consultar o valor do saque;
  • Consultar a data em que o recurso será creditado na poupança social digital, conforme calendário.

Internet Banking Caixa:

  • Consultar o valor do saque;
  • Consultar a data em que o recurso será creditado na poupança social digital, conforme calendário;
  • Informar que não deseja receber o valor do saque;
  • Solicitar o desfazimento do crédito feito na poupança social digital.

APP FGTS

– Clique aqui para baixar o aplicativo para celulares Android
– Clique aqui para baixar o aplicativo para celulares iOS (Apple)

  • Consultar o valor do saque;
  • Consultar a data em que o recurso será creditado na poupança social digital, conforme calendário;
  • Informar que não deseja receber o valor do saque;
  • Solicitar o desfazimento do crédito efetuado na poupança social digital.

Cancelamento e desfazimento do crédito automático

Se o trabalhador não quiser receber o saque emergencial, pode informar essa opção pelo App FGTS com pelo menos 10 dias antes da data prevista para o crédito na poupança social digital, conforme o calendário.

Após o crédito dos valores na conta poupança social digital, o trabalhador poderá solicitar o seu desfazimento. Os valores retornarão à conta do FGTS devidamente corrigidos, sem prejuízo ao trabalhador. A solicitação de desfazimento do crédito do saque emergencial não pode ser desfeita.

Caso não haja movimentação na conta poupança social digital até 30 de novembro, o valor será devolvido à conta FGTS com a devida remuneração do período, sem nenhum prejuízo ao trabalhador. Se após esse prazo o trabalhador decidir fazer o saque emergencial, poderá solicitar pelo App FGTS até 31 de dezembro.

Fonte: G1

Habeas Corpus que pretende a liberação em massa de mais 3 mil presos em SP chega ao STF (veja o vídeo)

Centenas estão desaparecidos após a soltura em massa.

A Defensoria Pública de São Paulo protocolou nesta segunda-feira (27) um pedido de habeas corpus coletivo no Supremo Tribunal Federal (STF), para libertar mais 3.089 presos no estado de São Paulo por risco de contaminação do vírus chinês.

O pedido já foi negado pelo STJ.

Existem mais de 4.500 presos soltos, somente no Estado de São Paulo, pela mesma razão.

Centenas estão desaparecidos após a soltura em massa.

O Ministro Fachin proibiu a atuação da Polícia Militar nos morros e favelas do Estado do Rio de Janeiro, o que segundo a própria PMRJ tem deixado moradores dessas comunidades em situação de abandono e a bel-prazer dos chefes de facções criminosas.

Confira:

Por Ricardo Torre

%d blogueiros gostam disto: