Brasil fica fora da lista de países considerados hostis pela Rússia

Em comunicado divulgado pelo governo russo nesta segunda (7) estão países como Estados Unidos, Japão, Reino Unido e Canadá

O Brasil ficou fora da lista divulgada pelo governo da Rússia que indica os países e territórios considerados hostis por apoiarem diretamente a Ucrânia. A relação inclui Estados Unidos, Canadá, Ucrânia e Japão, e foi publicada nesta segunda-feira (7) pela agência de notícias Tass.

Aparecem como países contrários a Putin: Austrália, Albânia, Andorra, Reino Unido, os 27 países da União Europeia, Islândia, Canadá, Liechtenstein, Micronésia, Mônaco, Nova Zelândia, Noruega, Coreia do Sul, San Marino, Macedônia do Norte, Singapura, Estados Unidos, Taiwan, Ucrânia, Montenegro, Suíça e Japão. Todos impuseram sanções econômicas ao governo russo diante da invasão da Ucrânia pelas tropas lideradas por Putin. 

O Brasil não foi mencionado no comunicado. No dia 27 de fevereiro, o presidente Jair Bolsonaro disse que o país adotará uma posição de neutralidade em relação ao conflito. O chefe do Executivo brasileiro ressaltou que é preciso agir de forma a não gerar consequências para o Brasil, frisando a importância do setor agropecurário. “A cada cinco pessoas no mundo, uma é alimentada pelo Brasil. Nossa posição tem que ser de bastante cautela”, justificou.

Bolsonaro chegou a desautorizar um comentário do vice-presidente da República, Hamilton Mourão, que repudiou os ataques russos e comparou Vladimir Putin ao ditador nazista Adolf Hitler.

O chefe do Executivo federal ponderou que Mourão cometeu uma “peruada”. Segundo Bolsonaro, apenas o presidente da República deveria se manifestar sobre o assunto, visto que a Constituição versa que compete privativamente ao presidente manter relações com Estados estrangeiros e acreditar seus representantes diplomáticos.

“Quem fala desse assunto é o presidente, e o presidente chama-se Jair Messias Bolsonaro, e ponto-final. Então, com todo respeito a essa pessoa [Hamilton Mourão], ela está falando algo que não lhe deve, que não é de competência dela, é de competência nossa. Quem está falando está dando peruada naquilo que não lhe compete”, afirmou Bolsonaro.

A invasão

O conflito na Ucrânia começou no dia 24 de fevereiro, quando tropas russas invadiram cidades do país. Até o momento, o número de pessoas que fugiram do conflito ultrapassou a marca de 1,5 milhão, o que faz desta a crise de refugiados que mais cresce desde a Segunda Guerra Mundial, alertou a ONU neste domingo (6).

A terceira rodada de negociações entre Rússia e Ucrânia deve acontecer nesta segunda-feira (7) e terá como assunto principal os corredores humanitários para tirar das cidades em conflito os civis ucranianos.

Fonte: R7

Tribunal de Justiça de Rondônia divulga lista para agendamentos na Justiça Rápida

Audiências podem ser agendadas pelo WhatsApp a partir desta quinta-feira (3). Suporte virtual é para casos de divórcio, visita e guarda de filhos, ação de danos materiais e despejo, entre outros.

A partir desta quinta-feira (3), os cidadãos de Porto Velho podem agendar audiências no Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO) através da internet. O suporte virtual do programa Justiça Rápida Digital é para conflitos envolvendo divórcio, guarda de filhos, ação de danos materiais, entre outros.

Os atendimentos serão feitos pelo WhatsApp do dia 3 a 16 de março. Durante o contato, o cidadão vai passar por uma triagem de acordo com a resolução escolhida e pode agendar as audiências, que acontecerão nos dias 17, 18 e 19 de março.

O horário de atendimento segue o mesmo do funcionamento das unidades do TJ-RO, das 7h às 14h.

Para agendar a audiência, o interessado deve entrar em contato com o centro judiciário de resolução de conflitos e cidadania através do WhatsApp. O TJ disponibilizou telefones exclusivos para cada tipo de resolução.

Confira a lista abaixo:

  • Guarda de menores entre pais: (69) 3309-7557
  • Justificativa ou dissolução de união estável: (69) 3309-7558
  • Divórcio imediato amigável com bens e/ou filhos: (69) 3308-7556
  • Cobrança de pequenos valores: (69) 3309-7559
  • Danos materiais: (69) 3309-7559
  • Alimentos e visitas para os filhos: (69) 3309-7557
  • Reconhecimento de paternidade: (69) 3309-7558
  • Divórcio imediato amigável sem bens e/ou filhos: (69) 3309-7555

Durante o atendimento pela internet, o cidadão deve fornecer informações e documentos pessoais conforme a resolução, para agendar a audiência.

As sentenças judiciais decorrentes de resoluções agendadas pelo WhatsApp podem ter o mesmo valor legal dos procedimentos realizados no fórum.

Fonte: G1/RO

Lista de selecionados para o curso Pré-Enem Municipal será divulgada na segunda-feira (28)

Aulas terão início no dia 14 de março em escolas da capital

Mais de 470 pessoas se inscreveram no curso Pré-Enem Municipal, ofertado pela Prefeitura de Porto Velho. A lista de selecionados será divulgada na próxima segunda-feira (28).

As inscrições se encerraram no dia 22 de fevereiro em quatro polos na capital. Ao todo, 340 vagas são ofertadas no processo seletivo que levará em conta os seguintes critérios classificatórios: comprovar menor renda; ser inscrito, preferencialmente, no CadÚnico; ser beneficiário de Programa de Transferência de Renda; egressos de escolas públicas ou particulares na condição de bolsistas; ensino médio completo ou que esteja cursando o último ano; e não possuir nível superior.

Após a divulgação da lista, os selecionados terão os dias 3 e 4 de março para efetuar as matrículas. Já a divulgação da 2ª chamada será divulgada no dia 7 do mesmo mês, com prazo de matrícula até o dia posterior.

No ato da matrícula é obrigatória a apresentação dos seguintes documentos originais e cópias: RG; CPF; Comprovante ou declaração de renda; comprovante de residência; comprovante de escolaridade; uma foto 3×4 recente. É obrigatória, ainda, a apresentação da carteirinha de vacinação contra a covid-19 e o uso de máscara para ter acesso a repartições públicas.

As aulas iniciarão no dia 14 de março de 2022, de segunda a sexta-feira, das 19h às 22h, em escolas localizadas em bairros das quatro zonas da capital.

Fonte: Semed

Veja lista de feriados e pontos facultativos de 2022 divulgado pelo Governo nesta terça

No total, o estado conta com 53 feriados e pontos facultativos divididos entre comemorações nacionais, estaduais e municipais.

Rondônia terá 53 feriados/pontos facultativos em 2022. Novembro é o mês com maior número de “folguinhas” espalhadas pelo estado: oito.

A lista completa foi divulgada pelo Governo de Rondônia nesta terça-feira (28) através do decreto n° 26.739.

Confira abaixo o calendário de feriados e pontos facultativos de 2022 em Rondônia e fique atento aos que caem na sua cidade:

Janeiro

  • 1° (sábado) – Feriado em todos os municípios – Confraternização universal e instalação dos municípios de Alvorada do Oeste, Nova Mamoré e Nova Brasilândia
  • 3 (segunda-feira) – Feriado em todos os municípios – Antecipa o feriado do dia 4 de janeiro de criação e instalação do Estado de Rondônia
  • 20 (quinta-feira) – Feriado em Costa Marques – Padroeiro do município – São Sebastião
  • 24 (segunda-feira) – Feriado em Porto Velho – Instalação do município

Fevereiro

  • 1° (terça-feira) – Feriado em Costa Marques – Instalação do município
  • 11 (sexta-feira) – Feriado em Alto Alegre dos Parecis – Padroeira do município – Nossa Senhora de Lurdes
  • 13 (domingo) – Feriado em Alto Paraíso, Campo Novo de Rondônia, Candeias do Jamari, Castanheiras, Corumbiara, Governador Jorge Teixeira, Itapuã D’Oeste, Ministro Andreazza, Mirante da Serra, Monte Negro, Novo Horizonte D’Oeste, Rio Crespo, Seringueiras, Theobroma, Urupá, Vale do Paraíso e Cacaulândia – Criação dos municípios
  • 28 (segunda-feira) – Em todos os municípios – Carnaval (ponto facultativo)

Março

  • 1º (terça-feira) – Em todos os municípios – Carnaval (ponto facultativo)
  • 2 (quarta-feira) – Em todos os municípios – Quarta-feira de cinzas (ponto facultativo até às 14 horas)

Abril

  • 10 (domingo) – Feriado em Guajará-Mirim – Instalação do município
  • 15 (sexta-feira) – Em todos os municípios – Sexta-feira Santa – Paixão de Cristo (ponto facultativo)
  • 21 quinta- feira – Em todos os municípios – Tiradentes

Maio

  • 1° (domingo)  Em todos os municípios – Dia Mundial do Trabalho
  • 11 (quarta-feira) – Feriado em Machadinho D’Oeste e Santa Luzia D’Oeste – Criação dos municípios
  • 13 (sexta-feira) – Feriado em Pimenta Bueno – Padroeira do município – Nossa S. de Fátima
  • 20 (sexta-feira) – Feriado em Alvorada do Oeste e Alta Floresta D’Oeste – Criação dos municípios
  • 24 (terça-feira) – Feriado em Porto Velho, Vilhena e Alto Paraíso – Padroeira dos municípios Nossa Senhora Auxiliadora

Junho

  • 15 (quarta-feira) – Feriado em Nova Mamoré – Criação do município
  • 16 (quinta-feira) – Ponto facultativo em todos os municípios – Corpus Christi além da criação dos municípios de Colorado d’Oeste, Espigão D’Oeste, Jaru, Ouro Preto D’Oeste, Presidente Médici e Costa Marques
  • 19 (domingo) – Feriado em Nova Brasilândia D’Oeste – Criação do município
  • 22 (quarta-feira) – Feriado em Alto Alegre dos Parecis, Cujubim, Nova União, São Felipe D’Oeste, Teixeirópolis, Vale do Anari, Parecis e Primavera de Rondônia – Criação dos municípios
  • 24 (sexta-feira) – Feriado em Jaru, Presidente Médici, Cujubim e Urupá – Padroeiro dos municípios – São João

Julho

  • 6 (quarta-feira) – Feriado em São Miguel do Guaporé e Cabixi – Criação dos municípios
  • 12 (terça-feira) – Feriado em Guajará Mirim – Criação do município
  • 25 (segunda-feira) – Feriado em Castanheiras e Alvorada do Oeste – Padroeiro dos municípios – São Cristóvão
  • 29 (sexta-feira) – Feriado em Buritis e Pimenteiras do Oeste – Padroeira dos municípios – Santa Maria

Agosto

  • 5 (sexta-feira) – Feriado em Rolim de Moura e Cerejeiras – Criação dos municípios
  • 6 (sábado) – Feriado em Guajará Mirim – Independência do Estado Plurinacional da Bolívia
  • 15 (segunda-feira) – Feriado em Mirante da Serra – Padroeira do município – Nossa Senhora dos Migrantes
  • 16 (terça-feira) – Feriado em Ji-Paraná – Padroeiro do município – São João Bosco

Setembro

  • 7 (quarta-feira) – Em todos os municípios – Proclamação da Independência do Brasil
  • 8 (quinta-feira) – Feriado em Alta Floresta D’Oeste – Padroeira do município – Nossa Senhora da Penha
  • 29 (quinta-feira) – Feriado em São Miguel do Guaporé – Padroeiro do município – São Miguel Arcanjo

Outubro

  • 2 (domingo) – Feriado em Porto Velho – Criação do município
  • 4 (terça-feira) – Feriado em Ariquemes, São Francisco do Guaporé e Novo Horizonte do Oeste – Padroeiro dos municípios – São Francisco de Assis
  • 11 (terça-feira) – Feriado em Ariquemes, Ji-Paraná, Vilhena, Pimenta Bueno e Cacoal – Criação dos municípios
  • 12 (quarta-feira) – Feriado em todos os municípios – Padroeira do Brasil – Nossa Senhora Aparecida e dos municípios de Colorado do Oeste, Espigão do Oeste, Ouro Preto do Oeste e Rolim de Moura
  • 28 (sexta-feira) – Ponto Facultativo em todos os municípios – Dia do Servidor Público

Novembro

  • 2 (quarta-feira) – Feriado em todos os municípios – Finados
  • 7 (segunda-feira) – Feriado em Jaru – Instalação do município
  • 15 (terça-feira) – Feriado em todos os municípios – Proclamação da República
  • 21 (segunda-feira) – Feriado em Ariquemes – Instalação do município
  • 22 (terça-feira) – Feriado em Ji-Paraná – Instalação do município
  • 23 (quarta-feira) – Feriado em Vilhena – Instalação do município
  • 24 (quinta-feira) – Feriado em Pimenta Bueno – Instalação do município
  • 26 (sábado) – Feriado em Cacoal – Instalação do município

Dezembro

  • 8 (quinta-feira) – Feriado em Guajará-Mirim e Candeias do Jamari – Padroeira dos municípios – Nossa Senhora da Conceição
  • 13 (terça-feira) – Feriado em Santa Luzia D’Oeste – Padroeira do município – Santa Luzia
  • 25 (domingo) – Feriado em todos os municípios – Natal
  • 27 (terça-feira) – Feriado em Buritis, Chupinguaia, Pimenteiras do Oeste e São Francisco do Guaporé – Criação dos municípios
  • 30 (sexta-feira) – Feriado em Cerejeiras – Instalação do município
  • 31 (sábado) – Feriado em Machadinho D’Oeste, Alta Floresta D’Oeste e Cabixi – Instalação dos municípios

Fonte: Assessoria

Renan Calheiros inclui mais três nomes à lista de investigados da CPI

Ex-diretor preso pela Comissão e dois empresários farão parte da lista que já conta com dois ex-ministros 

O relator da CPI da Pandemia, senador Renan Calheiros (MDB-AL), afirmou, na manhã desta quarta-feira (25), que incluirá três novos nomes à lista de investigados pela comissão. Roberto Dias, ex-diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde, Francisco Maximiano, sócio-administrador da Precisa Medicamentos, e Emanuel Catori, sócio da Belcher Medicamentos, passarão à condição de investigados pela comissão.

Dias chegou a ser preso em flagrante por algumas horas na Polícia Legislativa do Senado após o seu depoimento, em 29 de junho, sob a acusação de falso testemunho. Na semana passada, entretanto, a Justiça Federal de Brasília anulou a prisão do ex-diretor do Ministério e determinou a devolução da fiança paga.

Maximiano, por sua vez, já era um dos principais alvos da comissão, mas ainda não estava na lista dos formalmente investigados. O depoimento do empresário, prestado no último dia 18, chegou a ser adiado quatro vezes por causa das constantes viagens à Índia, interpretadas por senadores como uma maneira de tentar evitar falar à CPI. A Precisa foi representante da Bharat durante a negociação da vacina indiana Covaxin.

Emanuel Catori depôs nesta terça-feira (24) e admitiu que a reunião da qual participou no Ministério da Saúde, em abril, foi marcada pelo deputado e líder do governo, Ricardo Barros (PP-PR). A empresa da qual Catori é sócio, a Belcher Farmacêutica, tentou negociar a vacina Covidencia, produzida pelo laboratório chinês CanSino. Barros também está na lista de investigados pela CPI.

Integram a lista do relator, ainda, os ex-ministros Eduardo Pazuello e Ernesto Araújo, o ex-secretário-executivo da Saúde Elcio Franco, o empresário Carlos Wizard, entre outros.

Fonte: R7

Soja de Rondônia assume liderança com produto mais exportado; confira a lista completa dos produtos

Estado alcançou mais de R$ 3 bilhões com exportações no primeiro semestre de 2021.

Dados do Governo de Rondônia, divulgados pela Secretaria de Estado de Finanças (Sefin), apontam que o Estado alcançou cerca de R$ 3,1 bilhões em exportações no período de janeiro a junho de 2021, um crescimento de 35,77% frente ao mesmo período do ano passado. Nesse cenário internacional, ao menos 97% do montante exportado favoreceram cinco países: Turquia, China, Espanha, Hong Kong e Países Baixos.

Vários setores mantiveram a  economia rondoniense em alta, entre eles o agronegócio e a mineração. E mesmo no período mais intenso da pandemia do coronavírus, as exportações continuaram positivas.

De acordo com o gestor da Coordenadoria da Receita Estadual (CRE), Antônio Carlos, “na pandemia, as exportações não foram muito afetadas. Na verdade, elas foram muito mais estimuladas nesse período. Rondônia é um Estado produtor de alimentos, então as indústrias e produtores continuaram a mover o motor da economia nesse período”, destacou.

Em detalhes, dos dados divulgados pela Sefin mostram que: de janeiro a junho de 2019, antes da pandemia, as exportações somaram R$ 2,52 bilhões. No mesmo período do ano seguinte, 2020, foram R$ 3,95 bilhões de exportações para o mercado internacional, um aumento de 56,77% comparado a 2019. Já entre janeiro e junho de 2021, Rondônia a venda internacional de produtos se manteve em alta – R$ 3,1 bilhões –, sendo 35,77% maior que o ano passado.

Entre os municípios que mais exportaram no Estado, Vilhena ocupa o primeiro lugar com mais de R$ 1,54 bilhão. A capital, Porto Velho, vem em seguida com R$ 829 milhões em exportações. Rolim de Moura é o terceiro da lista, com R$ 778 milhões. Nestes municípios, a soja foi um dos produtos mais exportados com cerca de R$ 2,8 bilhões de exportações.

Os 15 produtos mais exportados no período de janeiro a junho deste ano são:

  1. Soja;
  2. Carnes desossadas de bovino congeladas;
  3. Carnes desossadas de bovino frescas
  4. Carnes desossadas de bovino refrigeradas;
  5. Madeiras perfiladas;
  6. Estanho em forma bruta;
  7. Algodão;
  8. Miudezas comestíveis de bovino;
  9. Bexigas e estômagos, de animais;
  10. Minérios de nióbio, tântalo ou vanádio;
  11. Outras madeiras tropicais serrada ou fendida;
  12. Milho em grão, exceto para semeadura;
  13. Madeira de ipê;
  14. Outras substâncias de animais, para preparação de produtos farmacêuticos;
  15. Armações e cabos, de ferramentas, de escovas e de vassouras, de madeira.

Segundo o coordenador da CRE, o Governo de Rondônia está empenhado em garantir a melhoria de todos os setores comerciais que são beneficiados pelas exportações, e que mais produtores locais possam desenvolver a economia do Estado, tornando-se referência na Amazônia.

Fonte: Sefin

Estudantes têm até hoje para se inscrever na lista de espera do ProUni

Resultado sai nesta sexta-feira

Estudantes que não foram selecionados na segunda chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) têm até hoje(18) para se inscrever na lista de espera. O resultado será divulgado na próxima sexta-feira (20). Os selecionados no programa podem receber bolsas de 50% ou 100% em instituições de todo o país.

Documentação

Segundo o Ministério da Educação (MEC), os selecionados nessa etapa terão entre os dias 23 e 27 de agosto para comprovar as informações prestadas, por meio de documentação. No segundo semestre de 2021, o programa oferece 134.329 bolsas de estudo – 69.482 integrais e 64.847 parciais – em mais de 10 mil cursos de quase mil instituições particulares de ensino superior.

Critérios

Para obter uma bolsa integral, o interessado precisa comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. No caso de bolsas parciais (50%), é preciso comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa da família, de até três salários mínimos.

Fonte: Agência Brasil

Confira a lista dos deputados de Rondônia que votaram na PEC do voto impresso no plenário

A matéria foi rejeitada e arquivada por não atingir número suficiente de votos.

Todos os deputados federais de Rondônia votaram “sim” nesta terça-feira (10), para a proposta de emenda à Constituição (PEC) que propunha o voto impresso em eleições, plebiscitos e referendos. Ao final da contagem de votos a Câmara dos Deputados rejeitou e arquivou a proposta.

Para ser aprovada, a PEC precisava de, no mínimo, 308 votos. No entanto, o texto elaborado pela deputada Bia Kicis (PSL-DF) teve o apoio de apenas 229 deputados. Outros 218 deputados votaram contra a PEC, e um parlamentar se absteve. Ao todo, 448 votos foram computados.

Os 65 ausentes — entre os quais vários deputados de legendas governistas — contribuíram para a derrota de Bolsonaro.

Veja voto a voto dos deputados de Rondônia

  • Coronel Chrisóstomo (PSL): SIM
  • Expedito Netto (PSD): SIM
  • Jaqueline Cassol (PP): SIM
  • Léo Moraes (PODE): SIM
  • Lucio Mosquini (MDB): SIM
  • Mariana Carvalho (PSDB): SIM
  • Mauro Nazif (PSB): SIM
  • Silvia Cristina (PDT): SIM

Com a decisão da Câmara, o texto será arquivado, e o formato atual de votação e apuração deve ser mantido nas eleições de 2022.

Fonte: G1/RO

MEC divulga lista de pré-selecionados para Fies do segundo semestre

Seleção assegura a expectativa de direito à vaga

O Ministério da Educação (MEC) divulgou no fim da noite dessa terça-feira (3) a relação dos candidatos pré-selecionados em chamada única ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o segundo semestre de 2021. O resultado está disponível na página do Fies.

A seleção assegura apenas a expectativa de direito à vaga, já a contratação do financiamento está sujeita às demais regras e procedimentos de formalização do contrato. O prazo para complementação das informações da inscrição começa hoje (4) e vai até sexta-feira (6).

Os estudantes não pré-selecionados foram automaticamente incluídos em lista de espera, observada classificação. Considerando que não existe novo ranqueamento, após a publicação do resultado da chamada única, os participantes da lista de espera deverão, obrigatoriamente, acompanhar sua eventual pré-seleção.

Nesse caso, os candidatos deverão complementar sua inscrição no prazo de três dias úteis, contados do dia subsequente ao da divulgação de sua pré-seleção no sistema. O prazo final para a lista de espera é 31 de agosto.

Em 2021, o Fies tem a oferta total de 93 mil vagas. Nesta seleção do segundo semestre, estão disponíveis 69 mil vagas distribuídas em 23.320 cursos de 1.324 instituições privadas de ensino superior. Caso hajam vagas remanescentes, não ocupadas na chamada única, o MEC poderá fazer nova seleção.

Para ter acesso ao fundo, é necessário ter renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos e ter participado de uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a partir de 2010, obtendo no mínimo 450 pontos na média das cinco provas do exame e não ter zerado a prova de redação.

O Fies é o programa do governo federal que tem o objetivo de facilitar o acesso ao crédito para financiamento de cursos de ensino superior oferecidos por instituições privadas aderentes ao programa. Criado em 1999, ele é ofertado em duas modalidades desde 2018, por meio do Fies e do Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies).

O primeiro é operado pelo governo federal, sem incidência de juros, para estudantes que têm renda familiar de até três salários mínimos por pessoa; o percentual máximo do valor do curso financiado é definido de acordo com a renda familiar e os encargos educacionais cobrados pelas instituições de ensino. Já o P-Fies tem regras específicas, sem seleção, e funciona com recursos dos fundos constitucionais e dos bancos privados participantes, o que implica cobrança de juros.

Fonte: Agência Brasil 

CPI: Queiroga, Pazuello e Araújo estão entre os 14 investigados

Lista foi divulgada nesta sexta-feira pelo relator da comissão, senador Renan Calheiros; oito deles já prestaram depoimento

O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), anunciou nesta sexta-feira (18) a lista com 14 pessoas que passam a ser investigadas pela comissão.

Dos 14 nomes, oito já foram ouvidos pela CPI da Covid até o momento.

Renan fez o anúncio de que testemunhas se tornariam investigadas no início desta semana, mas não havia divulgado os nomes.

“Com relação a essas pessoas, contra os quais já acessamos provas e indícios, precisamos mudar o patamar da investigação, transformando-as em investigados”, justificou Renan Calheiros.

“É bom para a investigação e para a segurança jurídica para o próprio investigado.”

Segundo o relator, os agora investigados “passam a ter direito a informações, provas e indícios que estão sendo juntados” pela CPI da Covid..

São estas as 14 pessoas investigadas:

1. Marcelo Queiroga, atual ministro da Saúde;
2. Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde;
3. Ernesto Araújo; ex-ministro das Relações Exteriores;
4. Fabio Wajngarten; ex-secretário de Comunicação;
5. Mayra Pinheiro; secretária de gestão e trabalho do Ministério da Saúde;
6. Nise Yamaguchi; médica do suposto gabinete paralelo de aconselhamento a Jair Bolsonaro;
7. Paulo Zanoto; médico que também aconselharia Bolsonaro;
8. Carlos Wizard; empresário que também faria parte do suposto gabinete paralelo;
9. Arthur Weintraub; ex-assessor da Presidência;
10. Francieli Fantinato Fontana; coordenadora do Programa Nacional de Imunização.
11. Elcio Franco; ex-secretário do Ministério da Saúde;
12. Marcellus Campelo, ex-secretário do Amazonas;
13. Helio Angotti Neto, médico que aconselharia Bolsonaro; e
14. Luciano Dias Azevedo, que seria o responsável pela minuta que sugeria a mudança da bula da cloroquina.

Nesta sexta, a CPI do Senado ouve dois médicos que defendem o tratamento precoce e vota 40 requerimentos, que tratam, entre outras coisas, da aprovação de uma reunião secreta com o ex-governador do Rio, Wilson Witzel, e a convocação do atual governador do estado, Cláudio Castro (PSC).

Fonte; R7

%d blogueiros gostam disto: