Após seis dias de sequestro, jovem é libertado em Mirante da Serra

Bandidos pediram R$ 1 milhão de resgate à família.

Um jovem de 25 anos ficou seis dias em cativeiro na Zona Rural de Mirante da Serra (RO). Ele foi libertado na sexta-feira (12) depois que os sequestradores perceberam que a Polícia Civil estava fazendo rondas próximas ao cárcere.

Segundo a Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), a vítima de extorsão mediante sequestro foi enganada pela organização criminosa e ao marcar um encontro em um aplicativo de relacionamentos foi sequestrada. O jovem estava em cativeiro desde o dia 7 de março sob poder de criminosos fortemente armados.

Os criminosos fizeram contato com a família da vítima e pediram R$ 1 milhão pelo resgate. A família chegou a sacar o valor. O dinheiro deveria ser entregue na Bolívia pelo pai da vítima.

Porém, após seis dias e diligências de alta complexidade tática e operacional, os policiais dizem que os criminosos perceberam que o cárcere seria descoberto. Então libertaram a vítima em uma linha da Zona Rural. Ela foi encontrada com feridas nos pulsos e tornozelos, por ter sido amarrada com cordas e correntes.

Neste sábado (13), a partir das investigações da 1ª Delegacia de Mirante da Serra, a Draco cumpriu dois mandados de prisão temporária e três mandados de busca e apreensão. Foi preso o homem identificado como autor intelectual do crime. Nem todos os envolvidos foram identificados e localizados, por isso as investigações continuam.

Deram apoio operacional o Departamento de Polícia do Interior, Delegacia de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio de Ji-Paraná e policiais civis da 1ª Delegacia de Mirante da Serra.

Fonte: Rede Amazônia

Operação prende suspeitos de participarem do assalto ao Banco Brasil em Mirante da Serra

O roubo aconteceu durante a madrugada deste sábado. Ao menos três suspeitos foram flagrados pelas câmeras de segurança.

A operação contou com o apoio da Polícia Militar, Polícia Civil, PRF.

A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas II de Cacoal (Draco II) prendeu seis integrantes de uma quadrilha especializada em roubos a agências bancárias. Eles são acusados de terem assaltado uma agência do Banco do Brasil na madrugada do último sábado (26), no município de Mirante da Serra. O crime foi registrado por câmeras de segurança.
Os presos são Arôni S. G., 34 anos, Cristofher P. R., 32 anos, Francisco F. B. s., 32 anos, Hebert N. T., 25 anos, Robson V. M., 33 anos, e Wanderson O. E., 25 anos.

De acordo com equipes da operação, após arrombarem a parede e diversas portas, os criminosos levaram dois revólveres calibre 38 e 18 munições. O prejuízo não foi maior por que a quadrilha não conseguiu arrombar os dois cofres do banco.

Segundo o delegado titular Roberto dos Santos, logo após o crime a equipe de policiais entrou em ação e na tarde de domingo (27) conseguiu prender seis homens, um deles em Jaru e os outros cinco no município de Itapuã do Oeste.

A Polícia apurou que a quadrilha era de Porto Velho. Na ação, os agentes da Draco apreenderam os dois veículos utilizados na ação criminosa e os equipamentos para arrombar os cofres.

A operação contou com apoio de policiais civis e militares dos municípios de Mirante da Serra, Jaru, Nova União, Ouro Preto do Oeste e Governador Jorge Teixeira. A ação também teve apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) que abordou os criminosos em barreiras.

Fonte: Assessoria