Colisão na BR-364, mata educadora e deixa três pessoas feridas em RO

Segundo a PRF, o motorista de um dos veículos que teria provocado o acidente ao ultrapassar fugiu do local.

Uma colisão entre carros na BR-364, matou uma pessoa e deixou três feridas durante a tarde de domingo (25) no Candeias do Jamari (RO). A vítima fatal do acidente foi identificada como Raimunda Pereira, professora do Colégio Classe A de Porto Velho.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a professora estava em um Gol (sentido Cuiabá) e o outro veículo, um Vectra, seguia na pista contrária (sentido Porto Velho).

A PRF diz que, em determinado momento, ambos os veículos ficaram na mesma faixa de rolamento durante uma ultrapassagem e, com fim de evitar uma batida, os dois motoristas se direcionaram ao acostamento da pista, porém ainda acabaram colidindo frontalmente.

Após o impacto, um incêndio se iniciou no carro Vectra e outros condutores que passavam pela BR-364 conseguiram retirar a professora do Gol, a fim de evitar outro incêndio.

A educadora Raimunda Pereira foi levada a uma unidade de saúde, mas, devido aos ferimentos, acabou não resistindo. Outras três pessoas, parentes de Raimunda, ficaram feridas no acidente e foram socorridas com ferimentos leves.

Conforme o Corpo de Bombeiros, que atendeu o acidente, a professora teve três paradas cardíacas no hospital e por isso não resistiu. O esposo da educadora segue internado no João Paulo II, em Porto Velho.

Condutor do carro Vectra fugiu após acidente que terminou com incêndio — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação
Condutor do carro Vectra fugiu após acidente que terminou com incêndio

Já o motorista do Gol, que era sobrinho do casal, foi atendido e liberado. Uma criança que estava no carro quebrou a perna e foi transferida para o hospital Cosme Damião.

Segundo a PRF, o motorista do Vectra que teria provocado o acidente ao ultrapassar fugiu do local.

Fonte: Rede Amazônica

Homem morre durante emboscada em uma fazenda no interior

A vítima era funcionário da Fazenda. Outros dois homens que também trabalhavam no local ficaram feridos.

Um homem de 28 anos, funcionário de uma propriedade rural, foi morto a tiros na madrugada de ontem domingo (25) durante uma emboscada em uma fazenda em Machadinho D’Oeste (RO). Outros dois homens que também trabalhavam no local ficaram feridos.

Segundo o boletim de ocorrências, a Polícia Militar foi acionada na propriedade, localizada na Linha T-15, distrito 5º BEC, pois um homem havia sido morto durante uma emboscada realizada por invasores de terras acampados nas proximidades.

Quando chegaram no local, foram informados por uma testemunha que durante a madrugada 12 homens fortemente armados passaram a atirar contra eles. O homem de 28 anos, que estava dormindo em um abrigo em um curral, foi atingido por dois tiros e morreu no local.

Outros dois funcionários também foram baleados, sendo um no joelho direito e outro no braço direito. Ambos foram socorridos ao Hospital Regional de Ariquemes.

As testemunhas ainda contaram que quando o grupo realizava os disparos, os criminosos gritavam ameaças de morte.

De acordo com a polícia, os homens que fizeram o ataque tinha conhecimento de táticas de guerrilha, pois se dividiram em grupo e atiraram de locais estratégicos.

A perícia esteve no local para os trabalhos necessários, assim como a polícia judiciária. Várias cápsulas de menos cinco calibres diferentes foram encontradas na propriedade. O corpo da vítima passou pela perícia e foi liberado para a funerária. O caso é investigado pela Polícia Civil.

Fonte: G1/RO

Deslizamento de terra no Japão deixa pelo menos quatro mortos

Cidade turística, no centro do país, foi atingida no fim de semana

Equipes de resgate estão ampliando as buscas por sobreviventes, após os intensos deslizamentos de terra que ocorreram em uma cidade turística na região central do Japão durante o fim de semana. Funcionários da administração da cidade confirmaram quatros mortes e 80 pessoas desaparecidas.

Autoridades da província de Shizuoka anunciaram que a torrente de lama carregou pelo menos 130 residências e prédios na cidade de Atami no sábado (3).

Informaram também que três pessoas foram resgatadas nesta segunda-feira (5), sem ferimentos. No entanto, duas pessoas tiveram morte confirmada no mesmo dia, elevando para quatro o número de mortos.

Ainda de acordo com as autoridades, 215 pessoas têm residência registrada na área devastada. Até o momento, foi confirmada a localização de 135 moradores.

Algumas pessoas que vivem no local lembram a angústia dos últimos dias. “Eu ouvi gritos vindos de muito longe. Quando abri a porta, só consegui ver a torrente. Era como o inferno”., disse um morador.

Outro afirmou que sua mãe está desaparecida e que ia procurar por ela em volta da casa.

Pessoas que participam do resgate passavam cuidadosamente de mão em mão um bebê enrolado em um cobertor, até que chegasse a um profissional de resgate. O bebê e sua mãe haviam sido retirados de um prédio que teve o primeiro andar soterrado pela lama. Ambos passavam bem, sem grandes ferimentos.

A torrente de destroços também interrompeu o abastecimento de água e a passagem nas ruas da cidade.

Diversas pessoas foram forçadas a deixar suas casas.

Riscos

A província de Shizuoka, na região central do Japão, continua a enfrentar o risco de mais desastres. Um alerta para deslizamentos continua em vigor para a cidade de Atami, localizada na província.

Meteorologistas informaram que, desde quarta-feira, já havia caído mais chuva na província e no sul da região de Kanto do que é normalmente esperado para todo o mês de julho.

Fonte: Agência Brasil

Acidente fatal mata motociclista na avenida Jorge Teixeira em Porto Velho

De acordo com informações, homem teria batido na lateral de carro e foi arrastado por carreta.

Um motociclista de 48 anos morreu na tarde desta sexta-feira (2), na avenida Jorge Teixeira em Porto Velho, após bater na lateral de um carro e ser arrastado por vários metros por uma carreta.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o homem tentava ultrapassar os veículos, quando bateu na lateral de um carro e perdeu o controle da moto.

A carreta que vinha ao lado não teria conseguido frear a tempo e acabou arrastando o motociclista. Ele morreu no local.

O acidente será investigado para constatar a veracidade das informações.

Fonte: Assessoria

Morre aos 51 anos o jornalista Paulo Benito em Porto Velho

Paulo Benito estava internado no pronto socorro João Paulo II, e apresentou um quadro de hemorragia no esôfago.

O jornalista Paulo Daniel Araújo Benito, morreu na manhã desta terça-feira (29), aos 51 anos, no pronto socorro João Paulo II, onde estava internado desde o último sábado, quando apresentou um quadro de hemorragia no esôfago.

Benito era jornalista e apresentador de TV, atuando ultimamente em um programa e também na Assembleia Legislativa do Estado.

O jornalista era natural de Arroio Grande, no Rio Grande do Sul e radicou-se em Rondônia há mais de 20 anos. Em 2018 candidatou-se a vice-governador pelo PT.

Fonte: Assessoria

Jornalista Adão Gomes morre por complicações decorrentes da Covid-19 em RO

O jornalista tinha 45 anos e deixa um filho de 10 anos.

O jornalista Adão Gomes faleceu na manhã deste sábado (26), vítima de complicações da Covid-19. Ele estava internado no Hospital Samar desde o dia 3 de junho, e foi intubado no dia 8 de junho.

Durante o tratamento, ele apresentou melhoras e estava otimista quanto à recuperação, mas o quadro clínico se agravou e ele não resistiu. O jornalista tinha 45 anos e deixa um filho de 10 anos.

Ele apresentou os sintomas iniciais de Covid-19 no dia 27 de maio e iniciou os tratamentos médicos. 

Adão Caldeira da Silva é natural de Ji-Paraná, onde nasceu em 21 de março de 1976. Jornalista e radialista, com passagens pela Rádio Comunitária Alternativa e Rede Vida.

Com 17 anos de dedicação à RedeTV! Rondônia, apresentou programas como o Jornal da Rede e Fala Porto Velho, além de coberturas ao vivo. Atualmente, exercia a função de gerente de comunicação e apresentava o programa Fala Rondônia.

Como profissional, sempre foi dedicado e comprometido em levar a notícia de forma clara, objetiva e transparente. Habilidoso na arte de comunicar, Adão foi um excelente apresentador de televisão, sendo âncora de programa jornalístico e em transmissões ao vivo de eventos culturais, artísticos e esportivos.

Iniciou na carreira de comunicador ainda na cidade Ji-Paraná, trabalhando na Rádio Comunitária Alternativa. De 2002 a 2005, iniciou como jornalista de televisão na Rede Vida. Ainda na sua cidade natal, ingressou na RedeTV!, em 2005, sendo transferido para Porto Velho, onde permaneceu atuante até o momento.

Fonte: Assessoria

Homem é assassinado com tiro no olho em Ariquemes, RO

A Polícia Civil investiga o caso e trabalha com a hipótese de acerto de contas.

Um jovem de 27 anos foi morto com um tiro no olho, na noite de quinta-feira (24), na Avenida Capitão Silvio, em frente a um supermercado de Ariquemes (RO), Vale do Jamari.

Aos policiais, a esposa da vítima disse que ela e o marido moram em Cujubim (RO) e estavam de passagem em Ariquemes para consertar a caminhonete.

Quando ela e o esposo transitavam na avenida com o veículo, pararam no pátio de um posto de combustíveis e então a vítima desceu do carro para mexer no celular. Foi nesse momento que aproximou um homem em uma moto e fez os disparos no homem de 27 anos.

A vítima foi socorrida com vida pelo Samu até a UPA, mas morreu momentos após dar entrada na unidade. O tiro atingiu a região do olho.

Após o crime, o suspeito fugiu e ainda não foi localizado. A Polícia Civil investiga o caso e trabalha com a hipótese de acerto de contas.

Fonte: G1/RO

Viatura da Força Nacional causa acidente e mata motorista durante ultrapassagem na BR-364 em RO

Rodovia ficou fechada após acidente entre carro e viatura.

Acidente deixa um morto na BR-364, perto da Unir

O motorista de um carro de passeio morreu após ser atingida por uma viatura da Força Nacional, nesta quarta-feira (23). O acidente foi na BR-364, perto do campus da Universidade Federal de Rondônia e da entrada da Vila Princesa.

Com a batida, os dois automóveis saíram da pista. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o acidente provavelmente foi durante uma manobra de ultrapassagem da viatura, mas não deu detalhes das circunstâncias da batida.

O motorista do veículo de passeio morreu na hora e os ocupantes da viatura da Força Nacional ficaram levemente feridos.

Houve um congestionamento de veículos na BR-364, perto da Unir, pois a rodovia precisou ser fechada.

A viatura da Força Nacional, que ficou parcialmente destruída após o acidente, foi retirada do local por volta de 11h45 em um caminhão guincho.

Fonte: Assessoria

Médicos Sem Fronteiras lamenta meio milhão de vidas perdidas pela Covid-19

Em carta aberta, organização humanitária condena com indignação o descaso à emergência sanitária que está causando a morte de brasileiros.

A todos que direta ou indiretamente sofrem conosco a dor de meio milhão de perdas,

Viver a perda de quem se ama é devastador, e eu me identifico com a sua dor. Nada menos que 500 mil vidas foram interrompidas pela COVID-19 no Brasil. MEIO MILHÃO de pessoas! Pais, irmãos, filhos, amigos, amores da vida… perdas irreparáveis. Essa catástrofe vivenciada de maneira única por cada um de nós, é também coletiva. Fez com que passássemos a viver em um estado de luto permanente no país, com o sistema de saúde à beira do colapso e, por parte do poder público, ainda estamos distantes de ver uma resposta efetiva, centralizada e coordenada à doença.

Como organização humanitária, temos o dever de condenar com indignação o descaso à emergência sanitária que está causando a morte de centenas de milhares de brasileiros. Como organização médica, é nossa obrigação esclarecer que muitas dessas mortes poderiam ser evitáveis. A insistente recusa em colocar em prática medidas de saúde pública baseadas em evidências científicas, como o distanciamento social e o uso de máscara, mesmo para quem já foi vacinado ou teve a doença, segue resultando na morte prematura de muitas pessoas e aumentando o risco do surgimento de novas variantes.

Onde pouco mais de 11% da população já tomou as duas doses da vacina, a COVID-19 segue infectando e matando milhares todos os dias no Brasil. E enquanto testemunhamos o sofrimento de brasileiros que perderam seus entes queridos e de profissionais da área de saúde exaustos, padecendo de graves impactos psicológicos e emocionais devido às condições de trabalho, assistimos também ao grande volume de informações falsas sobre a COVID-19 que circulam pelas comunidades do país, alimentando um ciclo de doença e morte.

É desolador perceber que essa desinformação muitas vezes é propagada por quem teria a responsabilidade de proteger a população. É inadmissível que, mesmo com 500 mil mortes, haja autoridades que defendam o uso de medicamentos sem eficácia comprovada, desprezando conhecimentos científicos e renegando medidas eficazes. Agir dessa maneira, neste momento, é nada menos que desumano. Pode ser óbvio, mas é necessário dizer que como o Brasil se encontra em uma situação de alta circulação e transmissão do vírus e ainda precisa avançar na vacinação, não usar máscaras neste momento contribui para manter alta a incidência da COVID-19. O resultado disso não é outro senão mais hospitalizações e mortes.

Esse impacto tem sido sentido com mais força entre os que estão mais expostos e vulneráveis e com menos acesso à saúde, mostrando outro efeito cruel da pandemia, o de ter escancarado nossas desigualdades históricas no acesso à saúde. Diversos estudos divulgados desde o início da epidemia de COVID-19 indicam que a própria doença, e também seus impactos sobre o sistema de saúde, afetaram de maneira mais cruel as populações negra e indígena, migrantes e refugiados.

Infelizmente, a COVID-19 ainda está longe de ser controlada. Enquanto houver pessoas desprotegidas, as vidas de nossos pais, filhos, irmãos, amigos, amores continuarão ameaçadas. Neste momento, mesmo com toda exaustão e ansiedade para que tudo acabe logo, temos de continuar juntos e firmes nessa batalha pela vida. Por favor, se proteja e cuide dos seus.

Renata Santos

Presidente do Conselho de MSF-Brasil

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Casal fica preso às ferragens em acidente com caminhão de madeira e morre

O trágico acidente ocorreu no município de Machadinho do Oeste. O motorista do caminhão não foi encontrado no local do acidente.

Um trágico acidente envolvendo um caminhão carregado de toras e um carro de passeio, tirou a vida de três pessoas da mesma família na noite de quarta-feira (16), na linha MA 28, no município de Machadinho do Oeste.

O caminhão e o carro colidiram frontalmente e o veículo menor foi arrastado por cerca de 10 metros, até um barranco.

De acordo com informações repassadas à Polícia, Wallas de Souza Gomes, 26 anos, dirigia o carro e tinha como passageiras sua esposa Tatiane de Lima Fernandes, 26 anos e a filha Emily Vitória Fernandes Gomes, 6 anos.

O carro em que as vítimas estavam ficou totalmente destruído. O casal morreu preso às ferragens. A criança ainda foi retirada com vida e socorrida pelo Samu, mas não resistiu e morreu ao dar entrada no Hospital Municipal de Machadinho.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros trabalhou durante toda a madrugada utilizando equipamentos para cortar partes do veículo e retirar as vítimas do interior do carro.

O motorista do caminhão não foi encontrado no local do acidente.

Fonte: Assessoria

1 2 3 6