Nova ferramenta “SASI” facilitará o agendamento e gerenciamento de informações na vacinação contra a Covid em Porto Velho

O sistema estará disponível nas plataformas Android e IOS.

A Prefeitura de Porto Velho está adotando providências para tornar ainda mais eficiente o processo de imunização contra a Covid-19. O aplicativo “SASI”, que registra dados da população e facilita o agendamento da vacina conforme faixa etária, comorbidade e grupo prioritário definido pelo Plano Nacional de Imunização, será liberado ao público nos próximos dias.

O app já existia para a realidade do município de Manaus, no Amazonas, e foi adaptado pela equipe da Superintendência Municipal de Tecnologia, Comunicação e Pesquisas (SMTI).

“Foram realizadas algumas customizações para atender a nossa realidade e logística de trabalho. O aplicativo está pronto para ser lançado”, explica o superintendente, Saulo Nascimento.

A ferramenta, segundo Saulo, vai ajudar no processo de organização do agendamento após o cadastro, definindo local, data e hora do comparecimento para vacinação. Para o usuário, é a garantia de que será atendido.

No aplicativo constarão abas para o cidadão, com formulário de cadastro para preenchimento de dados e perfil; aba para atendente, onde será possível verificar através do QR CODE se o usuário possui agendamento, caso contrário o atendente realizará consulta pelo CPF e, por fim, a seção para operador, onde serão registrados dados da vacinação (data, vacinados, vacina e dose) para que seja gerado um cartão de vacina virtual.

O sistema estará disponível nas plataformas Android e IOS. O aplicativo poderá ser localizado nas plataformas Playstore, da Google, e Itunes para IOS (Apple). Para ativá-lo será necessário digitar o código de ativação PVH21.

Fonte: Comdecom

Procon-RO orienta como evitar golpe na nova ferramenta de pagamento o PIX

A nova plataforma trará mais agilidade e menos custo, por outro é necessária atenção redobrada para evitar cair em golpes.

O Programa de Orientação, Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) faz o alerta aos cidadãos quanto às possíveis aplicações de golpe no cadastramento da nova plataforma de transação bancária, o PIX. Por se tratar de um novo sistema eletrônico para pagamento, existe o risco de fraude que de alguma forma poderia lesar os consumidores.

O coordenador Estadual do Procon, Ihgor Jean Rego explica que com a chegada dessa novidade, alguns sites maliciosos passam a utilizar a roupagem de um banco credenciado oficial, para poder coletar dados e informações bancárias, com a intenção de lesá-lo e aplicar um golpe. O consumidor deve se manter atento, principalmente, quando acessar um site ou baixar algum aplicativo, para ter a certeza que se trata de um site oficial ou aplicativo do banco ao qual o consumidor é correntista.

O QUE FAZER EM CASO DE GOLPES?

O consumidor sendo vítima de algum golpe, acaso a instituição financeira tenha sido culpada pelo vazamento dos dados e comprometido as informações particulares poderá ela ser responsabilizada.

Nesses casos, o cidadão pode procurar o Procon para registro da ocorrência e ir à Delegacia do Consumidor (Decon), localizada na rua das Crianças, bairro Floresta. O Procon também atende pelo telefone 151, na página oficial procon.ro.gov.br e presencialmente, no Tudo Aqui, na avenida 7 de Setembro, Centro, em Porto Velho.

MODERNIZAÇÃO NO SETOR BANCÁRIO

A inovação tecnológica já é realidade no setor bancário, com a criação do novo sistema de pagamento, transferência e recebimento de dinheiro de forma instantânea – o PIX, que estará disponível a partir de novembro de 2020 e conta com uma lista de benefícios.

Desenvolvido pelo Banco Central, o sistema permite pagar, transferir e receber dinheiro de forma prática, rápida e grátis. O Pix funcionará 24h, em qualquer dia da semana, incluindo feriados. O maior benefício é concluir a transação em até 10 segundos. O dinheiro sai da conta do pagador e vai para o recebedor, de forma instantânea.

O cadastramento para o sistema já foi iniciado desde a última segunda-feira (5), pelo site do Banco ou pelo aplicativo do próprio Pix. Se por um lado a nova plataforma trará mais agilidade e menos custo, por outro é necessária atenção redobrada para evitar cair em golpes.

CONHEÇA MAIS O PIX

Ele funciona como mais uma opção de pagamento/transação no aplicativo do banco que o consumidor já utiliza. Também estará disponível em fintches, como: PicPay, Nubank e Neon. E nas carteiras digitais, como: Mercado Pago, Iti e Google Pay. O Pix será acrescentado nas funções do App que o consumidor já utiliza. Mais informação sobre o sistema, acesse o site do Banco Central: https://www.bcb.gov.br

Fonte: Procon-RO

%d blogueiros gostam disto: