Polícia prende suspeito de participar de assalto em quartel militar na Bolívia

Segundo as equipes da operação, Suspeito também estaria envolvido em três homicídios de abril deste ano.


Um homem de 19 anos foi preso nesta quinta-feira (22) em Extrema, distrito de Porto Velho, suspeito de participar de três homicídios, além da tentativa de assalto a um quartel militar na Bolívia.

A prisão ocorreu em meio a Operação Hórus, comandada pela delegada Keity Mota. Os policiais encontraram o suspeito em casa. Ele já tinha um mandado de prisão preventiva em aberto.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito teria participado de três homicídios no distrito, da tentativa de roubo a um quartel militar na Bolívia, além do roubo de uma caminhonete na BR-364, em Extrema.

De acordo com o delegado à frente das investigações, Odair Roberto, um dos homicídios aconteceu em abril deste ano.

Após ser preso, o suspeito foi encaminhado a um presídio de Porto Velho, onde permanece à disposição da Justiça.

A Operação Hórus é coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública e tem objetivo de combater crimes na faixa de fronteira do país.

Fonte: G1/RO

Agentes apreendem R$ 10 mil notas falsas durante fiscalização na BR-364

Suspeitos conseguiram fugir.

A Polícia Civil apreendeu cerca de R$ 10 mil em notas aparentemente falsas durante uma fiscalização na BR-364, próximo ao entroncamento da BR-425, que dá acesso à fronteira com a Bolívia. O caso foi registrado no domingo (20) em Porto Velho.

Conforme a polícia, policiais que atuam na Operação Hórus faziam monitoramento na rodovia quando viram dois homens suspeitos em uma motocicleta. Com a aproximação da viatura, a dupla iniciou uma fuga e os policiais passaram a persegui-los.

Durante o acompanhamento, o ocupante da garupa da moto jogou um objeto no acostamento da rodovia e uma viatura parou para verificar o que era enquanto a outra seguia os suspeitos.

A equipe que ficou, encontrou uma sacola com aproximadamente R$ 10 mil em notas de R$ 50, aparentemente falsas. O pneu da viatura que seguia os homens furou e os suspeitos não foram presos.

Fonte: Rede Amazônica

Polícia civil prende traficante que comprava droga na fronteira com a Bolívia e revendia em RO

Agentes encontraram na residência do suspeito, mais de R$ 100 mil em espécie. Mandado de busca foi expedido pela Justiça.

Um homem suspeito de tráfico de drogas foi preso na manhã desta segunda-feira (14) após policiais do Departamento de Narcóticos (Denarc) encontrarem mais de R$ 100 mil em espécie na casa onde ele estava, em Porto Velho. Armas, uma balança de precisão e uma caminhonete também foram apreendidas.

Conforme o Denarc, as investigações apontaram que o homem comprava droga em Guajará-Mirim (RO), na fronteira com a Bolívia, e revendia o material ilícito na capital rondoniense.

Dinheiro e armas estavam em casa no bairro JK, em Porto Velho — Foto: Polícia Civil/Divulgação
Dinheiro e armas estavam em casa no bairro JK, em Porto Velho

Agentes que trabalham na Operação Hórus, de combate a crimes na fronteira, acompanharam o suspeito por vários meses e identificaram os endereços dele em Porto Velho.

Um mandado de busca foi concedido pela Justiça e os agentes foram até a casa onde o suspeito estava no bairro JK, Zona Leste.

De acordo com a Polícia Civil, na casa, foram encontrados além dos R$ 100 mil em espécie, uma pistola 380, munições, uma espingarda de pressão, balança e uma caminhonete.

O homem foi conduzido ao Denarc para registro do flagrante de tráfico de drogas e receptação, já que a pistola apreendida com ele é produto de roubo. Ele já havia sido preso por tráfico de drogas em 2008.

O dinheiro apreendido deve ser depositado em conta judicial e ficar à disposição da Vara de Delitos de Tóxicos de Porto Velho.

Fonte: G1/RO

Operação Hórus apreendeu mais de R$ 4 milhões nas fronteiras durante a pandemia em RO

A operação foi criada pelo Ministério da justiça e Segurança, junto com Governo Federal no combate ao crime organizado no País.

Participam da Operação, o Batalhão de Fronteira e Divisas da PM, a Policia Civil e a Gerência de Estratégia e Inteligência

A Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), apreendeu mais de R$ 4 milhões nas fronteiras do Estado durante ações feitas pela Operação Hórus, que faz parte do Projeto Vigia – Programa Nacional de Segurança nas Fronteiras, criado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública do Governo Federal. Todos os estados fronteiriços recebem orientações diretas do governo federal através da Secretaria de Operações Integradas (Seopi).

O projeto estratégico visa combater o crime organizado, fortalecer ações integradas e de inteligência blindando o país da entrada de ilícitos como: armas, munições, drogas e contrabandos.

Em Rondônia, as ações realizadas na Operação Hórus são coordenadas pela Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), que está sob o comando do Secretário José Hélio Cysneiros Pachá.

A Segurança Pública de Rondônia não parou de atuar na faixa de fronteira. Desde o início da pandemia já foram contabilizados quatro milhões, setecentos e setenta e sete mil, quinhentos e oitenta e cinco reais e sessenta e quatro centavos que os criminosos perderam somente neste período.

Dados estatísticos do 1º semestre 2020 da Operação Hórus, disponibilizado pelo comandante do Batalhão de Fronteira e Divisas, Wandes Melo Maciel, apontam 47 armas apreendidas, 28 foragidos devolvidos ao sistema prisional, 15 ocorrências efetuadas de contrabando/descaminho, 24 ocorrências de crimes ambientais registrados e a recuperação de 45 veículos que foram apreendidos pela polícia nas fronteiras de Rondônia.

Fonte: Sesdec

Homem é preso por transportar barras de ouro em distrito de nova mamoré, RO

Barras foram avaliadas em torno de quase 2 milhões, agentes desconfiam que seria trocadas por drogas.

Polícia revistou homem e encontrou ouro debaixo da roupa em RO — Foto: Polícia Civil/Divulgação
Polícia revistou homem e encontrou ouro debaixo da roupa em RO

A Polícia Civil flagrou Um homem nesta quarta-feira (1°) transportando quase seis quilos de ouro contrabandeado. A prisão de Wesley Vieira Candido aconteceu na região do distrito de Araras, em Nova Mamoré (RO), fronteira com a Bolívia.

A apreensão do ouro aconteceu durante uma abordagem realizada por policiais que atuam na operação Horus, de combate ao crime na região de fronteira.

De acordo com a Delegacia de Polícia Civil, as barras de ouro estavam escondidas junto ao corpo de Wesley, que trafegava sozinho em um veículo pela BR-364.

Ainda conforme a polícia, as barras são avaliadas em cerca de R$ 2 milhões e possivelmente seriam trocadas por droga na fronteira entre Brasil e Bolívia.

O suspeito e o material apreendido foram levados à delegacia de Guajará-Mirim (RO). O homem deve responder por usurpação de propriedade na União.

Fonte: G1/RO