Operação do Acre que investiga organização criminosa mira distrito de Porto Velho

Participam da Operação, promotores de Justiça e 100 policiais militares.

O Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e a Polícia Militar do Acre cumpriram, na manhã desta terça-feira (4), 47 mandados judiciais, sendo estes 28 de prisão e 19 de busca e apreensão nas cidades de acreanas Rio Branco e Porto Acre, além de Extrema (RO).

A ação faz parte da Operação Open Source, que teve como alvo integrantes de uma organização criminosa com atuação nacional, de origem no Estado do Rio de Janeiro.

Além das prisões e buscas, foi determinada ainda pelo Juízo da Vara de Delitos de Organização Criminosa a preservação dos perfis e postagens realizadas pelos investigados nas redes sociais.

A operação foi denominada Open Source tendo em vista que a investigação realizada obteve êxito em cruzar elementos captados em fontes abertas, notadamente redes sociais, e publicações realizadas pelos próprios investigados com outros elementos de prova de poder do Gaeco. Nas publicações, os criminosos faziam promoção da organização criminosa.

Participam da Operação, promotores de Justiça e 100 policiais militares. O MP informou que mais detalhes devem ser passado em uma coletiva de imprensa às 9h [horário do Acre].

Fonte; G1

%d blogueiros gostam disto: