Equipes da Operação Urgência segue vistoriando irregularidades na capital

Nesta quarta-feira (14), foram fiscalizados mais de 70 estabelecimentos pelas equipes.

A Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec) deflagrou a sétima fase da “Operação Urgência”, na noite desta terça-feira (13) para garantir o cumprimento do Decreto, cujo objetivo é conter a disseminação do coronavírus em todo a região.

A ação, que vem sendo desencadeada há quase seis meses no Estado, mantém um ritmo de trabalho continuado em locais mais propensos a irregularidades, como estabelecimentos abertos em horários inadequados, somando-se às atitudes de aglomerações feitas por parte da população.

TCO sendo lavrado devido a irregularidade encontrada

Em uma das ações, equipes flagraram na zona Leste de Porto Velho, um dos bares populares da região com portas abertas fora do horário permitido. Apesar de não terem sido flagrados consumidores próximo à localidade, a equipe de fiscalização lavrou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) para alertar o responsável.

Situações semelhantes a essa costumam ser usuais para indivíduos que persistem em ser imprudentes, quando se refere à preservação da saúde.

Segundo o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, Cel. Bm Gilvander Gregório de Lima, as denúncias recebidas da população rondoniense colaboram drasticamente para conter o alto índice de ações irregulares na sociedade.

Na 7ª noite da “Operação Urgência”, 72 estabelecimentos comerciais foram visitados pelas equipes de fiscalização, dos quais 53 estavam sem funcionamento, 15 lugares estavam em condições regulares, houve três orientações e foi lavrado um TCO. Nesta fase, não foram registrados os seguintes atos: aglomeração, notificação, vistorias, interdições e autuações.

Para denúncias de aglomerações ou outras irregularidades encontradas, são disponibilizados à população, através dos canais de comunicação: 190 (Polícia Militar); 197 (Polícia Civil) e 193 (Corpo de Bombeiros). A operação é realizada pelo Executivo Estadual, e deve permanecer enquanto durar o decreto que institui o sistema de isolamento social controlado no âmbito rondoniense.

Toda a ação é liderada pelo Corpo de Bombeiros Militar (CBM), e conta com o apoio e a participação da Polícia Militar (PM), Polícia Civil (PC), da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), da Superintendência Estadual de Comunicação (Secom), do Programa de Orientação, Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), o Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia (Detran) e da Prefeitura de Porto Velho, por meio do Departamento de Vigilância Sanitária, Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz), Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) e Subsecretaria Municipal de Serviços Básicos (Semusb).

Fonte: Sesdec

Na 4ª noite da “Operação Urgência” fiscais flagram mais um desrespeito no Skate Park da capital

Também teve um flagrante em uma distribuidora de bebidas após o horário permitido e de restaurante servindo bebida alcoólica.

Operação Flagra aglomeração no Skate Park em Porto Velho

 A Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), sob a coordenação do Corpo de Bombeiros Militar (CBM) realizou a quarta noite da “Operação Urgência” na terça-feira (6) para fiscalizar o cumprimento do Decreto, com a missão de conter o avanço da Covid-19.

De forma estratégica, planejada e com ações de inteligência, o grupo percorreu as ruas de Porto Velho fiscalizando pontos alvos. Os supermercados, por exemplo, só podem, segundo o decreto, funcionar até às 21h, e conforme checagem, esses estabelecimentos têm cumprido a recomendação. Mas, durante a operação houve flagrante de desrespeito às recomendações para evitar a proliferação do coronavírus. No Skate Park, local de lazer e pratica de atividades físicas e esportes da Capital, foi preciso dispersar um grupo significativo de pessoas que se aglomeravam no espaço.

O grupo também estava atento às denúncias. As averiguações dos casos relatados pela população foram feitas mostrando o trabalho de parceria com a população para o enfrentamento à pandemia. Também houve registro do funcionamento de distribuidora de bebidas após o horário permitido e de restaurante servindo bebida alcoólica.

De acordo com o decreto, a venda de bebidas alcoólicas é permitida de segunda a quinta das 6h às 21h, e na sexta-feira até às 18h. Ficando proibida a comercialização a partir das 18h de sexta-feira até 6h de segunda-feira. O consumo no local está proibido, independente de dia ou horário.

“Parte da população continua desrespeitando as restrições do decreto de enfrentamento à pandemia, continuam aglomerando, continuam não usando máscara, correndo assim risco de serem acometidos pela Covid-19. Então a gente continua com as atividades de orientação e fiscalização na capital, diz o coronel BM Gilvander Gregório de Lima.

A população pode ajudar a dispersar aglomerações fazendo denúncias por meio do 190 da Polícia Militar, do 193 do Corpo de Bombeiros Militar e do 197 da Polícia Civil.

Fonte: Sesdec

%d blogueiros gostam disto: