Fale conosco pelo WhatsApp(69) 99916-3250

Operação vendetta deflagra caso que apura família em morte de casal por vingança em RO

Morte de casal foi planejada depois que três membros da mesma família serem assassinados. Mandados são cumpridos em Ariquemes, Porto Velho e Monte Negro.

Operação Vendetta é realizada em Rondônia para prender família — Foto: Polícia Civi/Divulgação
Operação Vendetta deflagrada pela PC

A Polícia Civil deflagrou nesta terça-feira (23) a operação Vendetta, que busca prender integrantes de uma família suspeita de matar um casal por vingança há três meses, no Vale do Jamari, em Rondônia.

De acordo com a Polícia Civil, as investigações contra a família iniciaram depois do assassinato de Eberson Mendes, conhecido por Cowboy, e da esposa dele, Mirian Francisco.

Com essas suspeitas, a família atribuiu a Cowboy a participação no triplo homicídio e, como vingança, planejou matar Eberson e a esposa Mirian

Eberson, o Cowboy, foi assassinado com seis tiros na cabeça em 31 de março de 2020 e, no dia 14 de abril, Mirian foi executada enquanto descansava na casa dos pais.

“Durante as investigações foi apurado que as mortes de Cowboy e de sua esposa Mirian possuíam relação e a motivação foi que recaia sobre Cowboy o triplo homicídio ocorrido no dia 13 de março, em Monte Negro, vitimando Vanuza, seu irmão Rubens e o companheiro de Vanuza, Abel, sendo que Vanuza e Rubens são pertencentes da conhecida família de Monte Negro”, diz a Polícia Civil.

A operação é coordenada pela da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Monte Negro, com apoio operacional das delegacias de de Buritis, Ariquemes e Porto Velho.

Conforme a Polícia Civil, o nome da ação, Vendetta, faz alusão a palavra italiana vendetta, que em português significa vingança.

Fonte: G1/Ro