Fale conosco pelo WhatsApp(69) 99916-3250

Em Guajará-Mirim, jovem tenta despachar cocaína em pote de suplemento nos correios

O flagrante foi feito por agentes da Polícia Federal e não foi a primeira vez que adolescente tentou despachar.

Um adolescente de 17 anos foi apreendido quando tentava enviar drogas pelos Correios, em Guajará-Mirim (RO), durante a tarde de terça-feira (27). A droga estava em um pote de whey (suplemento alimentar). O flagrante foi feito por agentes da Polícia Federal (PF).

Segundo boletim de ocorrência, os policiais avistaram o rapaz nas proximidades da agência em atitude suspeita e passaram a monitorá-lo.

Depois do jovem entrar na agência, os agentes chegaram e se identificaram como federais, deixando o suspeito bastante nervoso. Neste momento o adolescente foi revistado, mas nada foi encontrado com ele.

Ao questionar o que o jovem estava despachando, ele ficou em silêncio e então a PF revistou a embalagem despachada para ser entregue em Brasília (DF).

Os agentes abriram o pote de suplemento que estava violado e encontraram uma substância aparentando ser cocaína. O suspeito, o pote com a droga e R$ 144 em espécie foram levados à delegacia da Polícia Civil.

O caso deve ser acompanhado pela Delegacia Especializada da Criança e Adolescente, já que o suspeito é menor de idade.

Essa não é a primeira vez que o rapaz é detido tentando enviar drogas pelos Correios. Além disso, com o menor a polícia também já apreendeu uma metralhadora. O flagrante foi em agosto deste ano, em Porto Velho.

Motorista de App escapa da morte após roubo em Porto Velho

De acordo com informações, bandidos se passaram por cliente solicitando corrida do Bairro Cidade Nova, na Zona Sul até a Avenida Imigrantes.

Um motorista de aplicativo de 34 anos sofreu uma tentativa de homicídio a tiros, durante um roubo ocorrido na noite de segunda-feira (26). O crime aconteceu na Avenida Imigrantes, próximo a ponte do rio Madeira, em Porto Velho.

A vítima relatou aos policiais que dois criminosos, se passando por clientes solicitaram uma corrida da Rua Maldonado, Bairro Cidade Nova, na Zona Sul até a Avenida Imigrantes.

Durante o trajeto, se aproximando do suposto destino final, a dupla sacou dois revólveres e anunciou o roubo. Os criminosos estavam alterados e efetuaram um disparo contra o motorista, mas não acertou a vítima, atingindo o vidro lateral do carro.

Eles obrigaram o trabalhador a descer do veículo, e fugiram levando o veículo modelo Mobi, dinheiro e um aparelho celular. Vítima acionou uma equipe da Polícia Militar.

Minutos depois, os militares foram informados que o carro teria sido encontrado abandonado na Rua Algodoeiro, Bairro Eletronorte, na Zona Sul da cidade.

Rapidamente, os policiais se deslocaram para o endereço e localizaram o carro da vítima. Ninguém foi preso. A Polícia Civil irá investigar o crime.

Fonte: Rondônia Agora

Bandidos assaltam homem e roubam cerca de R$ 50 mil em agência bancária de Porto Velho

Suspeito armado fugiu com comparsa em uma moto e não foi localizado. Caso aconteceu nesta segunda-feira (19) em uma agência do centro da cidade.

Um homem de 43 anos foi vítima de um assalto nesta segunda-feira (19) quando chegava a uma agência bancária de Porto Velho para depositar R$ 50 mil. Um ladrão armado o abordou quando estacionava próximo ao Banco da Amazônia, na Avenida Sete de Setembro.

Segundo a ocorrência policial, o criminoso usou uma pistola para ameaçar o cliente do banco e exigir a entrega do valor. A vítima ainda tentou correr, mas a bolsa com o dinheiro acabou caindo e foi recolhida pelo suspeito.

O cliente contou aos policiais que o dinheiro era fruto do faturamento do fim de semana em um posto de gasolina, na Zona Norte da cidade.

Em seguida, o assaltante correu para a esquina, onde um comparsa o esperava e os dois fugiram em uma motocicleta, conforme relato da vítima.

A Polícia Militar (PM) foi chamada, mas os suspeitos não foram localizados. O caso foi registrado para investigação na Delegacia Especializada na Repressão a Roubos e Furtos da capital.

Fonte: G1/RO

Em Ji-Paraná, estrutura metálica desaba com fortes ventos

Ainda não há registros oficiais sobre a quantidade de feridos.

Um barracão com estrutura metálica, localizado nas proximidades da Avenida Teresina, entre T6 e T7, em Ji-Paraná (RO), desabou neste domingo (18). O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar (PM) foram acionados e isolaram a área. Ainda não há registros oficiais sobre a quantidade de feridos.

Moradores se aproximam de área onde barracão desabou em Ji-Paraná, RO — Foto: Junior Caju/Rede Amazônica
Estrutura metálica desabou em Ji-Paraná

De acordo com as informações, estrutura metálica estaria provavelmente enferrujada, segundo testemunhas. E desabou após os fortes ventos que atingiram a região central do estado neste fim de semana.

Conforme moradores, a rede elétrica de residências próximas ao local, caiu desde o início da tarde.

Fonte: G1/RO

Operação da polícia já prendeu 9 suspeitos envolvidos em assassinatos de PMS em Nova Mutum, RO

Titular da Sesdec informou que a demora na divulgação de novos dados é para não comprometer as investigações.

A polícia já prendeu nove dos 17 suspeitos de participação na morte de dois policiais militares em uma fazenda do distrito de Nova Mutum, em Rondônia. A informação foi repassada em entrevista coletiva nesta sexta-feira (16) pelo Coronel Hélio Cisneiro Pachá, titular da Secretaria de Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec).

Segundo o secretário, a demora na divulgação de novos dados foi para não comprometer as investigações. Na coletiva, Pachá explicou também que as provas do envolvimento de 17 pessoas na morte dos militares, até o momento, vem de testemunhas.

Veja Também:

“Hoje nós temos nove pessoas presas, algumas delas durante a operação, outras duas, uma se entregou e foi conduzida a registro de ocorrência em Ouro Preto do Oeste e outra foi preso dois dias atrás em Ariquemes. Provas testemunhais por enquanto das pessoas que foram ouvidas e identificação com fotos através das vítimas e das próprias pessoas que já foram presas”, disse o secretário.

Ainda de acordo com o coronel, os estados que fazem divisa com Rondônia já foram informados de foragidos e receberam fotos e informações para o cumprimento de medidas da Justiça.

“Já receberam diretamente da minha pessoa e dos outros acatários as imagens com as devidas medidas cautelares, caso eles sejam localizados, possam ser devidamente presos. Foi concedido um mandado de reintegração de posse pela Justiça estadual e aproveitamos a oportunidade e já reintegramos. Foram retiradas 520 pessoas do local, em torno de 18 carros e 60 motos”, complementou.

Fonte: G1/RO

Zonas Rurais do interior são alvo de operação da PM

De acordo com a polícia militar, os municípios de Cacoal, Pimenta Bueno e Espigão são investigados por crimes ambientais e tráfico de drogas.

Agentes durante Operação Teminus em Rondônia — Foto: PM/Divulgação
Agentes durante Operação Teminus em Rondônia

A Polícia Militar (PM) realiza a Operação Terminus nas Zonas Rurais de Cacoal, Pimenta Bueno e Espigão D’Oeste, em Rondônia. Na quarta-feira (14) foi divulgado um balanço preliminar das atividades.

A ação busca combater crimes ambientais, o tráfico de drogas, porte ilegal de armas e atentados à vida ou ao patrimônio.

No total já foram abordadas mais de 200 pessoas e uma média de 50 veículos. Até o momento quatro suspeitos foram presos em flagrante e quatro veículos recuperados. Entre as apreensões estão: arma de fogo, munições e celulares.

A PM informou que continuará realizando essas ações para garantir a segurança nas áreas rurais.

Fonte: Rede Amazônica

Polícia apreende, cinco suspeitos, com munições e armas de calibre de caça em fazenda Nova Mutum, RO

A operação tem como objetivo prender os suspeitos de armar uma emboscada contra a polícia no distrito de Nova Mutum, cerca de 300 invasores foram retirados da área.

Armas de fogo, munições, dezenas de armas brancas e equipamentos de comunicação foram apreendidos no fim de semana na fazenda onde dois policiais militares foram assassinados no dia 3 de outubro, em Porto Velho.

A apreensão ocorreu durante a Operação Ordodeflagrada no sábado (10) com objetivo de prender os suspeitos de armar uma emboscada contra a polícia no distrito de Nova Mutum Paraná.

Segundo informou a Polícia Militar (PM), cerca de 300 agentes da segurança pública participaram da ação na região da fazenda.

“Inicialmente, durante a operação, prendemos cinco suspeitos, munições e armas de calibre de caça”, afirma Alex Miranda, capitão da PM-RO.

A Polícia Militar encontrou estoque de alimento no barracão

Ao todo, 24 mandados foram expedidos pela Justiça, sendo 17 deles de prisão preventiva. A operação Ordo é integrada foi realizada pela Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Técnico-científica. Ordo é uma referência à ordem.

Arma e rádios de comunicação apreendidos na fazenda — Foto: WhatsApp/Reprodução
Arma e rádios de comunicação apreendidos na fazenda

Segundo apurado nas investigações, os procurados integram uma organização criminosa e praticam diversos crimes na localidade, com treinamento e armamento de guerra utilizando fuzis e metralhadoras para prática de homicídios, torturas, incêndios e roubos.

Na mesma operação do fim de semana, segundo a polícia, cerca de 300 invasores foram retirados da área.

Equipamento para comunicação por rádio foi encontrado na fazenda — Foto: WhatsApp/Reprodução
Equipamento para comunicação por rádio foi encontrado na fazenda

Morte de PM’s

No último dia 3 de outubro, o tenente da reserva José Figueiredo sobrinho pescava com amigos em uma propriedade rural quando foi identificado, torturado e morto por um grupo armado. Uma testemunha disse que os criminosos cometeram o crime após constatar que a vítima era militar.

A Polícia Militar (PM) foi chamada e ao chegar na localidade para retirar o corpo de Figueiredo, houve um ataque por parte dos criminosos e o sargento Márcio Rodrigues da Silva foi alvejado e morto.

Figueiredo e Rodrigues: policiais mortos em emboscada em Rondônia — Foto: Polícia Militar/Divulgação
Figueiredo e Rodrigues: policiais mortos em emboscada em Rondônia

Por conta da intensidade do ataque, os policiais precisaram recuar e os corpos das vítimas só foram retirados em uma operação no domingo (4). Outros quatro militares ficaram feridos no ataque em que o sargento foi morto. Um deles segue internado na UTI.

Fonte: G1/RO

Polícia divulga lista de presos que fugiram de presídio, da zona rural de Porto Velho

Fuga aconteceu no presídio Jorge Thiago Aguiar Afonso, conhecido como o “603”

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é presos-que-fugiram.jpg
No momento da fuga os policiais penais conseguiram capturar Anderson Fagundes da Cruz, Adriano Mateus Cabral Araújo e Arlon Freitas Ferreira.

A polícia divulgou a lista de cinco apenados que fugiram na madrugada desta terça-feira (6), do presídio Jorge Thiago Aguiar Afonso, o “603”, localizado na Zona Rural de Porto Velho.

Os foragidos foram identificados como Ismaik do Nascimento Ferreira, Adailton Almeida Silva, Adriano Louredo da Cruz, Wesley Ferreira dos Santos e Rafael Ribeiro dos Santos.

Durante a fuga, os policiais penais conseguiram capturar Anderson Fagundes da Cruz, Adriano Mateus Cabral Araújo e Arlon Freitas Ferreira.

Em varredura, os policiais descobriram que os apenados teriam cerrado a barra de proteção das celas.

Qualquer informação que possa levar até o paradeiro dos foragidos pode ser repassada através do disk denúncia 190 da Polícia Militar ou 197 da Polícia Civil. Não precisa se identificar.

Fonte: Assessoria

Corpos de Policiais mortos em ataque de sem terras em Mutum-Paraná são velados

Tenente José Figueiredo Sobrinho foi assassinado no sábado (3) com cerca de 10 tiros em uma fazenda onde pescava. Sargento PM Márcio Rodrigues da Silva foi morto durante operação de resgate.

Os corpos dos dois policiais militares que morreram no último fim de semana em uma fazenda de Rondônia são velados nesta segunda-feira (5) em Porto Velho (RO). Os sepultamentos estão previstos para o fim da manhã nos cemitérios Recanto da Paz e Santo Antônio.

Tenente José Figueiredo Sobrinho e sargento PM Márcio Rodrigues da Silva

O tenente da reserva, José Figueiredo Sobrinho, foi assassinado no sábado (3) com cerca de 10 tiros, após ser encontrado por um grupo armado dentro de uma fazenda de Mutum-Paraná, distrito de Porto Velho. Familiares da vítima disseram que ele estava a lazer no local.

O sargento PM Márcio Rodrigues da Silva morreu enquanto apurava a ocorrência de homicídio que vitimou Figueiredo. O corpo dele começou a ser velado às 8h e reuniu familiares, amigos e colegas da corporação, que lamentam a perda.

Veja Também:

A filha do tenente da reserva contou que o pai gostava muito de pescar e estava com amigos limpando os peixes no momento do ataque.

“Meu pai saiu de casa no dia 2 para pescar com amigos. Estavam perto de um rio quando foi executado. Era quase meio-dia, eles estavam tratando peixe, limpando. Quando chegaram essas 10 pessoas armadas com fuzil. Bem mais armados que um policial sozinho”, disse.

Figueiredo deixa esposa, a filha única e uma neta. A mãe do tenente ainda não sabe sobre a morte do filho.

“Angústia. Como eu vou chegar e falar pra minha filha que o avô dela morreu? Minha vó também não sabe que meu pai tá morto… Na hora que ele morreu eu senti um aperto no coração mas eu não entendi o que era. Mais tarde uma policial ligou para minha mãe informando”, lamentou.

Fonte: G1/RO

PM faz operação para resgatar policiais atacados por invasores de terra em Mutum-Paraná

Essa é a segunda equipe policial enviada à região da fazenda onde o Tenente Figueiredo foi morto. A primeira sofreu emboscada após encontrar o corpo da vítima.

A Polícia Militar de Rondônia (PM-RO) deflagrou neste domingo (4) uma operação para resgatar os policiais militares baleados em uma fazenda de Mutum-Paraná, distrito de Porto Velho. Os agentes foram emboscados no local enquanto apuravam a morte do Tenente Figueiredo Sobrinho, no sábado (3).

Os objetivos da operação são resgatar os policiais militares baleados, o corpo do Tenente Figueiredo Sobrinho e prender os autores dos crimes.

Segundo a corporação, foi enviada uma tropa especializada para a região, além de 60 policiais militares, com apoio aéreo da Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec) e terrestre com viaturas de urgência e emergência do Corpo de Bombeiros.

Ainda conforme a PM, barreiras foram montadas nas principais linhas que dão acesso à fazenda onde os suspeitos foram avistados.

No final da manhã deste domingo, um balanço preliminar da operação foi divulgado, segundo a PM o corpo do Tenente Figueiredo foi encontrado e uma segunda morte confirmada: a do Sargento Rodrigues.

O rabecão está transportando os dois corpos dos militares encontrados para o Instituto Médico Legal (IML) de Porto Velho.

Entenda o caso

Essa é a segunda equipe policial enviada à região da fazenda onde o Tenente Figueiredo foi morto, possivelmente por “milícias de terra”.

A primeira equipe sofreu uma emboscada após encontrar o corpo da vítima. Conforme o Comando da PM em Rondônia, os agentes foram surpreendidos “por criminosos fortemente armados, havendo intenso confronto, resultando em quatro policiais militares alvejados”.

Depois do confronto a equipe recuou, mas um dos PMs feridos ficou no local, possivelmente inconsciente, e outro se abrigou na mata.

Entre os policiais que conseguiram escapar da emboscada estão:

  • Sargento Vaz e o Cabo Pisa, ambos componentes da Força Tática do 5º Batalhão, eles foram alvejados, respectivamente, na mão e de raspão na cabeça. Foram atendidos em um posto de saúde em Jaci-Paraná e passam bem.
  • O Tenente Ferraz, respondendo pelo comando do Batalhão de Polícia de Fronteira, foi alvejado no abdômen. Ele foi socorrido às pressas para o Hospital João Paulo II, em Porto Velho. Passou por cirurgia devidos os graves ferimentos e permanece em situação clínica estável.

O Comando da corporação diz que está prestando assistência psicológica e social aos policiais militares e familiares dos profissionais. Informou que lamenta o ocorrido, quanto a morte do Tenente da reserva Figueiredo Sobrinho, bem como os “resultados catastróficos da averiguação policial que resultou em policiais militares feridos durante a ocorrência”.

O policial militar identificado como Tenente Figueiredo Sobrinho foi morto a tiros em uma fazenda de Mutum-Paraná, distrito de Porto Velho, no sábado (3). Familiares que estavam com o PM no local também foram feridos.

Fonte: G1/RO