Governo autoriza abertura de cinemas e balneários, e outros estabelecimentos de laser em Porto Velho

De acordo com o novo Decreto Estadual, 9 municípios entram para fase 4 do plano Todos por Rondônia.

O Governo de Rondônia divulgou nesta quinta-feira (22), o novo enquadramento para os nove municípios incluindo a capital, Porto Velho, Ariquemes, Mirante da Serra, Candeias do Jamari, Primavera de Rondônia, Guajará-Mirim, Chupinguaia, Pimenteiras do Oeste e Vale do Paraíso passaram para a fase 4 do Plano Todos por Rondônia. Conforme na edição 207 do Diário Oficial do Estado de Rondônia (DOE), por meio da Portaria Conjunta nº 23, de 21 de outubro de 2020, em acordo com o Decreto nº 25.470, de 22 de outubro de 2020, que estabelece o Sistema de Distanciamento Social Controlado para fins de prevenção e de enfrentamento ao coronavírus.


 CLIQUE AQUI E CONFIRA O NOVO DECRETO

De acordo com o decreto, Estão autorizados a reabrir e retomar suas atividades nesses municípios praticamente todos os estabelecimentos de lazer como os cinemas, teatros, museus, áreas de lazer dos condomínios, balneários e outros. A fase 4 do Plano contempla a abertura comercial ampliada com prevenção contínua, havendo reabertura total com os critérios de proteção à saúde coletiva, enquanto houver circulação do vírus sem medida de proteção efetiva (vacina).

O artigo 7º do novo decreto apresenta que, para resguardar a saúde coletiva e a economia da população do Estado de Rondônia, ficam estabelecidas quatro fases para retomada das atividades, segundo critérios de proteção à saúde, econômicos e sociais; indispensáveis ao atendimento das necessidades básicas da comunidade:

I – na Primeira Fase – distanciamento social ampliado;

II – na Segunda Fase – distanciamento social seletivo – será mantido o funcionamento das atividades descritas no Anexo I e Anexo II, podendo ser alterada conforme critérios sanitários, de saúde e econômicos;

III – na Terceira Fase – abertura comercial seletiva – são permitidas todas as atividades com exceção das constantes no Anexo III, podendo ainda, ser alteradas, concomitante com os critérios sanitários, de saúde e econômicos; e

IV – na Quarta Fase – abertura comercial ampliada com prevenção contínua – haverá reabertura total com os critérios de proteção à saúde coletiva, enquanto houver circulação do vírus sem medida de proteção efetiva (vacina).

Fonte: Secom-RO

Polícia Civil investiga esquema de ‘laranjas’ em RO

Os alvos da Operação são os municípios de Porto Velho, Guajará-Mirim e Ariquemes. Segundo a Polícia os criminosos agem desde o período de 2013.

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quinta-feira (15), a Operação Persona para prender investigados por crimes de associação criminosa, falsidade ideológica, delitos tributários e lavagem de dinheiro nos municípios de Porto Velho, Guajará-Mirim e Ariquemes.

Conforme apurado nas investigações, “laranjas” eram usados para ocultar as participações de dois empresários em esquemas de práticas tributárias ilegais. A ação da quadrilha teria gerado prejuízos ao Estado de Rondônia, ultrapassando R$ 10 milhões.

Foram cumpridos nove mandados, sendo dois de prisão temporária e sete de busca e apreensão na quarta-feira (14).

Ainda é investigado que no período aproximado de quatro anos, R$ 110 milhões em débitos também foram gerados por causa de um pequeno estabelecimento de Guajará-Mirim.

Envolvidos no esquema, segundo a Polícia Civil, foram condenados em primeiro grau na operação Apocalipse, um deles com pena de 18 anos de reclusão.

“Importante frisar que a operação apura fatos novos, mas guardam grande correspondência com a conduta investigada e provada ao longo da operação Apocalipse”, informou a polícia.

Participaram da operação os agentes da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco) da capital, em conjunto com Decor, DRLD, 1ª Delegacia de Guajará-Mirim e Delegacia Regional de Ariquemes. Além de apoio de auditores da Secretaria de Estado de Finanças (Sefin).

A Polícia Civil de Rondônia deflagrou em 2013 a Operação Apocalipse, para investigar um esquema de estelionato, tráfico de drogas e falsificação de documentos que movimentou R$ 80 milhões em nove estados. Só em Rondônia, a quadrilha movimentou R$ 33 milhões. Entre os bens do grupo estavam 200 carros, 25 imóveis e 30 empresas.

Os chefes da quadrilha foram indiciados pelos crimes de financiamento do tráfico de drogas, associação ao tráfico, estelionato e falsificação de documentos, segundo a polícia.

As investigações revelaram o envolvimento de parlamentares estaduais e municipais, empresários, funcionários públicos e outras pessoas em um esquema de corrupção, estelionato e tráfico de drogas para financiamento de campanhas eleitorais.

Em comemoração ao Dias das Crianças, escolas recebem alunos em ‘drive-thru’ em RO

Além de decoração especial na escola, os educadores se fantasiaram de super heróis. Ação acontece em Ji-Paraná e Porto Velho.

Alunos e professores aproveitaram para tirar fotos no drive-thru da saudade — Foto: Rede Amazônica/Reprodução
Alunos e professores aproveitaram para tirar fotos no drive-thru da saudade —

Para celebrar o Dia das Crianças, comemorado no dia 12 de outubro, professores, pais e alunos de uma escola de Ji-Paraná (RO), região central do estado, encontraram uma forma segura de fazer um reencontro: um “drive-thru da saudade”.

As aulas presenciais no estado foram paralisadas em março devido a pandemia do novo coronavírus. Desde então, alguns dos 164 alunos matriculados não puderam mais encontrar os professores.

Além de decoração especial na escola, os educadores se fantasiaram de super heróis e com música, entregaram pipoca, algodão doce e lembrancinhas aos pequenos.

O evento também serviu para comemoração a classificação da instituição no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). A Escola Professor Augusto Rocco ficou em segundo lugar no município.

Em Porto Velho, uma atividade parecida foi realizada foi realizada na Escola Municipal Guadalupe. A diretora da escola, Nélida Moura, comemorou a participação das crianças.

“A gente não poderia deixar passar essa data tão importante que as nossas crianças aguardam o ano inteiro. Eu vi brilho nos olhos das crianças, dos professores, dos pais. A escola se reinventou”, disse.

Fonte: G1/RO

Prefeitura informa sobre nova linha de ônibus cristal da Calama em Porto Velho

As linhas dos ônibus começaram a circular nesta terça-feira (06), Dois veículos fazem a rota.

Uma nova linha de ônibus começou a operar em Porto Velho nesta terça-feira (6), segundo informou a prefeitura da capital. Dois veículos que fazem a rota da linha Cristal da Calama estão nas ruas.

Os ônibus dessa linha fazem integração com: Expresso Cantuária, Expresso CPA, Expresso Caúla e Expresso Hospital de Base.

Outros 20 veículos estão operando desde o dia 1º de outubro em sete linhas expressas. De acordo com a prefeitura, outros ônibus devem começar a rodar gradualmente até o dia 17 de outubro, quando todas as 35 linhas devem estar disponíveis para a população.

Os ônibus da JTP, empresa vencedora da licitação municipal para atuar no transporte da capital, começaram a operar no início de outubro, após o Consórcio SIM retirar das últimas os últimos veículos que ainda estavam circulando. O contrato com o município estabelece que a nova empresa deve começar totalmente a partir de 17 de outubro.

A nova frota é composta por 143 ônibus. Com a nova empresa e uma melhor estrutura nos veículos, segundo a prefeitura, a tarifa do transporte coletivo também mudou. O bilhete vai subiu de R$ 3,80 para R$ 4,05.

Fonte: G1/RO

Estado parabeniza Porto Velho pelo seus 106 anos de criação

Em 2 de outubro de 1914, a Lei n° 757 reconheceu oficialmente o Município

Saúdo nesta data o povo porto-velhense pela passagem dos 106 anos da criação do município.

Em 2 de outubro de 1914 a Lei n° 757, sancionada por então governador do Amazonas, o baiano Dr. Jônatas de Freitas Pedrosa, reconhecia oficialmente Porto Velho, desmembrada de Humaitá, como sede do povoado à margem direita do caudaloso rio Madeira.

Hoje, aquele povoado permanece apenas nas fotos perpetuadas em memoriais e nas instituições de ensino, e a maioria delas mostra o pátio ferroviário da lendária Estrada de Ferro Madeira-Mamoré. A Capital do Estado de Rondônia caminha para os 600 mil habitantes, reunindo famílias nativas e seus descendentes, e milhares de migrantes que aqui se fixaram ao longo de quatro décadas.

É motivo de honra governar Rondônia a partir da sede deste imenso município de 34 mil Km², maior do que as extensões de Alagoas e Sergipe, e também superior às áreas da Bélgica e de Israel.

A pujança do comércio, os passos gradativos da indústria, as grandes hidrelétricas, o turismo, o porto organizado, as rodovias BR-364 e BR-319 que conduzem brasileiros ao Acre e ao Amazonas, as oportunidades de trabalho e a religiosidade de nossa gente nos permitem sentir e dizer que vivemos num lugar abençoado por Deus.

Ao comemorarmos o começo disso tudo, lembrando a criação de um dos mais prósperos municípios do Norte e do País, abraço a cada porto-velhense, manifestando meus sentimentos de fé e a expectativa de que o crescimento da Capital continuará merecendo toda atenção deste Governo.

 Viva Porto Velho!

CORONEL MARCOS ROCHA
Governador do Estado de Rondônia

Semtran explica como irá funcionar integração de tarifa com a nova empresa de transporte coletivo em RO

A nova operação de transporte coletivo na capital deve começar a partir de 17 de outubro.

A Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran) e da empresa JTP Transportes, vem a público informar como funcionará a integração tarifária, que possibilitará a integração entre as linhas de ônibus que circularem pela capital de Rondônia, evitando que o usuário pague duas passagens.

De acordo com a secretaria, a integração poderá ser feita somente quando forem linhas diferentes e sentido único, não sendo possível integrar na mesma linha. Exemplo: o usuário pega um ônibus da zona sul, vai até o centro da cidade e de lá pega outro para a zona Leste, que é o seu destino. Isso é um sentido único de ida.

Por outro lado, caso o usuário embarque em um coletivo na zona Sul em direção ao centro da cidade e de lá pegue outro ônibus para voltar a zona Sul, não pode fazer integração porque são dois sentidos, ida e volta.

Ressalta ainda que o prazo para fazer a integração sem a necessidade de pagar duas passagens será de 90 minutos de intervalo de um coletivo para o outro.

Para solicitar o cartão COM CARD, o usuário do transporte coletivo poderá fazer o seu pré-cadastro no site: www.compvh.grupojtp.com.br

Fonte: Semtran

Operação Turing prende grupo que abastecia comércio de drogas em Cacoal, RO

A droga era paga por meio de contas bancárias de terceiros.

A Polícia Civil durante operação prendeu na sexta-feira (18), um grupo que abastecia grande parte do comércio de drogas em Cacoal (RO), na Zona da Mata. Na prisão foram presos 25 pessoas.

Foram cumpridos também na Operação Turing, 23 mandados de busca e apreensão Durante as investigações, foram apreendidos mais de 10 kg de cocaína, avaliada em R$ 330 mil.

Os investigadores verificaram que a remessa da droga saía da capital Porto Velho com destino a Cacoal. Já na cidade, a cocaína era dividida e repassada aos traficantes, que faziam a venda dos entorpecentes. A droga era paga por meio de contas bancárias de terceiros.

A polícia, então, bloqueou as contas após ordem do poder jurídico. A apuração revelou ainda que o grupo era liderado por uma pessoa detida na penitenciária de Cacoal, mas que seguia dando ordens e mandava no tráfico com um celular. Fora da unidade prisional, a esposa do suspeito liderava o comércio por Porto Velho.

Os mandados de busca e apreensão e prisão foram cumpridos em Cacoal, Pimenta Bueno, Jí-Paraná, Guajará-Mirim e Porto Velho.

A operação contou com mais de 50 policiais nas ruas e foi coordenada pelo Núcleo Integrado de Inteligência de Cacoal (PC/PM) sob auxílio das unidades em Cacoal, Porto Velho e Guajará-Mirim.

Fonte: G1/RO

Servidores da saúde de Porto Velho contam com atendimento exclusivo implantado

O serviço foi implantado para agilizar e facilitar o acesso do servidor ao serviço médico, principalmente profissionais na linha de frente contra o covid-19.

Prefeitura de Anápolis / Ambulatório de Queimaduras realiza mais ...
Ambulatório Exclusivo para profissinal da saúde de Porto Velho

O ambulatório do servidor foi instalado em local reservado, e já atendeu mais de mil profissionais da saúde. O Serviço foi implantado em abril pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), através da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), para dar celeridade no acolhimento dos trabalhadores evitando exposição com os demais pacientes nas outras unidades. São três médicos para atendimento no ambulatório, onde os servidores têm acesso a consultas, exames, testes rápidos e também coleta de material para testagem de Covid-19, através do swab.

Além disso, a Semusa mantém o teleatendimento, através do número 98473-8282, para maior celeridade na proteção ao servidor da saúde. Os agendamentos são regulados conforme o fluxo estabelecido, otimizando os atendimentos de encaixes e potencializando a redução das demandas diárias.

“O fluxo de atendimento foi criado pela CIPA em conjunto com os estabelecimentos de saúde do município. Cada unidade é responsável pelo mapeamento dos servidores com suspeita e sintomas da Covid-19 e por repassar as informações ao ambulatório de Saúde do Servidor”, explica o presidente da Cipa, Valdir Alves.

Caso seja identificada a necessidade, o ambulatório também providencia o encaminhamento do servidor para atendimento psicológico, bem como o teleacompanhamento social, realizado por assistentes sociais.

Segundo Valdir Alves, são cerca de 50 atendimentos realizados diariamente entre consultas, exames e testes. Desde sua implantação, no início de abril, até o dia 10 de junho, o ambulatório do servidor realizou 970 consultas, 220 testes de swab, 310 testes rápidos e 220 teleacompanhamentos. A equipe técnica multiprofissional é composta por 15 pessoas entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, odontólogos, assistente social, fisioterapeuta, educador físico.

“Nosso objetivo é identificar precocemente aquele servidor da saúde com suspeita de coronavírus, disponibilizar atendimento médico, tratar e monitorar periodicamente a saúde desse profissional para que retorne às suas atividades sem riscos a ele, aos colegas e aos pacientes.

Fonte: Semusa