Renan mostra vídeos do povo vibrando com o presidente e dá tremendo “tiro no pé” (veja o vídeo)

“Ele mostrou como o presidente Bolsonaro tem sido recebido em cada viagem que faz”

Durante o quadro Liberdade de Opinião, da CNN, na última quarta-feira (09), o comentarista Alexandre Garcia aproveitou para ironizar a atitude do relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid.

“Renan Calheiros errou e mostrou vídeos do povo vibrando com chegada do presidente.”

O comentário foi feito após Renan mostrar vídeos do presidente Jair Bolsonaro sendo recebido pela população em diferentes cidades, o que acabou desmentindo a narrativa da esquerda de que o Chefe do Executivo teria perdido o apoio da população:

“Acho que o Renan cometeu um erro. Ele mostrou como o presidente Bolsonaro tem sido recebido em cada viagem que faz”, disse Alexandre, sobre as imagens em que o presidente é cercado por apoiadores.

“Muita gente não tinha visto, porque não é publicado, mas [Renan] acabou contribuindo, já que a CPI é um palanque para o ano que vem. Renan contribuiu ao mostrar todas as imagens do povo vibrando com a chegada do presidente”, ironizou ele.

Confira:

Fonte: JCO

Bolsonaro é ovacionado pelo povo é recebido com grande festa em Goiás (veja o vídeo)

Aclamado por multidão em Goiás, Bolsonaro faz pronunciamento emocionante

O presidente Jair Bolsonaro esteve no estado de Goiás, na última quarta-feira (09).

Um dos compromissos aos quais compareceu foi o Culto Interdenominacional das Igrejas de Anápolis.

Uma verdadeira multidão aguardava a chegada de Bolsonaro e, aos gritos de ‘mito’, demonstraram todo o seu apoio ao mandatário.

Durante o seu discurso, Bolsonaro acabou contando, emocionado, sua trajetória até a Presidência da República:

“Jamais esperava estar nesta função um dia”, confessou ele.

Falando sobre o atentado que sofreu em setembro de 2018, Bolsonaro lembrou da gravidade do incidente:

“Foi o primeiro milagre, porque segundo os médicos, eu sobrevivi por pouco”, desabafou ele.

“Não é fácil, você pega um sistema com muitos problemas. Uma máquina emperrada. Um Brasil, realmente, em uma situação catastrófica no tocante à ética, à moral e à economia. Mas eu tinha algumas coisas do meu lado… a vontade de acertar, a resiliência de dizer ‘não vou ceder’. Conseguimos fazer um ministério”, contou ele, sobre o início de seu mandato.

Ao falar sobre os ataques que vem sofrendo com a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, Bolsonaro aproveitou para questionar a responsabilidade que pretendem lhe atribuir:

“Quem é que mata gente? É quem manda o dinheiro, que sou eu, ou quem desvia o dinheiro na ponta da linha? Que CPI é essa, de Renan Calheiros? De Omar Aziz? Daquela pessoa alegre do Amapá?”, questionou ele.

Confira:

Fonte: JCO

Presidente Argentino ofende o povo brasileiro e é interpelado no STF

Fernández, afirmar que os mexicanos vieram dos índios, os brasileiros da selva e só eles teriam sido privilegiados por ter vindo de barcos da Europa.

O presidente argentino, que é advogado, Alberto Fernández, fez uma das afirmações mais graves da história entre as nações latino-americanas, em conferência oficial hoje, 09/06, em lado do primeiro-ministro espanhol, ao afirmar que os mexicanos vieram dos índios, os brasileiros da selva e só eles teriam sido privilegiados porque vindo de barcos da Europa.

O discurso não foi um mero lapso, pois ainda atribuiu a fala a um prêmio Nobel argentino que não disse isso, e na qualidade de chefe de Estado em evento oficial. A comoção foi imediata e uníssona em todos os jornais internacionais e nas redes sociais.

A afirmação grave, de cunho depreciativo, discriminatório e eventualmente racista foi imediatamente levada ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelo advogado baiano e também professor de Direito Constitucional Henrique Quintanilha, que considerou “um grave desrespeito não só à igualdade e à dignidade humana dos povos, mas uma afronta direta à formação histórica e etnográfica da nação brasileira, remetendo a um abjeto sentimento de supremacismo europeísta de origem geográfica e racial só comparável ao triste episódio causado pelo Nazismo”.

O pedido foi protocolado no STF na madrugada de 09 para 10/06, leva o número PET 59761 e ainda não tem ministro relator definido.

O advogado pede, dentre outras coisas, que o Presidente argentino seja intimado por meio da Suprema Corte Argentina para prestar esclarecimentos sobre o que disse, como forma de subsidiar processo perante a Corte Interamericana de Direitos por violação do Art. 1º do tratado internacional assinado em San José da Costa Rica em 1969.

Veja a petição:

ARGENTINA-60c1f97ba6e7e

PRESIDENTE-60c1f9893353b

Fonte: JCO

Bancos têm R$ 8 bilhões em recursos para serem devolvidos ao povo brasileiro

Os brasileiros têm R$ 8 bilhões em recursos que devem ser devolvidos pelos bancos.

Para que esse dinheiro chegue a quem tem direito, o Banco Central (BC) está desenvolvendo o Sistema de Informações de Valores a Receber (SVR), que permitirá a consulta de eventuais saldos nas instituições financeiras, para pessoas físicas e empresas, facilitando o processo de devolução.

A expectativa do BC é de que o sistema entre em operação em dezembro, e que ofereça informações sobre saldo credor de contas encerradas, parcelas de empréstimo e tarifas cobradas indevidamente, recursos não procurados após encerramento de grupos de consórcio e cotas de capital a devolver em cooperativas de crédito, entre outros.

“Boa parte das pessoas desconhece ou não se lembra que possui esses direitos. Além disso, a perspectiva de recebimento de valores baixos pode não motivar as pessoas a procurarem as instituições financeiras com as quais mantém ou mantiveram relacionamento atrás de informações. O objetivo do Valores a Receber é justamente facilitar essa comunicação entre instituições e clientes”, afirmou o BC em nota, na terça-feira (1°).

PESQUISAR ANÚNCIOSQual é a locadora de carros mais barata?APRENDA MAIS

Segundo o BC, os dados do novo sistema englobarão informações relativas a: contas de depósitos em moeda nacional encerradas com saldo disponível; contas de pagamento pré-paga e pós-paga encerradas com saldo disponível; contas de registro mantidas por sociedades corretoras de títulos e valores mobiliários, por sociedades distribuidoras de títulos e valores mobiliários.

O sistema também terá informações sobre tarifas cobradas indevidamente, não devolvidas ou sujeitas à devolução em decorrência de formalização de compromissos com entidades e órgãos reguladores ou de fiscalização e controle; parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente, não devolvidas ou sujeitas à devolução em decorrência de formalização de compromissos com entidades e órgãos reguladores ou de fiscalização e controle; cotas de capital e rateio de sobras líquidas de beneficiários e participantes de cooperativas de crédito; recursos não procurados relativos a grupos de consórcio encerrados.

“Essas informações, de responsabilidade exclusiva das instituições remetentes, deverão ser encaminhadas mensalmente ao BC a partir de outubro, exceto no caso dos recursos não procurados relativos a grupos de consórcio, a serem realizadas de forma trimestral”, explicou o BC.

Fonte: Agência Brasil

No Amazonas, Bolsonaro é aclamado pelo povo em feira livre (veja o vídeo)

Bolsonaro foi recebido com os gritos de “mito” e abraçado pelos trabalhadores.

A visita de Jair Bolsonaro ao Amazonas continua rendendo vídeos e imagens que demonstram o forte apoio popular recebido pelo presidente da República.

Em uma tradicional feira livre, no município de São Gabriel da Cachoeira, Bolsonaro foi recebido com os gritos de “mito” e abraçado pelos trabalhadores.

Tudo de maneira espontânea, demonstrando de forma inequívoca o reconhecimento da população de todos os esforços do presidente nessa luta difícil e delicada contra o sistema.

Veja o vídeo:

Fonte: JCO

Papa Francisco ‘brinca’ com o povo brasileiro (veja o vídeo)

‘Não tem salvação! É muita cachaça e pouca oração’

Parece que o Papa Francisco está achando que todos os brasileiros são cachaceiros, como o ex-presidiário Lula…

Durante uma conversa com um padre brasileiro, Bergóglio brincou que o povo brasileiro não tem salvação. “É muita cachaça e pouca oração”, completou o pontífice ao caminhar pelo pátio de San Dámaso na tarde de quarta-feira (26).

O papa voltava de uma audiência quando foi abordado pelo padre João Paulo, de Campina Grande, que solicitou:

“Santo Padre, reze por nós, brasileiros”.

O líder da Igreja Católica sorriu e respondeu, em tom descontraído. A cena foi gravada por outro padre brasileiro que estava no local.

Vale lembrar que papa Francisco tem se mostrado cada vez mais ‘progressista’, além disso, não perde oportunidade de ‘cutucar’ o Brasil.

O líder da Igreja Católica chegou a dizer que a Amazônia estava em uma situação perigosa e que era ‘nossa’. Foi preciso que o presidente Bolsonaro lembrasse ao pontífice que a Amazônia pertence ao Brasil. Sendo que o papa não falou sobre incêndios em florestas de outros países, nem se pronunciou sobre a crise na Venezuela, tampouco na Argentina.

Confira:

Cúpula do PT confirma ter saqueado o povo Brasileiro (veja o vídeo)

Em clima de velório o PT explica para os petistas a queda do PT, vejam a cara da Gleisi Hoffmann e Lindbergh Farias
 

Não é à toa que eles estão entrando com tudo na campanha do ex-presidiario. O PT, beneficiou de maneira escandalosa os mais ricos, ao mesmo tempo que prejudicou os mais pobres. No governo Lula e Dilma, os ricos ficam mais ricos e os pobres ficam mais pobres.

Isso mesmo, enquanto, os amigos e a família de Lula ficaram mais ricos, o povo brasileiro, aqueles que são pobres e têm que batalhar o pão de cada dia, vivem na miséria. Na realidade, o resultado foi o avanço do desemprego, as famílias ficaram sem dinheiro e tem que pagar o preço alto da corrupção implantada pelo PT.

Veja o que diz esse petista:

“O Getúlio, a 70 anos atrás teve uma careta que nós não tivemos, né de pegar um cara e dizer, ó, você vai montar um jornal e vamos fazer desse jornal um jornal vibrante uma arma do povo como se dizia da velha última hora, nós não fizemos nem isso nem nada, preferimos encher os bolsos dos caras de dinheiro, encher o bolso dele de concessões, que nós tínhamos a secom e tinha o Ministério das comunicações, tanto numa com uma mão nós dávamos mais, mais, mais e mais licença de canais e rádio e tal e do outro lado dava muito dinheiro pra eles e a nossa gente, eu não sei se eu falei pra vocês mas pasmem, o governo Lula foi o governo que mais fechou rádios comunitárias o primeiro governo Lula.

 

Então fica difícil, fica muito difícil você falar em comunicação com o povo que você não fala com o povo, há não ser nos momentos eleitorais ou pelo Carisma do presidente. Se a gente cair, estamos caindo sobretudo pelos acertos nossos, por termos contrariado os grandes interesses do capital, isso pra mim, tá muito evidente, agora por outro lado é inegável que nós de alguma forma facilitamos a estrada deles, através de erros graves.

 

Você não sabe o quanto era difícil fazer um ministro do PT receber os movimentos sociais, porque dava a impressão que era uma gente que vinha atrapalhar a nós, “que somos donos da verdade”, em quase prazer em dizer não para os nossos e uma triste inflexão perante os poderosos, então nós ter que botar isso na balança, sem falar, evidentemente na naturalização dos métodos de fazer política, que a gente acabou assimilando de maneira muito forte a crítica, que não nos levou a fazer a reforma política, mesmo quando depois do mensalão agente tinha levado uma porrada terrível com a dor de ver companheiros presos tal, então, tudo isso eu acho que faz parte de um processo que não é de auto flagelo, mas é de ter a clareza de rompermos com os nossos erros”.  



Não se sabe como isso vazou…

Confira:

Da Redação

“Isso é uma fraude contra o povo brasileiro”(veja o vídeo)

A afirmação é do senador Eduardo Girão sobre “blindagens” da CPI da Covid

Em postagem no Twitter, nesta quarta-feira (5), o senador Eduardo Girão (Podemos-CE), denunciou que os integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 estariam “blindando” governadores e prefeitos para não investigar onde foram investidos os recursos federais encaminhados pelo Governo Bolsonaro a Estados e municípios no combate à pandemia do coronavírus.

“BLINDAGEM A GOVERNADORES E PREFEITOS É FRAUDE COM O POVO BRASILEIRO! Se quisermos fazer justiça, precisamos ouvir alternadamente os agentes públicos dos dois pedidos legítimos de CPI. Para cada pedido com foco no governo federal, deverá ter outros relativo a Estados e municípios!”

Imagem em destaque

“O meu requerimento é um requerimento muito claro. Não tem como a gente tentar interpretar da maneira como a gente quer. O meu requerimento, assinado por 45 colegas respeitáveis aqui, a maioria do Senado Federal, é para investigar bilhões de reais de verbas federais enviadas para Estados e municípios. Não tem outra forma de se entender diferente. Inclusive, eu relaciono os fatos determinados, que são operações da Polícia Federal que todo o Brasil tomou conhecimento”, advertiu.

“Se a gente entender diferente do que a gente fez, do pedido de CPI aprovado e a pensado, é uma interpretação que a gente quer! Seja para “blindar” “A”, “B” ou “C”, eu acredito que isso é uma fraude contra o povo brasileiro”, concluiu.

De fato, o senador tem razão. Não se poderia esperar algo diferente com Renan, Aziz e Randolfe direcionando os trabalhos.

A CPI está completamente desmoralizada e o povo está vendo tudo.

Confira o vídeo:

Fonte: JCO

A responsabilidade por essas vítimas está nas mãos de cada um que insiste em manter o povo indefeso

Desde cedo, quando vi essa notícia, estou com um gosto amargo na boca.

Ontem, postei uma notícia diferente, onde um idoso tinha conseguido defender sua filha de um assalto. Hoje a história foi diferente. Na escola não tinham armas.

Apesar de ser uma classe de profissionais onde a imensa maioria é desarmamentista, há tempos eu digo que PROFESSORES PRECISAM TER PORTE DE ARMAS. Não digo que deve ser obrigatório, mas é um DIREITO que deve lhes caber. Infelizmente, LOUCOS EXISTEM e uma arma de fogo, muitas vezes, é o ÚNICO MEIO DE DEFESA. É o que fará a diferença entre a vida e a morte.

Estudei no maior colégio público da minha região, onde minha mãe leciona até hoje. Só no turno da manhã eram mais de MIL ALUNOS. Na época, quando aconteceu o atentado à Escola Estadual de Taiúva, lembro de comentarmos que TODAS as salas possuíam grades nas janelas e apenas UMA porta e que não existia vigilância armada no prédio. Ou seja, se algo acontecesse, estaríamos encurralados e sem meios de defesa. Morreriam dezenas até que o socorro chegasse.

Casos como este, realizado com um facão, ou como o de Janaúba, realizado com gasolina, nos mostram que, quando existe a má intenção, QUALQUER COISA PODE SER USADA PARA MATAR. Até se considerarmos o exemplo de Realengo, quando o agressor utilizou de arma de fogo, o RESULTADO SERIA COMPLETAMENTE DIFERENTE SE AS VÍTIMAS TIVESSEM CAPACIDADE DE REAÇÃO.

Pelo amor de Deus, PAREM COM DISCURSO DESARMAMENTISTA!

Parem de demonizar quem defende o PORTE RESPONSÁVEL para civis.

Já PERDEMOS MUITAS VIDAS INOCENTES, por sermos absolutamente incapazes de nos defendermos.

Um objeto de 15cm, pesando pouco mais de 1Kg, nas mãos certas, poderia ter permitido que essas mães, hoje, abraçassem novamente seus filhos.

O sangue dessas vítimas está nas mãos de cada um que insiste em manter o povo indefeso.

LEGÍTIMA DEFESA É UM DIREITO INALIENÁVEL.

“Não existem “armas boas” ou “armas más”. Qualquer arma nas mãos de um homem mau é uma coisa ruim. Qualquer arma nas mãos de uma pessoa decente não é uma ameaça para ninguém – a não ser para as pessoas más.” (HESTON, Charlton)

Foto de Felipe Fiamenghi

Por Felipe Fiamenghi*

*O Brasil não é para amadores.

A fome está levando o povo a comer até os bichos de estimação dos vizinhos (veja o vídeo)

O prefeito de Araraquara, Edinho Silva, criticou a doação de alimentos feita pela Ceagesp

Em depoimento emocionante à TV Jornal da Cidade Online, Coronel Ricardo Mello Araujo, presidente da Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo) fez relatos estarrecedores sobre a situação de fome e miséria que a população de Araraquara (SP) está enfrentando, após o ‘tranca tudo’ do prefeito petista Edinho Silva.

No intuito de socorrer os cidadãos, a Ceagesp promoveu uma carreata da solidariedade, doando mais de 100 toneladas de alimentos, transportados em sete caminhões do Exército.

De acordo com o coronel, que acompanhou pessoalmente a doação, a população estava revoltada, e não é para menos, o prefeito chegou a fechar os supermercados da cidade – quando a fome apertou, teve gente até roubando o gato do vizinho para comer.

O prefeito de Araraquara, Edinho Silva, criticou a doação de alimentos feita pela Ceagesp, chamando de ‘ação publicitária’ do presidente Bolsonaro, dizendo que fome se combate todo dia, sem humilhar as pessoas. Em relação a essa declaração, Mello Araujo afirmou que o prefeito foi ‘infeliz’.

Alimentos preparados para doação em Araraquara - Divulgação
Alimentos preparados para doação em Araraquara – Divulgação

“O que eu vi, o que eu presenciei em Araraquara, parecia um filme, pós-guerra. Aquelas pessoas ali, depois de uma guerra, passando fome… Uma fila de milhares de pessoas, com necessidades. E as pessoas com muita fé. O que eu vi ali me impressionou. Principalmente os comentários. Eu andei nas filas. Eu não tenho dificuldade de andar no meio do povo.

Eu tenho certeza que esse prefeito não teria coragem de andar onde eu andei. Porque a revolta da população era gigantesca. E eu escutei de tudo. Uma das coisas que mais me marcou e chamou muito a minha atenção, foi uma pessoa falar assim: ‘Olha, o meu gato, ele saiu da minha casa e foi para a casa do vizinho. E o meu vizinho comeu o gato. Eu não tive condições de brigar com ele porque eu sabia que ele estava com muita fome’. Isso me marcou muito”, revelou.

Ao ser questionado se Araraquara é um exemplo de Venezuela, o coronel foi contundente ao responder: “Não era mais ou menos não. Eu posso falar que era. Eu saí andando para ver onde terminava a fila, e comecei a ficar preocupado. Parecia que a cidade inteira estava lá. Eu comecei, com o próprio microfone, a falar que as pessoas que estavam doando da Ceagesp, estavam doando de coração, mas a gente não sabia se ia atender a todos”, contou.

Para o coronel, aconteceu um verdadeiro milagre da multiplicação dos pães.

“Porque nós começamos a doar, a doar e a doar e não acabava a comida. Doamos e não acabava a comida e chegou um momento que não tinha mais gente. Todos receberam uma boa cesta. E tinha ainda mais comida e doamos para mais duas cidades vizinhas. Então, eu tenho a certeza que um milagre aconteceu ali”, frisou.

Tráfico e corrupção marcaram as gestões anteriores da Ceagesp

Com 32 anos de experiência na área de segurança pública, Coronel Mello Araujo foi indicado pelo presidente Bolsonaro para assumir a presidência da Ceagesp e, desde então, fez uma verdadeira revolução na companhia. Mostrando um gráfico inédito, Araujo comprovou que a Ceagesp amargava cinco anos de prejuízos, causados pela corrupção gigantesca.

“A companhia ficou cinco anos com milhões em dívidas. Eu cheguei em outubro de 2020 e estamos em 2021, no azul. Foram cinco anos com governo do PT, muita coisa errada. Há seis meses estamos conseguindo pagar as contas e ter dinheiro para investir em uma companhia que ficou vários anos sucateada. Essa empresa não foi fechada porque havia muito interesse, se roubou muito lá, estamos encaminhando vários documentos e provas para o Ministério Público e para a Polícia Federal”, ressaltou.

Confira:

Fonte: JCO