Operação do Acre que investiga organização criminosa mira distrito de Porto Velho

Participam da Operação, promotores de Justiça e 100 policiais militares.

O Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e a Polícia Militar do Acre cumpriram, na manhã desta terça-feira (4), 47 mandados judiciais, sendo estes 28 de prisão e 19 de busca e apreensão nas cidades de acreanas Rio Branco e Porto Acre, além de Extrema (RO).

A ação faz parte da Operação Open Source, que teve como alvo integrantes de uma organização criminosa com atuação nacional, de origem no Estado do Rio de Janeiro.

Além das prisões e buscas, foi determinada ainda pelo Juízo da Vara de Delitos de Organização Criminosa a preservação dos perfis e postagens realizadas pelos investigados nas redes sociais.

A operação foi denominada Open Source tendo em vista que a investigação realizada obteve êxito em cruzar elementos captados em fontes abertas, notadamente redes sociais, e publicações realizadas pelos próprios investigados com outros elementos de prova de poder do Gaeco. Nas publicações, os criminosos faziam promoção da organização criminosa.

Participam da Operação, promotores de Justiça e 100 policiais militares. O MP informou que mais detalhes devem ser passado em uma coletiva de imprensa às 9h [horário do Acre].

Fonte; G1

Cacoal e Rolim de Moura são alvo de operação da Polícia de Rio Branco e Rondônia

A investigação aponta um suposto golpe milionário que ao todo, estima-se um prejuízo superior a R$ 1,2 milhão.

Na manhã desta sexta-feira (9), a 2ª Delegacia Regional de Polícia de Rio Branco (PCAC) e a 2ª Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (PCRO) deflagraram Operação Status, dando cumprimento a mandados de busca e apreensão nos municípios de Rolim de Moura e Cacoal. A operação é decorrente de investigação por crimes praticados na comarca de Rio Branco (AC).

Segundo as investigações, foi comprovado no inquérito que os investigados cometeram estelionatos, na medida em que adquiriram carros de luxo sem o devido pagamento, que se deu mediante a entrega de cheques falsificados ou sustados. Após a prática do delito, segundo a Polícia, os investigados fugiram, contudo, as investigações se deram de forma minuciosa e culminou com a identificação, em solo rondoniense, da autoria dos crimes.

Ao todo, estima-se que o prejuízo suportado pelas vítimas seja superior a R$ 1,2 milhão. Durante o cumprimento das buscas, no município de Cacoal, foram apreendidos diversos bens incompatíveis com as condições pessoais de um dos investigados, além de quantia expressiva em dinheiro e ouro. Ainda na casa, uma arma de fogo foi encontrada, o que resultou na prisão em flagrante.

Rio Branco terá mais 14 profissionais do Mais Médicos

Médicos serão contratados por um ano, para atender a capital do Acre

O Ministério da Saúde publicou, no Diário Oficial da União de hoje (5), uma portaria que amplia, por um ano, o número de vagas para médicos que atenderão o município de Rio Branco, no Acre. A contratação tem caráter emergencial e temporário.

De acordo com a portaria, serão abertas 14 vagas no âmbito do programa Mais Médicos para o Brasil, em razão da situação de emergência ocasionada pela pandemia de covid-19. A contratação não poderá ser prorrogada.

Nota da prefeitura

Em nota recente, a prefeitura de Rio Branco lamentou as mais de mil mortes no estado pela covid-19. A capital contabiliza 619 mortes e 26 mil casos confirmados da doença, desde o início da pandemia.

Na nota, a prefeitura reafirma a importância da ciência na luta contra a pandemia e diz ser “imprescindível reconhecer o valor de nossos pesquisadores e dos profissionais que atuam na linha de frente contra a pandemia”.

O cenário pandêmico tem se agravado com as cheias e os alagamentos que afetaram mais de 130 mil pessoas no estado, além de casos de dengue. Diante da situação, foi reconhecida, pelo governo federal, a situação de calamidade pública em dez cidades do estado.

Fonte: Denise Griesinger A/B

Famílias de Rio Branco sofrem com cheias

As cheias atingem dez bairros da capital, diz Defesa Civil

O nível do Rio Acre alcançou 15,07 metros nesta segunda-feira (15), mais de um metro acima do nível de transbordamento, de 14 metros. De acordo com a Defesa Civil de Rio Branco, as cheias já atingem dez bairros da capital e, até o momento, oito famílias estão desabrigadas e quatro desalojadas. “Essa é a quantidade de família removidas pela Defesa Civil municipal, mas temos um número bem maior de famílias atingidas, mas que não precisaram ainda de remoção”, explicou o coordenador do órgão, major Claudio Falcão.

Desde o início do mês a corporação trabalha nas ocorrências geradas pelas fortes chuvas e rápido aumento do nível dos igarapés e do Rio Acre, em Rio Branco. De acordo com o major Falcão, nas últimas 24 horas, o nível do rio subiu 99 centímetros e a tendência ainda é de aumento, podendo chegar ao nível total de 16 metros nos próximos dias.

Nesse caso, a previsão é de que 100 a 200 famílias fiquem desalojadas ou desabrigadas. “A previsão é de muitas chuvas, trabalhamos com rios de mais cinco municípios que deságuam na capital e temos outros rios afluentes do Rio Acre que colocam muita água dentro da bacia do Rio Acre na capital, por isso esse aumento muito grande”, explicou o coordenador da Defesa Civil.

O Corpo de Bombeiros do estado também monitora outros rios e municípios que também são atingidas pelas cheias nessa época do ano.

Em Sena Madureira, o Rio Iaco transbordou e, entre os dias 10 e 14 de fevereiro, 25 famílias ficaram desabrigadas e 46 desalojadas. Em Tarauacá, a situação também é semelhante em diversos bairros e nove famílias ficaram desabrigadas no último fim de semana. O Rio Juruá, em Cruzeiro do Sul, e o Rio Purus, em Santa Rosa do Purus, estão em alerta.

Os bombeiros e Defesa Civil trabalham em conjunto com outras autoridades públicas para atender e conter os danos às famílias. As remoções, em Rio Branco, segundo o major Falcão, acontecem dentro do plano de contingência do município e respeitando as normas sanitárias de prevenção à covid-19.

Fonte: Valéria Aguiar A/B

%d blogueiros gostam disto: