Edital para os estudos técnicos sobre a expansão da Infovia em Rondônia é publicado

A tecnologia, atualmente está presente em Porto Velho, Candeias do Jamari e Ariquemes. Sua expansão levará conectividade aos municípios que ainda não existe ou é deficitária.

A Infovia é uma rede de fibra óptica que interliga suas unidades, fornecendo serviços de conectividade.

O Governo de Rondônia publicou na sexta-feira (11) o edital de chamamento para o Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) da iniciativa privada para a estruturação de projeto destinado à implantação, operação e manutenção de infraestrutura. O edital trata-se de uma das etapas para o projeto de expansão da Infovia.

De acordo com o edital, poderão participar do PMI pessoas físicas ou jurídicas, de direito privado ou grupo de pessoas, nacionais ou estrangeiras, que observem as condições previstas no edital.

Atualmente, Rondônia gasta anualmente cerca de R$ 17,5 milhões com contratos de internet e MPLS (protocolo de transporte). O Conselho Gestor do Programa de Parcerias Público-Privadas, prevê que com a parceria público-privada pode haver uma economia de quase R$ 8 milhões, tendo em vista que cada secretaria faz seu próprio contrato de link de internet.

A medida irá centralizar os contratos e atender todas as mais de mil unidades do Estado. A Infovia Rondônia é uma rede de fibra óptica que interliga suas unidades, fornecendo serviços de conectividade como links de internet e infraestrutura de transporte de dados voz e imagem. Atualmente, a rede está presente em Porto Velho, Candeias do Jamari e Ariquemes. Sua expansão levará conectividade aos lugares que ainda não existe ou é deficitária.

Segundo o superintendente de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic), coronel Delner Freire, a expansão da Infovia para todos os municípios e distritos oportunizará a democratização da internet, com cidades inteligentes agregando serviços tecnológicos que melhorem o bem estar da população e equidade no acesso aos serviços prestados pelo poder público. “É a tecnologia resultando na redução de desigualdades”, enfatiza.

Com a medida, o Governo de Rondônia trará benefícios e proporcionará conectividade, fomentando o acesso à tecnologia aos municípios.

O coordenador de Infraestrutura da Setic, Gabriel Carrijo, ressalta que essa expansão atenderá a prestação de serviços ao cidadão, com aumento da agilidade nas comunicações dos postos de atendimento, como por exemplo, o Tudo Aqui e as unidades do Governo espalhadas pelos municípios do interior, e vai melhorar o fluxo dos dados e informações trafegados, mantendo-os protegidos contra perda e incidentes, fazendo com que o atendimento oferecido ao cidadão seja prestado de maneira unificada.

A parceria público-privada permitirá a exploração econômica da rede, permitindo a comercialização dos serviços. Por sua vez, parte da receita retornará para os cofres públicos na forma de royalties, permitindo a constante atualização tecnológica.

Fonte: Setic

Setic renova plataforma SEI que permite edições e criações para usuários

A plataforma foi desenvolvida pelo TRF4 que engloba um conjunto de módulos e funcionalidades que promovem a eficiência administrativa e Também para melhorar em gestão de processos e documentos eletrônicos.

A Superintendência Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic) comunica a atualização do aplicativo do Sistema Eletrônico de Informações (SEI), com a nova versão, que permite que os usuários criem processos eletrônicos e editem documentos.

“Além de experimentarem as melhorias na gestão dos blocos de assinatura internos, a ferramenta conta com novos filtros de pesquisa e gerenciamento de marcadores, que facilita a assinatura de documentos”, explica o diretor técnico da Setic, Hudyson Barbosa. 

Hudyson Barbosa descreve que, na antiga versão do aplicativo, os usuários só conseguiam consultar, acompanhar, assinar e tramitar documentos eletrônicos. “Essa atualização trouxe a alternativa de que com poucos toques no celular, será possível criar processos e realizar novas operações para atendimento de diversas necessidades da administração pública”, conta o diretor.  

O Sistema Eletrônico de Informações (SEI), desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), é uma plataforma que engloba um conjunto de módulos e funcionalidades que promovem a eficiência administrativa. Também é um sistema de gestão de processos e documentos eletrônicos. Tendo como principais características a libertação do paradigma do papel, como suporte físico para documentos institucionais. 

Segundo Hudyson Barbosa, foi muito importante essa atualização neste momento de pandemia e quarentena. “É muito importante que os sistemas Mobile recebam atualizações que permitam aos seus usuários maior comodidade e produtividade. Os usuários do SEI Rondônia já podem ter acesso à nova versão do aplicativo, por meio das lojas virtuais Apple Store e Google Play,” diz o diretor técnico da Setic. 

O diretor destaca que existem várias ações do Governo do Estado sendo desenvolvidas junto ao SEI. “Um exemplo é o “SEI em Números”, que extrai informações da base de dados do SEI. Com as informações de usuário, processos e documentos, é possível saber tudo o que está sendo operado, como, quantidade de processos gerados, processos atribuídos, processos abertos e o tempo destinado na construção de um processo, e a integração com o “novo Portal do Servidor”, que terão os serviços de RH integrados ao SEI”, conta Hudyson. 

Em caso de dúvidas, o usuário poderá entrar em contato por meio dos canais de atendimento da Setic: telefone: 69 3212-9513 | Voip 9513 | www.sei.ro.gov.br

Fonte: Setic

Setic realiza videoconferências para incentivar a comunicação interna entre os servidores de Rondônia

O evento contou com o palestrante profissional André Baltieri.

A Superintendência Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic), realizou nesta semana uma palestra com o tema “Arquiteturas e Aplicações Modernas: Do Monolítico aos Microsserviços”. O evento teve como palestrante o profissional André Baltieri, referência internacional em desenvolvimento .NET Core e Flutter. O encontro tem intuito de trocas de experiências e melhorar a comunicação interna entre os servidores.

Com o nome denominado de Sixfire, o evento foi criado pela Gerência de Desenvolvimento (Gdev) da Setic, onde é realizada uma vez por semana, todas as sextas-feiras, com duração de uma hora. Cada encontro, um time é responsável em fazer uma programação e levar um convidado para motivar a videoconferência e interagir com trocas de conhecimentos.

Essa iniciativa iniciou em setembro de 2019 e tem como objetivo incentivar a comunicação interna, apresentar suas rotinas, projetos, compartilhar ideias e nivelar os conhecimentos adquiridos.

De acordo com a Gerência de Desenvolvimento, a Sixfire tem o intuito de fomentar a cultura organizacional da gerência da Setic e tornar um momento único, divertido e de troca de experiência entre as equipes.

Participaram do Sixfire todos os profissionais da área de desenvolvimento de sistemas (analistas e programadores) e adeptos à tecnologia “Net Core” da Setic. O público externo assistiu ao vivo no Facebook oficial da Setic .

Fonte: Setic

Setic cria sistema para facilidade e revisão de tramitação de documentos em RO

Mais de sete milhões de documentos gerados no estado terão a facilidade de serem analisados por ferramenta desenvolvida.

Transformação Digital SEI

A Superintendência Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic), apresentou nesta semana a ferramenta tecnológica SEI em Números para mais de 180 servidores públicos de Rondônia, por meio de sala virtual. Superintendentes, gerentes, administradores e representantes regionais de todo o Estado, que participavam do evento on-line, tiveram o primeiro contato com as novas funcionalidades. Puderam ainda conhecer alguns dados acerca do imenso volume de informações trafegadas no SEI, que já conta com mais de sete milhões de documentos gerados, sendo cerca de três milhões de documentos externos.

O SEI em Números extrai informações da base de dados do Sistema Eletrônico de Informações (SEI), que trabalha diretamente com a criação e tramitação de processos de todo o Governo de Rondônia. Com as informações do sistema, é possível identificar gargalos e alocar servidores para dar andamento mais rápido aos processos. Os próprios servidores e o gestor da unidade poderão identificar em relatórios como está o desempenho de suas atividades.

O sistema consegue, por exemplo, identificar processos não atribuídos, processos não recebidos e documentos externos.

Conforme explicou o superintendente da Setic, coronel Delner Freire, com o SEI em Números será possível identificar todas as particularidades e ainda descobrir se a quantidade de servidores alocados na unidade corresponde à demanda. “Também vamos conseguir dar transparência à sociedade e melhorar o tempo de resposta do serviço público, inclusive nas áreas de Saúde, Educação e Segurança”, disse.

A Setic tem trabalhado na transformação digital de Rondônia e com a criação do SEI em Números aumenta o catálogo de sistemas produzidos pela sua gerência de desenvolvimento, que já ultrapassa 60 sistemas. É esperado que a nova tecnologia facilite o trabalho dos servidores, gerentes e gestores, especialmente em secretarias que recebem ou geram muitos processos, como acontece na Superintendência Estadual de Gestão de Pessoas (Segep).

Para o uso do sistema todo e qualquer servidor pode utilizar o SEI em Números. A Setic pretende realizar treinamento para uso da ferramenta no mês de julho. Algumas orientações o servidor encontra na wiki. Vale a pena explorar todas as diversas funcionalidades da ferramenta e descobrir as que mais se aplicam às necessidades da sua unidade.

Fonte: Setic

Estado promove a transformação digital aos serviços públicos em Ro

A nova modernização do governo estadual tem por objetivo aprimorar a tecnologia da informação dos órgãos da administração direta e indireta.

O Governo de Rondônia publicou no Diário Oficial a Lei Complementar nº 1062, que transforma a antiga Superintendência de Estado para Resultados (EpR) na nova Superintendência Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic). A transformação no órgão não implica em aumento de cargos, nem de despesas e tem por objetivo aprimorar a tecnologia da informação e comunicação do Estado.

A Setic terá por responsabilidade promover a transformação digital dos órgãos da administração direta e indireta de Rondônia, assim a Superintendência mantém o papel de modernização do governo estadual. Por meio da tecnologia, deve atingir eficiência e economia no atendimento aos demais órgãos públicos e ao cidadão usuário dos serviços. 

De acordo com o superintendente da Setic, coronel Delner Freire, a nova Superintendência terá foco no desenvolvimento de sistemas informatizados utilizando métodos ágeis. “Com esse direcionamento será possível promover uma automatização expressiva, com melhoria dos processos de trabalho e melhor aproveitamento dos recursos de Tecnologia da Informação e Comunicação em Rondônia”.

A Setic também irá atuar como órgão de Governança Digital, assim como de serviços digitais. Deve propor investimentos em tecnologia e modernização de todo o parque computacional estadual, bem como manter uma infraestrutura de rede óptica estadual de comunicações e telefonia VOIP para atender às unidades de Governo. Além disso, poderá estabelecer padrões técnicos e de governança, assim como medidas ativas que reforçarão a segurança da informação no Estado. 

No ano passado, reconhecendo o caráter estratégico da infraestrutura de dados em um Estado que visa ser cada vez mais conectado, um crédito adicional suplementar de R$ 3,1 milhões foi aprovado no Legislativo e sancionado pelo governador Marcos Rocha, para garantir a normalidade do tráfego de dados da rede Infovia. 

Atualmente, a Infovia está em pleno funcionamento em três cidades, Porto Velho, Candeias do Jamari e Ariquemes, com planos de expansão para todos os municípios de Rondônia. Hoje são cerca de 250 clientes trafegando numa rede de capacidade de tráfego de 10 Gb/s, sem limitação.

Para o diretor executivo da Setic, Hudyson Barbosa, “com as atribuições específicas, podemos transformar digitalmente Rondônia  e proporcionar serviços que facilitem o trabalho do servidor e respondam com eficiência às necessidades da população”.

Fonte: Secom-RO