Agevisa promove live com tema abordando ações na prevenção e controle da Sífilis em RO

A quarta é a última transmissão sobre o assunto que acontece nesta quarta-feira (28), às 10 horas, por meio da página social da Agevisa.

Prevenção e controle das Infecções Sexualmente Transmíssiveis (ISTs), com foco na Sífilis,

As ações de vigilância, prevenção e controle das Infecções Sexualmente Transmíssiveis (ISTs), com foco na Sífilis, foram abordadas na terceira transmissão ao vivo, realizada por meio da página social da Agencia Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), reforçando a prevenção e transmissão vertical da Sífilis, que faz parte de uma série alusiva ao Outubro Lilás – mês de conscientização das medidas socioeducativas sobre a doença.

Mediado pela jornalista, Mineia Capistrano, o evento aconteceu com a participação das médicas Arlete da Gama Baldez, gerente da vigilância epidemiológica da Agevisa, e Soraia Cruz Beleza, diretora da vigilância epidemiológica do Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro.

Quatro palestras interativas sobre prevenção e transmissão vertical foram organizadas: a primeira foi sobre transmissão vertical da HIV/Aids e a segunda foi sobre transmissão vertical das Hepatites B e C. Todas as lives estão gravadas e disponíveis na fanpage da Agevisa.

PRÓXIMA LIVE QUARTA (28)

A quarta e última transmissão sobre o assunto acontece nesta quarta-feira (28), às 10 horas, por meio da página social da Agevisa. O tema será “Ações de Vigilância, Prevenção e Controle das IST com foco na Sífilis”. Os palestrantes convidados são os enfermeiros: Marcuce Antônio Miranda dos Santos, da Associação Beradeiro; Maria de Lurdes da Silva Oliveira, presidente do Comitê da Prevenção da Transmissão Vertical de Porto Velho; e Ivana Annely Cortez da Fonseca, apoiadora do projeto “Sífilis não!”

Todas as transmissões online têm a participação de especialistas e técnicos da Agevisa e Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), além de apoiadores como o Ministério da Saúde (MS), a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) de Porto Velho e instituições não-governamentais.

Outubro é o mês alusivo ao combate à Sífilis e Sífilis Congênita, instituído pela Lei 13.430/2017 (terceiro sábado), enfatizando a importância do diagnóstico e do tratamento adequados da doença, como IST, especialmente na gestante durante o pré-natal.

Na terceira transmissão online, a gerente de vigilância epidemiológica da Agevisa, médica Arlete Baldez, abordou o tema falando sobre os meios de transmissão, a notificação obrigatória, os tipos de Sífilis, os sintomas e como é feito o diagnóstico. Também foram abordados a qualificação do pré-natal da gestante e o nascimento da criança, além de destacar a diferença entre criança com Sífilis Congênita e criança exposta à Sífilis.

A diretora da vigilância epidemiológica no Hospital de Base, médica Soraia Cruz, falou sobre a importância do setor de epidemiologia em uma unidade de referência como o Hospital da capital rondoniense, destacando o funcionamento e o perfil clínico das pacientes admitidas com sífilis. Também abordou a estratégia do Hospital de Base para liberar a alta da criança nascida com Sífilis, mediante o tratamento dos pais.

SÍFILIS

A Sífilis é uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST) que, se não tratada corretamente, causa prejuízos sérios à saúde. Pode ser transmitida da mãe para o bebê durante a gestação, provocando aborto, lesões de pele e malformações. O bebê ainda pode nascer sem vida. A Sífilis tem tratamento e um fácil diagnóstico, mas no caso da Congênita, o pré-natal é muito importante, pois quanto mais cedo forem realizados os exames na gestante, melhor resposta há para o tratamento.

Atualmente, apesar da eficácia do diagnóstico e tratamento para prevenir a Sífilis Congênita serem considerados baratos e viáveis, a transmissão de mãe para filho ainda é um problema de Saúde Pública.

Fonte: Agevisa

Agevisa e instituição privada realizam eventos sobre doença rara para profissionais de saúde

O primeiro evento será uma palestra com as médicas geneticistas Helena Pimentel, do Estado da Bahia, e Isabel Neves, do Pará, que acontecerá  nesta quinta-feira (22), por meio de webconferência.

Com vista na ampliação do conhecimento profissional e para um atendimento melhor do usuário na rede pública, a Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), autorizou uma parceria com a iniciativa privada para realização, de uma sequência de eventos, por meio de webconferência, sobre Doenças Raras, direcionados para profissionais da saúde.

O primeiro evento será uma palestra com as médicas geneticistas Helena Pimentel, do Estado da Bahia, e Isabel Neves, do Pará, que acontecerá  nesta quinta-feira (22), às 19 horas, e a inscrição pode ser feita por meio do link: https://hall.inteegra.com.br/69794/registration.

De acordo com a diretora da Agevisa, Ana Flora Camargo Gerhardt, em Rondônia ainda é escasso a investigação com diagnóstico claro de doenças raras como a síndrome de Hunter ou mucopolissacaridose tipo II (MPS II), um raro e grave distúrbio genético. Saiba mais: http://www.vidasraras.org.br/site/sindromes-raras/mucopolissacaridoses/mps-ii/367-mps-tipo-ii-o-que-e-a-sindrome-de-hunter.

A coordenadora de Vigilância do Câncer da Agevisa, psicóloga Rose Britto, destaca a importância da palestra para os profissionais da saúde, tendo em vista o assunto ainda ser de pouco conhecimento e a dificuldade de identificação dos casos por parte dos profissionais. “Nossa intenção é que o usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) tenha oportunidade de ser atendido e diagnosticado corretamente, para que possamos proporcionar a ele melhor qualidade de vida”.

ESPECIALIZAÇÃO

Atualmente a enfermeira Ana Maria Pero Vaz que trabalha com Mucopolissacaridose (MPS II), Fabry, Pompe, Duchenne e outras síndromes raras, é um das poucas profissionais no Estado.

Atende pessoas com doenças raras no município de Cacoal, há 14 anos teve contato com o primeiro paciente confirmado para doenças raras. Ele veio encaminhado da cidade de São Paulo e precisava começar o tratamento em Rondônia, mas no Estado a doença era desconhecida, por isso não se tinha o conhecimento da medicação a ser administrada.

Ana Maria Vaz trabalha com doenças raras na rede pública

Por causa da situação a enfermeira teve o nome indicado pela Associação de Pacientes “Vidas Raras”, que fica no Estado de São Paulo, para participar de uma capacitação no Centro de Genética do Hospital das Clínicas de Porto Alegre (RS), onde em contato com a equipe foi orientada sobre como tratar o paciente.

Quando a enfermeira começou os estudos percebeu que a Mucopolissacaridose (MPS II) tem uma característica física comum a todos os pacientes; e descobriu que haviam alguns casos em Rondônia a serem investigados pela

genética.

Em parceria com a associação, a profissional começou a fazer coleta no Estado e encontrou casos nas cidades de Ouro Preto do Oeste, Cacoal e Machadinho do Oeste; também passou a fazer palestras por conta da necessidade e escassez de profissionais. Para ela, Rondônia tem necessidade de realizar a investigação, que precisa da parte da equipe da saúde tanto do Estado quanto dos Municípios.

Algumas doenças não têm fenótipo característico, ou seja, não tem aparência física, passa como um paciente corriqueiro no atendimento básico.

Fonte: Agevisa

Detran realiza palestra de capacitação sobre Lei Geral de Proteção de Dados em RO

O evento acontece nesta sexta-feira (16). A lei foi criada recentemente no Brasil e trata dos dados pessoais de cada cidadão brasileiro.

Os Servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) Rondônia vão participar da palestra que vai abordar a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e Sistema Eletrônico de Informações (SEI). O evento acontece nesta sexta-feira (16) a partir das 10h de forma remota pela plataforma – Cisco Webex Meeting.

Servidores do Detran Rondônia são capacitados sobre Lei Geral de Proteção de Dados

A palestra será ministrada por Tiago Lopes, Analista em Tecnologia da Informação e Comunicação e advogado Especialista na Área de Direito Digital e Compliance e por Gabriel Carrijo, Mestre em Tecnologia da Informação e Comunicação e Especialista em Segurança de Redes e Sistemas e Tecnólogo em Redes de Computadores, ambos servidores públicos do Estado, lotados na Superintendência Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic).

A Lei Geral de Proteção de Dados n. 13.709/2018 entrou em vigor no dia 18 de setembro de 2020 e tem por objetivo regulamentar e promover transparência no uso dos dados pessoais dos cidadãos brasileiros por empresas privadas e instituições públicas de todo o país.

O diretor-geral do Detran Rondônia, coronel Neil Aldrin Faria Gonzaga, ressaltou a relevância do tema a ser discutido na palestra, pois se refere a um assunto importante sobre uma lei que foi criada recentemente no Brasil e que trata dos dados pessoais de cada cidadão brasileiro.

A LGPD tem o objetivo de proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade do cidadão. É aplicada à empresas privadas, órgãos governamentais e qualquer sociedade ou entidade que trata os dados pessoais em suas atividades.

A capacitação dos servidores do Detran Rondônia busca compreender os impactos da LGPD no contexto da tecnologia da informação e da comunicação da autarquia, assim como nos demais órgãos nas esferas da união, estados, municípios e empresas da iniciativa privada.

A Coordenadora de Qualidade (Cquali), Claudiene Dias da Silva, também destacou a importância da palestra e do tema a ser abordado pelos palestrantes que são altamente capacitados e estarão repassando um pouco de seus conhecimentos para os colaboradores do Detran.

“Até o momento já temos 128 pessoas inscritas na palestra”, afirmou a coordenadora.

Fonte: Secom-RO

MP realiza reunião sobre medidas protetivas para crianças e adolescentes em Ouro Preto do Oeste

Reunião aconteceu por videoconferência

A aplicação das medidas protetivas para crianças e adolescentes no Juízo Criminal, foi o tema de reunião  por videoconferência nesta sexta-feira (28/8). A reunião foi conduzida pela Promotora de justiça Jovilhiana Orrigo Ayricke, e contou com a participação dos Promotores de Justiça Tiago Cadore e Tereza de Freitas Maia Cota, assim como representantes das Delegacias de Polícia Civil de Ouro Preto do Oeste e de Mirante da Serra, Policia Militar do Estado de Rondônia e Conselheiros Tutelares dos municípios Ouro Preto do Oeste, Nova União, Mirante da Serra, Teixeirópolis e Vale do Paraíso.


 Na reunião ficou deliberado que os Delegados de Polícia estabelecerão um fluxo de atendimento interno nas Delegacias da Comarca, para a orientação dos servidores e abordagem da necessidade ou não de medidas protetivas no atendimento de ocorrências e inquéritos que envolvam crianças ou adolescentes como vítimas ou testemunhas de violência física, psicológica, sexual ou institucional, respeitando as diretrizes da Lei nº 13.431/2017 quanto às formas de oitiva.


 Foi ainda recomendado aos Delegados que os casos de inquéritos policiais em trâmite, com crianças vítimas ou testemunhas de violência, sejam avaliados quanto à necessidade e cabimento de medidas protetivas, por meio de contato com o responsável legal pela criança ou adolescente ou por levantamento de informações pelo Conselho Tutelar, diretamente com a família e junto aos órgãos de atendimento psicossocial.
 

Por sua vez, os Conselhos Tutelares dos Municípios da Comarca, assim como a Policia Militar, deverão estar atentos para a identificação de casos de violência nos quais se recomende a adoção de medidas protetivas em prol de crianças e adolescentes no juízo criminal, promovendo o rápido registro das ocorrências policiais e compartilhar com os Delegados informações sobre situações de risco à segurança de crianças e adolescentes . 


Fonte: Departamento de Comunicação MP-RO

Sedi promove live com o tema sobre retomada da economia em RO

Live será transmitida nesta sexta-feira 28, pelo Facebook.

A Superintendência Estadual de Desenvolvimento e Infraestrutura (Sedi) do Governo do Estado vem promovendo semanalmente lives voltadas para a retomada da economia em Rondônia.Nesta sexta-feira (28), às 18h30, uma live para falar sobre “O poder da inteligência emocional para a retomada da economia”, será transmitida através do Facebook da Superintendência.

De acordo com André Nunes, administrador e palestrante da live, para empreender, negociar e administrar é necessário partir de um olhar interno de quem nós somos, para assim olharmos para os outros e para os nossos recursos. A partir disso, é possível realizar planejamentos para a vida pessoal e profissional.

O superintendente da Sedi, Sérgio Gonçalves, destaca que a cada nova live a Superintendência busca trazer temas relevantes que possam somar na vida dos rondonienses. “Estamos vivendo um momento atípico, várias mudanças estão nos pegando de surpresa, e por esse motivo é necessário que possamos continuar trabalhando o nosso emocional para saber lidar com estes momentos de crises e enxergar as saídas para a retomada da economia”, afirmou.

PARTICIPANTES

A live será moderada pelo diretor executivo da Sedi, Anderson Augusto, formado em economia, assessor de investimentos, com formação em mercados de capitais e operador de bolsa de valores, empresário no ramo do turismo.

  • Sérgio Gonçalves: superintendente de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura do Estado de Rondônia, especialista em finanças, gestão executiva e gestão de varejo, ampla vivência como executivo de empresa nacional e multinacional;
  • Cristiane Farias: diretora executiva da Crisfarias Neurolinguagem e coaching, vice-presidente da ABRH-RO, consultora e master coach da Clínica Multiplik Saúde.
  • André Nunes: graduado em administração e teologia, com especialização e MBA em Marketing e mestrado em divindade. Possui 20 anos de experiência em educação familiar.

Fonte: Sedi

Oficiais da PM iniciam Curso de Aperfeiçoamento em RO

Curso é ministrado pelo desembargador Miguel Mônico da Escola de Magistratura do Estado.

O tema com ênfase ao meio ambiente marcou a primeira aula do Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais (CAO/2020), da Polícia Militar do Estado de Rondônia. A solenidade de início do curso aconteceu na manhã de sexta-feira (7), no Palácio Rio Madeira, respeitando o protocolo de distanciamento e medidas preventivas para o enfrentamento ao coronavírus, com instalação de equipamentos que garantiu a transmissão da aula por videoconferência.

A primeira aula trouxe o tema “Ocupação do Território e Crimes Ambientais em Rondônia”, ministrada pelo diretor da Escola de Magistratura do Estado de Rondônia, desembargador Miguel Mônico, quando também abordou a questão da Amazônia, maior floresta tropical do mundo, sendo debatida a importância, o desflorestamento e o efeito estufa.

A aula inaugural do Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais contou com a presença do comandante geral da Polícia Militar, coronel Alexandre Luís de Freitas Almeida; do subcomandante da PMRO, coronel Plínio Sérgio Cavalcanti; do secretário de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), coronel José Hélio Cysneiros Pachá; do diretor geral da Polícia Civil, delegado Samir Fouad Abboud; do subcomandante do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Gilvander Gregório.

O curso é destinado aos capitães e constitui um requisito para a progressão na carreira. É por meio do curso que o oficial vai adquirir conhecimentos profissionais para desempenhar com eficiência as atividades inerentes ao posto de oficial superior da Polícia Militar, com foco na gestão e em soluções viáveis de questões típicas de segurança pública.

Devido ao protocolo de enfrentamento à Covid-19, a turma de 2020 do CAO contará com atividades planejadas totalmente na modalidade à distância (EAD), no Ambiente Virtual de Aprendizagem da PM, por meio da plataforma moodle, com carga horária de 770 horas, com várias disciplinas, podendo ser citadas: Planejamento Estratégico Operacional, Direitos Humanos, Inteligência Policial, Administração Financeira e Orçamentária, dentre outras.

Para a realização do curso, a Polícia Militar de Rondônia firmou importante parceria com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp,) por meio da qual, oficiais da Polícia Militar de vários estados participarão das instruções, transpondo as barreiras para o conhecimento e compondo um importante intercâmbio de experiências que certamente trarão resultados positivos para a segurança pública.

Sendo assim, o curso terá além dos oficiais da Polícia Militar de Rondônia, a participação de oficiais do Corpo de Bombeiros Militar, agentes da Polícia Rodoviária Federal, delegados de Polícia Civil e oficiais das polícias militares dos estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte, Sergipe, Tocantins e Bahia, totalizando 91 inscritos. A cerimônia da aula inaugural foi acompanhada por videoconferência pelos alunos de outros estados do país.

O encerramento do curso está previsto para 21 de dezembro de 2020. Na ocasião, foi destacado o apoio da equipe da Escola de Magistratura do Estado de Rondônia (Emeron), que viabilizou a transmissão ao vivo para todos os participantes do curso.

Fonte: Secom-RO

Agevisa promove live com o tema “Hanseníase” em Rondônia

A agência fará quatro transmissões sobre o assunto, que permitirão a divulgação e interação entre os profissionais e a população rondoniense.

A Agência Estadual de Vigilância em Saúde de Rondônia (Agevisa) realiza nesta quarta-feira (15), às 17 horas (horário local), a primeira transmissão ao vivo pela rede social Facebook sobre o tema: O que a população precisa saber sobre a hanseníase? Desmistificando a doença.

A iniciativa faz parte das ações iniciadas este mês, no dia 7 de Julho, Dia Estadual de Mobilização para o Controle da Hanseníase.

Participam da primeira transmissão, a psicóloga Luana Massoti Farias – Psicóloga especialista do Programa de Hanseníase, Referência Estadual no Hospital Santa Marcelina e Albanete Mendonça, Coordenadora Estadual de Hanseníase, Agência de Vigilância em Saúde de Rondônia.

A agência fará quatro transmissões sobre o assunto, que permitirão a divulgação e interação entre os profissionais e a população rondoniense. Os interessados podem compartilhar o vídeo ao vivo e publicar na linha do tempo, também pode assinar a Live e programar para ser notificado sobre as outras através do endereço eletrônico https://www.facebook.com/agevisa.ro.

Como parte das ações na campanha, desenvolvida no decorrer de todo o mês de julho,  a Agevisa encaminhou às secretarias municipais de Saúde, ofício incentivando a realização de ações que chamem a atenção ao tema Hanseníase. “O objetivo é alertar a população sobre sinais e sintomas da doença, estimular a procura pelos serviços de saúde e mobilizar profissionais de saúde na busca ativa de casos, favorecendo assim, o diagnóstico precoce, o tratamento oportuno e a prevenção das incapacidades”, afirma Albanete Mendonça, coordenadora estadual de Hanseníase.

A data comemorativa foi instituída conforme Lei Estadual nº 3113 de 25 de junho de 2013, em referência ao nascimento da Enfermeira Wally Hirschmann (in memóriam), profissional que teve sua dedicação e militância para o controle da hanseníase no estado de Rondônia.

Com o intuito de divulgar sobre os sinais, sintomas, diagnóstico e tratamento da hanseníase, a Agevisa mantém parceria com a Ong Holandesa – NHR Brasil, que este ano contemplou o município de Porto Velho com três outdoors em alusão ao mês de mobilização para o controle da Hanseníase.

Fonte: Agevisa