Sesau realiza teste rápido para Covid-19 e atrai centenas de pessoas durante drive-thru

Sesau realiza teste rápido para Covid-19 e atrai centenas de pessoas durante drive-thru

O material coletado é processado, a pessoa é encaminhada à tenda de notificações

 A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), realizou em Porto Velho, no estacionamento Pirarucu, do Palácio Rio Madeira, nesta sexta-feira (12), a 8ª edição de testagem rápida para o combate ao coronavírus e a 3ª edição na capital. O evento no formato de drive-thru, contou com equipes de vários órgãos para agilizar o atendimento à população.

Devido às experiências antecessoras, os profissionais envolvidos na ação se anteciparam e puderam revisar as estratégias de ações, a fim de melhorar o atendimento da imensa fila que se formou. Os carros enfileirados passavam da Avenida Farquar e seguiam até a Dom Pedro II. O horário previsto para iniciar os trabalhos era 9h, porém muitas pessoas aguardavam na fila desde a madrugada.

O modelo de drive-thru possibilita que o paciente permaneça no veículo, evitando o contato externo. Está é a 8ª edição do evento realizado em Rondônia, possibilitando testagem em massa, de maneira segura. Na primeira tenda do lado de fora do estacionamento, o público é submetido a uma triagem, onde informam o que estão sentindo. Em seguida, se necessário, são encaminhados para dentro do estacionamento para fazer o teste. Enquanto o material coletado é processado, a pessoa é encaminhada à tenda de notificações, onde são colhidos os principais dados, pela equipe da Juventude Solidária, para que assim possa fazer parte da contabilização do boletim estadual. Por fim, os testados recebem os resultados na terceira e última tenda.

Nos casos positivados, um kit para tratamento é entregue ao paciente, onde um médico orienta sobre a importância de evitar o risco de agravo da doença. 

Fonte; Sesau

Organização Pan-Americana da Saúde entrega testes rápidos de covid em Porto Velho

Os testes rápidos de antígenos são mais precisos para determinar se alguém está infectado

A Prefeitura de Porto Velho recebeu na segunda-feira (15), 12 mil testes rápidos de antígenos doados pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) para apoiar o município no combate à pandemia do coronavírus. A entrega foi realizada pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), responsável por receber o produto e distribuir aos municípios de Rondônia.

Os testes rápidos de antígenos fornecem resultados em até 15 minutos e com alta taxa de confiabilidade. São, portanto, mais precisos para determinar se alguém está infectado. Importante para a descoberta precoce dos casos e imediato isolamento do paciente, evitando a propagação do vírus.

A secretária-adjunta da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), Marilene Penati, recebeu a remessa de testes e destacou que não serão utilizados para testagem em massa da população, mas sim, para fortalecimento da capacidade de diagnóstico do município.

Marilene Penati ressaltou, também, que esses testes serão imensamente úteis em áreas remotas, como os distritos de Porto Velho, para onde serão enviados em quantidade proporcional. A outra parte será distribuída entre as Unidades Básicas de Saúde, Policlínicas e de Pronto Atendimento.

“Os testes são importantes para diagnóstico e tratamento, porém não resolve o problema da Covid-19. É necessário que cada um faça sua parte, com a utilização os equipamentos de segurança como máscara, álcool, higienização das mãos e evitando aglomerações. As novas cepas do vírus têm transmissibilidade mais agressiva, por isso o isolamento social e as medidas sanitárias são tão importantes”, sensibilizou Marilene Penati.

Fonte: Comdecom

Quarta etapa de pesquisa nacional sobre covid será realizada em Porto Velho e Ji-Paraná

Realização acontecerá nos dias dias 27 e 30 de agosto e pesquisa será realizada em 250 pessoas de cada município participante.

A iniciativa faz parte do estudo coordenado pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), financiada pelo Ministério da Saúde (MS), que pretende medir a prevalência do coronavírus e avaliar a velocidade de expansão do vírus no país. Moradores de Porto Velho e Ji Paraná serão alvos da quarta etapa nacional de teste rápidos.

A realização da ação acontecerá simultaneamente em 133 cidades do Brasil, entre os dias 27 e 30 de agosto. Três etapas semelhantes já foram realizadas no Brasil.

A iniciativa faz parte das ações de enfrentamento à Covid-19, atinente ao suporte à pesquisa cientifica. Cabe ao Estado de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), a divulgação da ação como forma de apoio à iniciativa.

Nesta etapa da pesquisa, o objetivo é alcançar 33.250 participantes. Serão feitas visitas às residências para realização de testes rápidos e entrevistas com 250 moradores em cada município participante do estudo.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica (IBGE), por meio de um sorteio aleatório definirá os endereços dos participantes, enquanto os agentes do Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) realizarão as visitas relativas à quarta fase da pesquisa.

ESTUDO CIENTIFICO

A Epicovid-19 é uma pesquisa populacional realizada pela universidade de Pelotas, a maior realizada no mundo. O trabalho afere a prevalência do coronavírus e avalia a velocidade com que se propaga a Covid-19 no país.

A pesquisa é financiada pelo Ministério da Saúde e a universidade de Pelotas conseguiu por meio do programa “Todos Pela Saúde”, um novo aporte para realizar o quarto diagnóstico.

Fonte: Agevisa

Postos de saúde de Ji-Paraná começam a ser feitos testes rápidos de gravidez

o teste rápido fica pronto em dez minutos após a coleta da urina, em média.

Em Ji-Paraná (RO), Mulheres já podem fazer testes rápidos de gravidez nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) na região central da cidade. Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, os testes visam confirmar a gestação da paciente e assim já iniciar o acompanhamento médico.

Enquanto o teste tradicional de gravidez demora 48 horas para sair o resultado, o teste rápido fica pronto em dez minutos após a coleta da urina, em média.

Segundo a prefeitura, os testes rápidos nos postos buscam ainda facilitar o acesso da gestante ao início precoce do seu acompanhamento de pré-natal.

Testagem rápida para descobrir gravidez é feito de graça nos postos de Ji-Paraná

A testagem rápida e gratuita será realizada pelas equipes de saúde da Família, de segunda a sexta-feira, em todas UBS’s da área urbana de Ji-Paraná e nos distritos de Nova Londrina e Nova Colina. O horário de atendimento é de 07h30 às 11h30h e 13h30 às 17h30.

Keitiani ressaltou que a assistência ao pré-natal garante as gestantes um acompanhamento digno e a indicação de um desfecho seguro da gestação. Os testes rápidos de gravidez serão ofertados juntamente com uma consulta onde várias orientações iniciais são repassadas as pacientes.

“O teste apresenta um diagnóstico rápido, e oportuniza o início do pré-natal assim que a gravidez é confirmada. Além disso, caso o teste dê negativo, favorece que a paciente organize suas ações de planejamento voltadas para o melhor momento para gravidez”, afirmou Keitiani.

Fonte: G1/RO

Rede pública de saúde conta com testes rápidos para doenças sexualmente transmissíveis

Os exames podem ser feitos gratuitamente na rede pública, o processo é rápido e os resultados dos testes são revelados em menos de 30 minutos

Uma parceria entre os governos federal, estadual e municípios de Rondônia disponibiliza na rede pública de saúde testes rápidos para a detecção de diversas doenças sexualmente transmissíveis. Com a pandemia do novo coronavírus e o isolamento social, a procura pelos testes tem diminuído, mas a importância de procurar por este serviço é constante e não pode ser deixada de lado.

É por isso que, rotineiramente, o Governo de Rondônia envia para todas as cidades do estado os testes de HIV, sífilis e hepatites B e C. Toda a população rondoniense tem acesso ao serviço e pode procurar as unidades básicas de saúde de seus municípios para a realização dos testes.

Tanto os exames de HIV, sífilis e hepatites B e C devem ser feitos quando a pessoa se expõe a situações de risco, como praticar sexo sem camisinha

Na região do Café, a distribuição dos exames é feito pela 2ª Gerência Regional de Saúde em Cacoal. Todos os seis municípios da regional, Ministro Andreazza, Pimenta Bueno, Espigão D’Oeste, Primavera de Rondônia, São Felipe D’Oeste e Cacoal, oferecem os exames na rede municipal. O processo é rápido e simples e os resultados dos testes são revelados em menos de 30 minutos.

Tanto os exames de HIV, sífilis e hepatites B e C devem ser feitos quando a pessoa se expõe à situações de risco, como praticar sexo sem camisinha, ou ainda compartilhamento de seringas, agulhas, lâminas de barbear, alicates de unha e outros objetos que furam ou cortam.

É importante destacar que a sífilis tem cura e existe uma vacina para prevenir a hepatite B. Mas muito mais do que isso, a preocupação com a saúde, tomar os cuidados necessários para evitar o contágio ou a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis e a busca por exames e tratamento o quanto antes possível é uma responsabilidade individual e necessária.

“Fazer o teste e saber o resultado é um passo decisivo tanto para a saúde da própria pessoa como de seus companheiros. É uma responsabilidade de cada indivíduo. Em caso de resultado positivo, os pacientes são encaminhados para iniciar o quanto antes o tratamento nos serviços de referência”, destaca o gerente regional de saúde em Cacoal, Jair José da Rocha.

“O governo do Estado, por meio da Sesau (Secretaria de Estado da Saúde), não só disponibiliza o teste rápido para a detecção destas doenças, como oferece o tratamento e todo o acompanhamento do paciente, através da parceria com o governo federal e municípios. É uma ação conjunta para garantir a saúde da população, mas isso deve partir de cada pessoa. Cabe ao cidadão procurar pelo serviço que está à sua disposição”, disse o  gerente regional de saúde.

Fonte: Sesau

Segunda fase da “Ação Mapeia Rondônia” é realizada em Ji-Paraná

Pessoas que estão sendo testadas precisam, necessariamente, ter os sintomas da doença dentro dos últimos sete a dez dias.

O governo do Estado, realiza mais uma vez a segunda etapa da “Ação Mapeia Rondônia” em Ji-Paraná, são mais 2,8 mil testes rápidos para coronavírus em quatro pontos estratégicos. Pessoas que apresentem quadro clínico dos sintomas do coronavírus necessariamente, ter os sintomas da doença dentro dos últimos sete a dez dias. A coordenação está sendo realizada pela Secretaria Municipal de Saúde.

Alguns dos sintomas são: tosse seca, dor de garganta, falta de ar, febre alta, mal-estar, diarreia, cansaço e perda de olfato e de paladar. Os exames estão sendo realizados nas Unidades Básicas de Saúde KM-5 e Dom Bosco, no 1º Distrito; e, Nova Brasília e BNH, no 2º Distrito, em pessoas sintomáticas a partir de 12 anos de idade.

Ação Mapeia Rondônia em Ji-Paraná

“O esquema de atendimento ocorre mediante apresentação de senha evitando aglomeração. A ação também respeita as diretrizes sanitárias de higienização e distanciamento social”, explicou o secretário de saúde local, enfermeiro Rafael Papa, esclarecendo que treinou 22 profissionais da enfermagem para a realização da testagem.

Nesta segunda testagem em massa da população sintomática, Ji-Paraná totaliza 5501 exames rápidos disponibilizados gratuitamente pelo governo estadual. Na primeira fase dos testes, encerrada dia 9 deste mês, 25 pessoas foram testadas positivas com a doença em Ji-Paraná.

Dirigida pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesau), a ação Mapeia Rondônia pretende ampliar a capacidade de diagnóstico da doença nos 52 municípios com a realização de 100 mil testes.

Para a região Central do estado, que envolve 15 municípios ligados a 1ª GRS, o governo disponibilizou nas duas etapas 16.208 testes rápidos. Nas outras 14 cidades da região a realização dos testes estão em andamento desde o dia 17 e devem encerrar no dia 23. Em Ji-Paraná os testes rápidos acontecem apenas nesta segunda-feira e terça-feira.

Dentre os outros mecanismos de enfrentamento, as recentes entregas de respiradores às prefeituras, ampliação de leitos hospitalares e implantação de mais leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), decretos que disciplinam o funcionamento do comércio, distanciamento social e outras diretrizes sanitárias.

A 1ª Gerência Regional de Saúde acompanha a realização do teste rápido nos 15 municípios, que são: Ji-Paraná, Presidente Médici, Alvorada do Oeste, Urupá, Mirante da Serra, Nova União, Teixeirópolis, Ouro Preto do Oeste, Vale do Paraíso, Jaru, Governador Jorge Teixeira, Theobroma, Vale do Anari, Machadinho e Costa Marques.

Fonte: Sesau

Estado multa em mais de R$ 2,2 milhões empresa por atraso de testes rápidos

Empresa Buyerbr não cumpriu com o prazo de entrega contratual dos testes para diagnóstico da Covid-19, na época.

Entrega de testes rápidos

O governo de Rondônia puniu em multa de mais de R$ 2,2 milhões empresa Buyerbr por atrasado de testes rápidos para diagnóstico da Covid-19. Na época, a empresa venceu o chamamento público, mas não cumpriu o prazo contratual de entrega em 10 dias para o governo de Rondônia.

Na ocasião, de imediato, a Sesau pediu o bloqueio do valor adiantado como garantia à empresa, o que foi acatado pela Justiça.

Além disso, a Secretaria de Saúde aplicou a punição de R$ 2.208.810,00 (dois milhões duzentos e oito mil e oitocentos reais) à empresa. O valor corresponde a multa de R$ 1.050.000,00 (um milhão e cinquenta mil reais) – 10% do valor total do contrato que foi baseada nas normas que balizaram a contratação; o valor do “frete” realizado pelo Corpo de Bombeiros Militar para busca de parte dos testes em São Paulo (R$ 58.810,00); e a diferença entre o valor pago à empresa e o menor valor ofertado no mercado (com maior prazo de entrega) entre as demais concorrentes (R$ 1.100.000,00).

Dessa forma, o Estado cumpre sua prerrogativa e obrigação de defesa da coletividade e do erário público, ao minimizar os danos ocasionados pela demora na entrega dos produtos.

Fonte: Secom-Ro