Semtran informa que proprietários de veículos de transporte escolar devem agendar vistoria

De acordo com a Secretaria Municipal de Trânsito, os agendamentos serão a partir do dia 1º de março.

A Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran), comunica que o agendamento obrigatório da vistoria nos veículos utilizados no transporte escolar será feito por telefone a partir de 1º de março. Os proprietários de veículos de transporte escolar devem utilizar o telefone 0800 647 5100, no horário das 8h às 14h para fazer o agendamento.

Segundo a Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran), durante a vistoria, que é presencial, é obrigatório o uso de máscara. Não é permitida a entrada de acompanhantes.

O retorno parcial das aulas presenciais em unidades particulares de ensino fez o transporte escolar de alunos retomar as atividades e os proprietários de veículos devem ficar atentos para a vistoria obrigatória nos veículos.

Quando verificada a ausência de algum item ou falha na manutenção, o veículo não é liberado para o serviço. Para o secretário, a medida é indispensável para a segurança dos estudantes. “Além da proteção contra o coronavírus, os pais também querem garantir a segurança dos filhos. A vistoria assegura a qualidade do serviço”, afirma o secretário.

A vistoria de veículos é feita na sede da Semtran, na Avenida Amazonas, n. 698, bairro Santa Bárbara.

Fonte: Semtran

Governo divulga decreto reforçando cuidados de higienização no transporte coletivo e escolar em RO

Responsáveis por veículos do transporte coletivo e individual, público e privado, e aplicativos, também devem cumprir determinação.

 O novo Decreto do Governo do Estado de Rondônia, regulamentando o distanciamento social na volta às aulas em todos os municípios, alerta concessionários e permissionários do transporte coletivo e seletivo por lotação, para o máximo cuidado com a atual fase de combate à Covid-19.

Responsáveis por veículos do transporte coletivo e individual, público e privado, de passageiros, inclusive os de aplicativos, também devem cumprir rigorosamente essa determinação.

Táxis e compartilhados devem conservar o máximo de asseio

O art.11 do Decreto determina cuidados e pede obediência às seguintes medidas: 1) limpeza minuciosa, diária, dos veículos com utilização de produtos que impeçam a propagação do vírus: álcool líquido, solução de água sanitária, quaternário de amônio, biguanida ou glucoprotamina.

A limpeza constante deve estender-se a superfícies e pontos de contato com as mãos dos usuários, entre os quais, roleta, bancos, balaústres, corrimão e sistemas de pagamentos. Motoristas devem aplicar álcool líquido a cada viagem no transporte individual e, no mínimo, a cada turno no transporte coletivo.

Também é recomendada a utilização dos veículos com janelas e alçapões de teto abertos, para melhor circulação do ar; constante higienização do sistema de ar-condicionado; utilização, preferencialmente, para a execução do transporte e montagem da tabela horária, veículos que possuam janelas passíveis de abertura (não lacradas), utilizando os demais veículos apenas em caso de necessidade e para fins de atendimento pleno da programação de viagens.

Aos motoristas e cobradores, mais uma vez, o Governo pede que lavem as mãos ao final de cada viagem realizada e utilizem produtos assépticos, especialmente o álcool em gel 70%.

Também devem fixar, em local visível aos passageiros, informações sanitárias sobre higienização e cuidados para a prevenção da Covid-19. O descumprimento das regras estabelecidas nesse dispositivo do Decreto implicará aplicação de multa e demais penalidades cabíveis, conforme a legislação.

Cabe à Agência de Regulação de Serviços Públicos Delegados do Estado de Rondônia (Agero) fiscalizar, como já o faz, o transportes de passageiros; e aos órgãos municipais, no âmbito das respectivas competências. Todos deverão atuar na aplicação de multa e demais penalidades cabíveis.

Fonte: Secom-RO

%d blogueiros gostam disto: