Unidades de sáude UPA e Sul recebem doação de aparelhos respiratórios

Os aparelhos BIPAP são indicados em diversos tipos de distúrbios respiratórios.

O município de Porto Velho recebeu mais um reforço para o tratamento de pacientes com o quadro grave da Covid-19. Dois aparelhos de pressão positiva bi nivelada (BIPAP), que possibilitam o uso na inspiração e expiração do paciente, foram entregues pela Associação do Ministério Público de Rondônia (Ampro), na manhã desta terça-feira (23).

“O presidente da Associação Amazonense do Ministério Público – AAMP entrou em contato com a Ampro perguntado sobre a necessidade desses aparelhos. Diante da realidade, a associação enviou os equipamentos a nós, e hoje estamos entregando ao Município para que eles sejam incorporados à saúde”, explica o presidente da Ampro, Everson Pini.

Os aparelhos são indicados em diversos tipos de distúrbios respiratórios e indispensáveis a pacientes que passam pela Ventilação Não Invasiva (VNI). “São de vital importância para evitar que pacientes com VNI sejam intubados”, explica Veridiana Pedrosa, diretora da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da zona Sul.

Os equipamentos de respiração BiPAP hoje são de difícil aquisição, uma vez que estão em falta no mercado, diante da alta demanda, e do encarecimento do preço médio.

A secretária municipal de Saúde, Eliana Pasini, assinou o termo de doação dos aparelhos e pediu que o exemplo da Ampro venha a ser multiplicado.

Fonte: Comdecom

Decreto de Bolsonaro abre caminho para privatização de unidades de saúde.

A norma foi publicada na terça-feira (27).

Sistema Único de Saúde (SUS)

Decreto assinado por Jair Bolsonaro e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, autoriza a equipe econômica a preparar um modelo de privatizações para unidades básicas de saúde. A norma foi publicada nesta terça-feira (27) no Diário Oficial da União (veja a íntegra mais abaixo).

O texto inclui a política de fomento ao setor de atenção primária à saúde no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) da Presidência da República.

O decreto delega à equipe econômica a “preparação de estudos de alternativas de parcerias com a iniciativa privada para a construção, uma modernização e a operação de Unidades Básicas de Saúde dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios”.

Segundo o governo, os estudos terão a finalidade inicial de estruturar projetos pilotos, cuja seleção será estabelecida em ato da Secretaria Especial do Programa de Parcerias de Investimentos do Ministério da Economia.

Veja a íntegra do decreto:

“DECRETO Nº 10.530, DE 26 DE OUTUBRO DE 2020

Dispõe sobre a qualificação da política de fomento ao setor de atenção primária à saúde no âmbito do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República, para fins de elaboração de estudos de alternativas de parcerias com a iniciativa privada.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 84,caput, incisos IV e VI, alínea “a”, da Constituição, e tendo em vista o disposto no art. 4º da Lei nº 13.334, de 13 de setembro de 2016, e na Resolução nº 95, de 19 de novembro de 2019, do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República,

D E C R E T A:

Art. 1º Fica qualificada, no âmbito do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República – PPI, a política de fomento ao setor de atenção primária à saúde, para fins de elaboração de estudos de alternativas de parcerias com a iniciativa privada para a construção, a modernização e a operação de Unidades Básicas de Saúde dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios.

Parágrafo único. Os estudos de que trata o caput terão a finalidade inicial de estruturação de projetos pilotos, cuja seleção será estabelecida em ato da Secretaria Especial do Programa de Parcerias de Investimentos do Ministério da Economia.

Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 26 de outubro de 2020; 199º da Independência e 132º da República.

JAIR MESSIAS BOLSONARO

Paulo Guedes”

Arbitrariedade

Em nota, o Conselho Nacional de Saúde criticou a decisão do governo e disse que a medida é arbitrária e tem como objetivo privatizar as unidades básicas de saúde no país.

“Nós, do Conselho Nacional de Saúde, não aceitaremos a arbitrariedade do presidente da República, que no dia 26 editou um decreto publicado no dia 27, com a intenção de privatizar as unidades básicas de saúde em todo o Brasil. Nossa Câmara Técnica de Atenção Básica vai fazer uma avaliação mais aprofundada e tomar as medidas cabíveis em um momento em que precisamos fortalecer o SUS, que tem salvado vidas. Estamos nos posicionando perante toda a sociedade brasileira como sempre nos posicionamos contra qualquer tipo de privatização, de retirada de direitos e de fragilização do SUS. Continuaremos defendendo a vida, defendendo o SUS, defendendo a democracia.” A nota é assinada pelo presidente do CNS, Fernando Pigatto.

Fonte: Congresso em Foco

Semusa informa que nesta quarta-feira UPA da zona Sul não atenderá na parte da manhã

De acordo com a secretaria de saúde, motivos seria serviços de manutenção no encanamento da unidade.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) informa à população que vai interromper os atendimentos na UPA SUL nesta quarta-feira (7), das 7 horas às 13 horas. A medida se faz necessária para a realização do serviço de manutenção no encanamento da caixa d’água da unidade, que encontra-se comprometido.

Para a realização deste serviço, será desligado o abastecimento de água na unidade, motivo pelo qual os atendimentos precisarão ser suspensos temporariamente.

A Semusa informa ainda que neste dia vai reforçar os atendimentos na UPA Leste, com equipes da UPA Sul, de modo a não prejudicar o acolhimento médico da população no período da interrupção dos serviços.

Fonte: Semusa

Equipes da Agevisa inspecionam laboratório de produção de álcool em gel em Ji-Paraná

O álcool em gel é produzido, e doado para unidades de saúde de Ji-Paraná

Técnicos que atuam na Agência Estadual de Vigilância em Saúde de Rondônia (Agevisa) realizaram inspeção no laboratório experimental de fabricação de álcool em gel, que funciona no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (Ifro), campus do município de Ji-Paraná.

Desde o mês de março, o campus de Ji-Paraná desenvolve o projeto de fabricação de álcool em gel – em pequena escala – como reforço nas ações de enfrentamento a Covid-19.

João Adauto Marins Gonçalves, engenheiro químico da Agevisa explica que o campus do Ifro produz álcool em gel e o material é doado para unidades de saúde, atendendo a recomendação da Agência Nacional de Vigilância em Saúde (Anvisa). Ele destaca a importância do acompanhamento de equipes de Vigilância em Saúde no processo de produção do material.

A diretora geral da Agevisa, Ana Flora Gerhardt explica que as inspeções são atividades pontuais desenvolvidas pelos técnicos da Vigilância Sanitária em todo o Estado, para garantir segurança aos usuários do sistema de saúde quanto à qualidade dos produtos.

ESPALDO

Para a diretora-geral do Campus Ji-Paraná, Letícia Carvalho Pivetta, a presença dos agentes da Agevisa e Vigilância Sanitária nas dependências dos laboratórios de química, garante segurança às atividades que realizam desde o início da pandemia.

“Contamos com valiosas orientações de profissionais que tem o dever de garantir promoção à saúde da população”, destacou. “Nos sentimos respaldados nos trabalhos que continuamente temos realizado desde o início da pandemia, com a produção e a doação ao SUS de álcool em gel, proporcionando à sociedade ji-paranaense um produto eficaz na prevenção ao coronavírus”, explicou a diretora.

Participaram da ação, três técnicos da Vigilância Sanitária de Ji-Paraná e dois do município de Porto Velho.

Fonte: Agevisa

Psol vai ao MP contra Sara Winter por divulgar dados de menina estuprada

Menina vítima de estupro passou pelo procedimento de aborto legal no Recife.

A bancada do Psol na Câmara dos Deputados anunciou no começo da tarde desta segunda-feira (17) que vai representar contra Sara Winter no Ministério Público do Distrito Federal e na Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão. No domingo (16), Sara revelou o endereço da unidade de saúde em que aconteceria o aborto legal de uma criança de 10 anos estuprada por seu tio e publicou também o nome da menina.

Veja Também:

Nesta segunda, uma decisão da Justiça do Espírito Santo determinou a retirada dos posts feitos por Sara Winter do ar. A decisão atendeu a um pedido da Defensoria Pública do Espírito Santo (DPES), que alegou que os dados divulgados geraram mais constrangimento à menina e aos familiares.

A menina vítima de estupro passou pelo procedimento de aborto legal no Recife após a equipe médica do Espírito Santo se negar a atuar mesmo após decisão judicial.

Fonte: Congresso em Foco

Semusa recebe mais doações de EPI’s da Usina Hidrelétrica de Jirau em Porto Velho

Esta é a terceira vez que a usina distribui equipamentos de proteção no combate ao coronavírus, para rede municipal de saúde.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) recebeu mais uma doação de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) da Usina Hidrelétrica Jirau. Esta é a terceira remessa de itens disponibilizados à Secretaria para apoio no combate ao coronavírus (Covid-19).

Na oportunidade foram entregues aventais cirúrgicos, além de luvas escudo, aventais e óculos de plumbifero, EPIs de uso obrigatório para exame de raio-x. Ao todo, já foram entregues 9.800 aventais, entre cirúrgicos e descartáveis, 6.500 unidades de SWABs para realização do teste da Covid-19 e cinco mil pares de luvas de procedimento cirúrgico.

Prefeitura recebe doações de EPIs da Santo Antônio Energia ...
Equipamentos de Proteção individual

Para a Usina Jirau, a contribuição está entre as ações de responsabilidade social que a empresa exerce na região em diversas áreas. “Neste momento sensível em que todos estamos vivendo, sabemos da urgência do nosso apoio e por isso desenvolvemos esse e outros projetos junto ao BNDES voltados à saúde e ao bem-estar de todos”, afirmou o diretor administrativo da Usina Jirau, Júlio Freitas.

A doação faz parte de uma série de medidas adotadas pela Usina Jirau que contribuem com o enfrentamento da doença, cuja iniciativa leva o nome de “Projeto PVH Contra o Coronavírus”, realizado pela Usina Jirau, com recursos financeiros captados junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A distribuição desse material é feita nas 39 unidades básicas de saúde e cinco pronto-atendimentos que estão espalhados por todo o Município, incluindo as áreas rurais, de acordo com o mapeamento de consumo feito pela Semusa.

Fonte: Semusa

Município assina ordem de reforma nas unidades de saúde e Lar do Bebê

Na próxima semana serão assinadas ainda as ordens de serviço das unidades USF Ernandes Índio, USF Nova Califórnia e USF Pedacinho de Chão

O prefeito Hildon Chaves autorizou a ordem de serviço para reforma de cinco Unidades Básicas de Saúde (UBS) e também do Lar do Bebê. Serão beneficiadas as seguintes unidades: Abunã (no valor de R$ 265.938,41 mil); Aponiã (R$ 133.270,89 mil); Ronaldo Aragão (R$ 87.945,07 mil); Socialista (R$ 229.191,66 mil) e Hamilton Raulino Gondim (R$ 534.136,11 mil).

Na oportunidade também foi assinada ordem de serviço para o Lar do Bebê e na semana que vem serão assinadas as ordens de serviço das unidades USF Ernandes Índio, USF Nova Califórnia e USF Pedacinho de Chão.

O prefeito Hildon Chaves falou sobre as unidades de saúde Porto Velho que precisam de reformas e que todas enfrentam problemas de ordem estrutural. “Nós elaboramos projetos para reforma de praticamente todas as unidades que vão trazer mais conforto para a população. Nesse momento são cinco unidades, além do Lar do Bebê que já começam as obras imediatamente. E logo em breve mais unidades serão contempladas”.

O investimento para o pacote de obras de reforma das unidades de saúde é proveniente de emendas parlamentares do ex-deputado federal Lindomar Garçon. Ao todos, as cinco unidades cujas ordens de serviço foram assinadas hoje, vão custar o valor de R$ 1.249.482,14 milhão.

A secretária municipal de Saúde, Eliana Pasini, falou sobre o momento que a saúde passa com a pandemia e que a Prefeitura não mede esforços para atender a população em todos os bairros da capital e tratar as pessoas que estão precisando.

As unidades básicas continuam realizando todos os atendimentos, além dos casos de coronavírus, para garantir acesso da população à saúde. A Semusa está elaborando uma estratégia para garantir atendimento da comunidade durante o processo de reforma das unidades. Eliana Pasini pede que as pessoas continuem com os cuidados para evitar o contágio, lavando bem as mãos, usando álcool em gel, usando máscaras e evitando aglomerações.

A ordem de serviço para reforma geral da sede própria do Lar do Bebê será com recursos próprios da Prefeitura, no valor de R$ 197.229,71 mil. A unidade atualmente atende em uma casa alugada e quando finalizar a reforma retornará à sede própria, gerando economia no valor do aluguel. O Lar do Bebê é vinculado à Secretaria Municipal de Assistência Social e Família (Semasf).

A secretária municipal de Assistência Social e Família, Adriane do Nascimento Soares, diz que a obra é um marco de gestão. “O Lar do Bebê é uma unidade de acolhimento para crianças de 0 a 12 anos, que sofreram algum tipo de direito violado e por esse motivo ficam afastadas do núcleo familiar e passaram pelo Juizado da Infância e Juventude e por medida protetiva permanecem na unidade, com todo apoio técnico e referência até que haja decisão judicial para uma família extensiva ou para um retorno do núcleo familiar”.

Fonte Comdecom

Postos de saúde de Ji-Paraná começam a ser feitos testes rápidos de gravidez

o teste rápido fica pronto em dez minutos após a coleta da urina, em média.

Em Ji-Paraná (RO), Mulheres já podem fazer testes rápidos de gravidez nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) na região central da cidade. Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, os testes visam confirmar a gestação da paciente e assim já iniciar o acompanhamento médico.

Enquanto o teste tradicional de gravidez demora 48 horas para sair o resultado, o teste rápido fica pronto em dez minutos após a coleta da urina, em média.

Segundo a prefeitura, os testes rápidos nos postos buscam ainda facilitar o acesso da gestante ao início precoce do seu acompanhamento de pré-natal.

Testagem rápida para descobrir gravidez é feito de graça nos postos de Ji-Paraná

A testagem rápida e gratuita será realizada pelas equipes de saúde da Família, de segunda a sexta-feira, em todas UBS’s da área urbana de Ji-Paraná e nos distritos de Nova Londrina e Nova Colina. O horário de atendimento é de 07h30 às 11h30h e 13h30 às 17h30.

Keitiani ressaltou que a assistência ao pré-natal garante as gestantes um acompanhamento digno e a indicação de um desfecho seguro da gestação. Os testes rápidos de gravidez serão ofertados juntamente com uma consulta onde várias orientações iniciais são repassadas as pacientes.

“O teste apresenta um diagnóstico rápido, e oportuniza o início do pré-natal assim que a gravidez é confirmada. Além disso, caso o teste dê negativo, favorece que a paciente organize suas ações de planejamento voltadas para o melhor momento para gravidez”, afirmou Keitiani.

Fonte: G1/RO

Atendimento em unidade de Saúde ‘Manoel Amorim de Matos’ é ampliada em Porto Velho

Instalada em umas das unidades de saúde o centro de referência atende casos leves de Coronavírus na zona sul

Implantado no início de junho pela Prefeitura de Porto Velho, o segundo centro de referência ao coronavírus, que funciona na Unidade de Saúde da Família (USF) Manoel Amorim de Matos, na Zona Sul, teve seu funcionamento ampliado e passa a atender todos os dias das 7h às 18h. A unidade atende prioritariamente os pacientes encaminhados pelo Call Center através do telefone 0800 647 5225.

Em 15 dias de funcionamento, o segundo centro de referência ao coronavírus da Zona Sul atendeu 891 pacientes encaminhados pelo serviço de teleatendimento. Para acolher um maior número de pessoas e reduzir o tempo de espera pela consulta médica presencial, a unidade agora atende também aos sábados e domingos, ampliando o acesso do cidadão aos serviços de saúde.

Unidade de Saúde da Família (USF

Com os atendimentos sendo realizados todos os dias, das 7h às 18h, a expectativa da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) é receber uma média de 130 pacientes diariamente, ou seja, quase 4 mil pessoas por mês. Para isso, ampliou também a equipe com três médicos por turno durante a semana e dois aos finais de semana. Além de contar com a expertise de enfermeiros, técnicos e outros profissionais da saúde.

Segundo a coordenadora médica da unidade, Neila Zafarri, o centro de referência da Zona Sul atende os pacientes que apresentam sintomas leves da Covid-19. “A triagem é realizada pelo Call Center, que faz o agendamento para o atendimento presencial deste paciente. Aqui temos condições para diagnosticar e iniciar o tratamento”, explica.

Além da consulta médica presencial, a unidade também realiza testes para detecção do novo coronavírus.

Atendimentos no CEM

O primeiro centro de referência ao coronavírus foi implantado no CEM e atende desde o início de abril. São cerca de 200 atendimentos diários com realização de consultas, exames e teste para detecção do coronavírus. Até o dia 24 de junho, a unidade contabilizou 8.904 atendimentos presenciais.

Fonte: Semusa

Prefeito diz que falta medicamentos e solicita ao Estado e ministério da saúde

Até agora foram entregues 45 mil comprimidos de azitromicina e 25 mil comprimidos de cloroquina nas Unidades Básicas de Saúde.

Jornal de Rondônia 1ª Edição | Prefeito de Porto Velho desabafa em ...
Prefeito Hildon Chaves Coletiva

Em coletiva de ontem, o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, falou sobre medidas que vem sendo adotadas pela Prefeitura no combate e prevenção ao coronavírus. O prefeito reclamou da falta de medicamentos, disse que está em falta nos laboratórios e fez um apelo ao Governo do Estado e ao Ministério da Saúde para que medicamentos sejam entregues ao município.

Até agora foram entregues 45 mil comprimidos de azitromicina e 25 mil comprimidos de cloroquina nas Unidades Básicas de Saúde.

Outros pontos também foram destacados como o atendimento do Call Center da Prefeitura, que atende pelo número 0800 647 5225 e que em caso de sintomas é importante ligar e falar com um dos atendentes para que seja feito o primeiro atendimento e caso necessário encaminhado para uma unidade de saúde.

Unidade de Saúde-Porto Velho

O Centro de Especialidades Médicas Municipal também está atendendo a população com médicos especialistas, com horários marcados após encaminhamento. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência está fazendo atendimento normal e as Unidades Básicas de Saúde também continuam com atendimento para a população.

A secretária municipal de Saúde, Eliana Pasini, falou sobre a entrega dos medicamentos que já foi feita e a tentativa de comprar o produto dos laboratórios, mas não há medicamentos disponíveis para a venda.

O prefeito Hildon Chaves concluiu ao final que os pontos mais críticos que a cidade está vivendo nesse momento é a falta de leitos de UTI que é de responsabilidade do Governo Estadual e a falta de medicamentos para o tratamento e combate à Covid-19.

Fonte: Comdecom

%d blogueiros gostam disto: