Internado com câncer, Bruno Covas é transferido para UTI e intubado

Prefeito licenciado foi internado no Hospital Sírio Libanês para realizar exames que constataram sangramento no estômago

O prefeito licenciado Bruno Covas foi transferido nesta segunda-feira (3) para uma UTI (unidade de terapia intensiva) e intubado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, após a descoberta de um sangramento no estômago.  

Ele havia sido internado neste domingo para realizar exames de sangue, de imagens e endoscópico, com o objetivo de prosseguir o tratamento quimioterápico e imunoterápico.

Segundo o boletim médico divulgado nesta segunda, a endoscopia mostrou um sangramento no local do tumor inicial, agora controlado com medidas de hemostasia local. Após o sangramento, Covas foi submetido à intubação oro-traqueal.

O prefeito licenciado é atendido por equipes coordenadas pelos médicos David Uip, Artur Katz, Tulio Eduardo Flesch Pfiffer e Roberto Kalil Filho.

Boletim médico do prefeito de São Paulo, Bruno Covas
Boletim médico do prefeito de São Paulo, Bruno Covas

Covas se licencia do cargo

Neste domingo (2), após ser internado para exames, Bruno Covas anunciou que licenciaria do cargo de prefeito de São Paulo (SP) por 30 dias, a partir desta segunda (3), para se dedicar ao tratamento médico de um câncer. 

Quem assumirá o posto é o vice-prefeito, Ricardo Nunes (MDB).

O prefeito, de 40 anos, trata desde 2019 um câncer na cárdia, órgão de transição entre estômago e esôfago, com metástase no fígado. Ao longo da última internação, que durou 12 dias, foram descobertos novos pontos afetados no fígado e nos ossos.

Fonte; R7

Covid-19: Fila de espera para leitos em UTI cai em Porto Velho

Estado chega ao décimo dia sem registrar fila de pacientes.

Os números de internações por Covid-19 começaram a cair após quase três meses com registros diários de fila de espera por um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Rondônia. O último registro de espera por um leito foi em 18 de abril, quando Rondônia tinha 6 pacientes aguardando por uma vaga. O estado chegou a 10 dias sem pacientes aguardando por vagas na rede pública de saúde.

Os dados são dos relatórios de ações da Sala de Segurança Integrada do Governo do Estado.

Segundo decreto do Governo do Estado, publicado em 23 de abril de 2021, as atividades educacionais presenciais podem ser retomadas na rede privada de ensino após 10 dias sem filas de pacientes para leitos de UTI Covid. As aulas presenciais estão suspensas em toda a rede ensino em Rondônia desde o final de março de 2020 devido a pandemia da Covid-19.

Na rede pública municipal, o retorno das aulas fica a critério de cada gestor municipal. Na rede pública estadual, o retorno deve acontecer após a finalização do plano de retomada, criado em conjunto com a Secretaria de Estado da Educação (Seduc). Confira o decreto na íntegra.

Conforme o último boletim divulgado pelo Governo, Rondônia tem 212.000 casos diagnosticados da doença, sendo 8.169 ativos, e pelo menos 5.143 pessoas morreram vítimas da Covid-19.

Até a última quinta-feira (29) eram registrados 595 pacientes internados, sendo 391 na rede estadual. Quase 190 mil pessoas já receberam a primeira dose da vacina.

Fonte: Rede Amazônica

Ocupação de Leitos de UTI chega 100% na rede pública

Leitos clínicos também estão perto da ocupação máxima

Porto Velho, RO – As unidades públicas de saúde de Porto Velho estão com a lotação máxima dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com Covid-19 nesta sexta-feira (22). Ainda há leitos clínicos disponíveis, mas a ocupação está próxima dos 80%.

A capital rondoniense vem apresentando um aumento no número de casos de Covid-19 neste início de ano, e consequentemente de internações. Até a última quinta-feira (21) a cidade tinha 46.724 casos diagnosticados da doença, sendo 9.107 ativos, e 1.012 mortes.

Segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), os leitos de UTI da rede pública da cidade chegaram a 100% de lotação, com 136 pessoas internadas.

Leitos de UTI utilizados em cada unidade de saúde:

  • Assistência Médica Intensiva – AMI – 35
  • Samar – 33
  • Hospital de Campanha – 27
  • Hospital de Campanha Zona Leste – 18
  • Cemetron – 18
  • Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro – HB – 5
Macrorregião I

Porto Velho é polo de atendimento da Covid-19 para pacientes de 18 municípios da região norte do estado e de algumas cidades do sul do Amazonas.

De toda a macrorregião, apenas Ariquemes ainda tem leitos de UTI disponíveis, com cinco vagas no Centro de Afecções Respiratórias.

Fonte: G1/RO

Apresentador Marcelo Bennesby é diagnosticado com Covid-19

Jornalista segue internado na UTI desde o 1º de janeiro quando sofreu um princípio de AVC em Porto Velho.

O jornalista Marcelo Bennesby, de 51 anos, testou positivo para Covid-19. Ele está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular de Porto Velho desde 1º janeiro, quando sofreu um princípio de AVC.

Segundo o Jornal de Rondônia 1ª Edição (JRO1), desta quarta-feira (20), Marcelo está em coma induzido. Ele chegou a apresentar melhora no estado de saúde, mas teve pneumonia. A lesão no pulmão é tratada com antibióticos.

O jornalista já trabalhou como editor-chefe na Rede Amazônica e atualmente é apresentador na RedeTV Rondônia.

Fonte: G1/RO

Em Cacoal, ocupação de leitos de UTI para pacientes com covid estão lotados

De acordo com o diretor, os leitos clínicos tem situação semelhante, já que dos 18 leitos na unidade, apenas um está disponível.

Segundo o diretor do Complexo Hospitalar Regional de Cacoal, Jair Rocha, o Hospital Regional do município tem 28 leitos de UTI e todos estão ocupados.

“Situação bem tensa e difícil, porque a enfermaria também que dispõem de 18 leitos, só tem uma vaga. O que é ruim, porque os pacientes que estão na UTI, que evoluem para melhora, eles precisam ir pra enfermaria e eu não tenho leito em enfermaria e eu não tenho pessoal para abrir mais leitos. Eu não tenho técnico, eu não tenho médicos para abrir mais leitos”, explicou Jair.

O aumento dos casos de Covid-19 em Rondônia nos primeiros dias de janeiro ocasionou a lotação dos leitos de UTI no Hospital. De acordo com o diretor, os leitos clínicos tem situação semelhante, já que dos 18 leitos na unidade, apenas um está disponível.

O diretor ainda fala que os pacientes da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) apresentam melhoras, são transferidos para os leitos clínicos até terem condição de receber alta. Mas, se não há leitos disponíveis na enfermaria, os pacientes continuam ocupando os leitos de UTI, que poderiam ser usados por pessoas que apresentam quadros mais graves.

Porcentagem de ocupação dos leitos no Hospital Regional de Cacoal  — Foto: Divulgação/HRC
Porcentagem de ocupação dos leitos no Hospital Regional de Cacoal — Foto: Divulgação/HRC

Estão internados no Hospital Regional de Cacoal 45 pacientes com Covid-19, entre enfermaria e UTI.

Fonte: Rede Amazônica

Ariquemes decide permanecer na fase 3 de distanciamento social devido à lotação nas UTI’s

A prefeitura de Ariquemes (RO) decidiu prorrogar por mais dez dias a permanência do município na Fase 3 de distanciamento social. A medida veio após a cidade atingir 100% de lotação nas UTI’s.

Neste mês de dezembro, Ariquemes vem enfrentando alta de casos do novo coronavírus e também de mortes. Em 24 horas foram registradas cinco mortes de pacientes, todos homens, e 68 novas infecções.

Na noite de terça-feira (29), todos os 28 leitos de UTI’s do Centro Afecções Respiratórias estavam ocupados.

Segundo o decreto municipal que prorroga a permanência de Ariquemes na Fase 3, poderão funcionar até 7 de janeiro apenas os seguintes estabelecimentos:

  • Restaurantes, lanchonetes, sorveterias e afins, com público máximo de 50%, não podendo exceder o horário de funcionamento de até as 00h30;
  • Serviços de eventos e afins com capacidade máxima de 50%, não ultrapassando a capacidade de 50 pessoas, que deverão permanecer sentadas. Além da modalidade drive-in.

O que não pode

  • Casas de shows e boates. Os locais também ficam proibidos de serem alugados para eventos na modalidade com até 50% de sua capacidade máxima;
  • Reuniões com mais de 16 pessoas;
  • Cursos e afins para pessoas com menos de 18 anos;
  • Cursos e afins com mais de 16 pessoas;
  • Locais de consumação de produtos fumígenos. Exemplo: “Lounges”, tabacarias e casas de narguilé.

Fonte: Rede Amazônica

Governador Marcos Rocha deixa UTI após tratamento para a Covid-19

Marcos Rocha saiu do hospital ao lado da esposa, a primeira-dama Luana Rocha, que também estava internada na UTI com a Covid-19. Casal estava internado há cinco dias.

O governador Marcos Rocha (sem partido) recebeu alta médica do hospital na tarde desta terça-feira (22) após fazer tratamento para curar a infecção pelo novo coronavírus. Ele estava internado desde sexta-feira (18) em uma UTI particular de Porto Velho.

Marcos Rocha saiu do hospital ao lado da esposa, a primeira-dama Luana Rocha, que também estava internada na UTI com a Covid-19. Eles receberam aplausos da equipe médica ao passarem pelo corredor central da unidade de saúde.

Em uma coletiva de imprensa na tarde desta terça-feira, o secretário Fernando Máximo, da Secretária de Saúde, falou sobre a alta do casal.

“A primeira boa notícia da tarde é que o Governador Marcos Rocha e a primeira-dama Luana Rocha já estão em casa, foram de alta hoje. Passei ontem de noite com eles, assim que eu cheguei do interior”, disse o secretário.

Internação

Marcos Rocha e a esposa, Luana, deram entrada na unidade na última sexta-feira (18) após os pulmões ficarem comprometidos pela doença. O governador chegou a ter 40% dos pulmões afetados. A primeira-dama, Luana Rocha, entrou na UTI com 30% dos pulmões comprometidos.

Anúncio sobre Covid

O governador anunciou no dia 8 de dezembro que estava infectado pelo coronavírus. A informação foi divulgada através de uma live no Facebook.

“Eu recebi a notícia que estou contaminado pelo Covid. Mas estou passando bem, tomando os remedinhos desde o início, me cuidando, em isolamento”, disse na semana passada.

Três dias depois, Marcos Rocha informou ainda que sua esposa e filhos também tinham sido diagnosticados com Covid-19. Segundo ele, essa foi a segunda vez que a primeira-dama e seus filhos contraíram a doença.

Fonte: G1/RO

Deputado Mauro Nazif é internado em UTI após infarto

O PSB Rondônia informou ao G1 que Mauro foi encaminhado para unidade de saúde, passou pelo procedimento de cateterismo e internado na sequência.

Porto Velho, RO – O deputado federal Mauro Nazif (PSB), de 61 anos, está internado na UTI de um hospital particular de Porto Velho, após sofrer um infarto na tarde de quinta-feira (17).

O partido informou que, Mauro foi encaminhado as pressas à unidade de saúde, passou pelo procedimento de cateterismo e internado na sequência.

Nesta sexta-feira (18), o PSB Rondônia publicou uma nota nas redes sociais desejando melhoras ao deputado.

“Desejamos que sua pronta recuperação seja rápida e que logo possa estar voltando para os braços de sua família. Nós do PSB continuamos em oração e na torcida por sua recuperação”, consta na nota.

Nazif já foi vereador em Porto Velho e deputado estadual. Nas eleições municipais de 2012 foi eleito prefeito da capital, assumindo o cargo em 2013.

Fonte: G1/RO

Marcos Rocha é internado na UTI para tratar Covid-19 em Rondônia

Governador está com 40% dos pulmões comprometidos, segundo secretário. Primeira-dama Luana Rocha também precisou ser internada por precaução.

O governador Marcos Rocha (sem partido) e a primeira-dama Luana Rocha foram internados em uma UTI de Porto Velho para tratar a Covid-19. A informação foi confirmada nesta sexta-feira (18) pelo secretário estadual de Saúde, Fernando Máximo.

De acordo com Máximo, na quinta-feira (17) o governador teve uma piora no quadro clínico e foi internado por precaução.

Marcos Rocha, após anunciar que estava com coronavírus — Foto: Reprodução/Facebook

O governador Marcos Rocha evoluiu tomograficamente de 25% para 40% de comprometimento pulmonar”, afirma o secretário.

Já a primeira dama, Luana Rocha, está com 30% dos pulmões comprometidos. O casal está na UTI de um hospital particular da capital.

O governador e a esposa estão tomando antibióticos na veia, anticoagulante, entre outros. Nós vamos acompanhando, fiquei até 2h no hospital. Eles estão estáveis, acordados, não entubados e respirando ar ambiente”, declarou o secretário da Sesau.

Anúncio sobre Covid

O governador anunciou no dia 8 de dezembro que estava infectado pelo coronavírus. A informação foi divulgada através de uma live no Facebook.

“Eu recebi a notícia que estou contaminado pelo Covid. Mas estou passando bem, tomando os remedinhos desde o início, me cuidando, em isolamento”, disse na semana passada.

Três dias depois, Marcos Rocha informou ainda que sua esposa e filhos também tinham sido diagnosticados com Covid-19. Segundo ele, essa foi a segunda vez que a primeira-dama e seus filhos contraíram a doença.

“A Covid-19 pega de novo. Minha esposa e meus filhos haviam se contaminado lá atrás, mas eu não. Eu fiquei com eles o tempo inteiro e não peguei Covid [há cinco meses], e agora eu fui contaminado e eles também, de novo”, disse na transmissão feita via Facebook.

Fonte: G1/RO

Saúde alerta sobre leitos de UTI para pacientes com Covid-19 na capital

De acordo com o secretário Fernando Máximo, somente 18 leitos estão disponíveis para atender em Porto Velho.

Só queria que acreditassem mais, porque ainda acham que é exagero', diz  enfermeira sobre mortes por coronavírus em UTI | São Paulo | G1
Sesau alerta sobre quantidades de Leitos de UTIs em RO

Segundo Fernando Máximo, durante coletiva, nesta segunda-feira (14), ele afirmou que Porto Velho conta com apenas 18 leitos de UTI disponíveis para atender pacientes com Coronavírus. Conforme o secretário da saúde, o Cemetron conta com um leito de UTI disponível, Hospital de Campanha três, AMI 10 e Samar quatro. No interior, o Hospital Regional de Cacoal conta com sete leitos disponíveis, Hospital Cândido Rondon dois e Hospital de São Francisco do Guaporé um.

No total o Estado conta com 164 leitos, sendo 97 na Capital. Pelos números apresentados pela Sesau, o Cemetron está com 90% dos leitos UTI ocupados, Hospital de Campanha 88%, AMI 71%, Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro 100% e Samar 80%.

No interior, o Hospital Regional de Cacoal encontra-se com 75% dos leitos de UTI ocupados, HEURO 100% e Hospital Cândido Rondon, de Ji-Paraná com 70%.

A Sesau informou que 625 profissionais da área da saúde estão infectados com o Coronavírus e foram afastados de suas funções. O total é referente aos servidores da rede estadual e municipal.
Ainda segundo o secretário, há quatro meses, o Estado repassou dinheiro para a Prefeitura de Cacoal investir em leitos para atender a população com Coronavírus, mas o município ainda não utilizou a verba.

Ele ainda alertou a população sobre os cuidados necessários para evitar o contágio da doença. “A população precisa se conscientizar e não deixar de usar máscara, álcool em gel e manter o distanciamento social, evitando aglomerações”, finalizou.

Fonte: Assessoria