Emmanuel Macron leva tapa na cara durante visita à cidade francesa de Drôme (Vídeo)

Os seguranças do presidente francês interviram rapidamente

Nesta terça-feira (8), o presidente da França, Emmanuel Macron, levou um tapa na cara de um homem durante visita à cidade de Drôme, no sudeste da França.

Em um vídeo divulgado no Twitter, é possível ver o momento em que um homem, vestindo camiseta verde, com óculos e máscara facial, grita “fora Macron!”, e logo em seguida, acerta um tapa na cara do presidente.

Os seguranças do presidente francês interviram rapidamente, colocando o homem no chão e afastando Macron do local.

Posteriormente, a comitiva do presidente confirmou que um homem havia acertado Macron com um tapa.

Depois do incidente, envolvendo o presidente francês durante visita a Drôme, duas pessoas foram detidas, segundo a Reuters.

Confira:

Queiroga em visita na capital, diz que prioridade do Governo é reforçar a campanha de vacinação

Ministro visitou unidades hospitalares de Porto Velho junto com autoridades estaduais e municipais.

Rondônia recebeu nesta quinta-feira (3), a visita do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em Porto Velho. Foi a primeira visita do titular da pasta ao Estado, sendo recebido pelo governador Marcos Rocha, secretário de Estado da Saúde, Fernando Máximo, demais autoridades municipais e militares.

Queiroga esteve na faculdade particular Aparício Carvalho da Capital, onde se reuniu com entidades médicas de Rondônia, para tratar sobre a pandemia, ações do Ministério da Saúde e demais assuntos pertinentes a categoria. Ainda na instituição de ensino superior, o ministro da Saúde foi homenageado com o descerramento de placa, pela visita ao Estado.

Após o ato, houve uma coletiva de imprensa no auditório da instituição de ensino, que contou com a participação do secretário da Saúde, Fernando Máximo, do secretário de Atenção Primária à Saúde, Raphael Câmara Medeiros, do senador Marcos Rogério, do presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia (ALE), deputado estadual Alex Redano, do deputado estadual Alan Queiroz, das deputadas federais Mariana Carvalho e Silvia Cristina, além de representantes e autoridades municipais.

Durante a coletiva, Queiroga afirmou que a prioridade do Ministério da Saúde é reforçar a campanha de vacinação, pois é uma esperança de por fim a pandemia que já dura mais de um ano. Ele destacou também, que desde o início do Programa Nacional de Imunização (PNI), que começou em janeiro deste ano, foram distribuídas mais de 100 milhões de doses da vacina contra a covid-19 pelo país. Ministro da saúde afirmou que a prioridade do Governo Federal é reforçar a campanha de vacinação.

Ministro da Saúde Marcelo Queiroga, Junto com o Governador Marcos Rocha e Secretário da Saúde Fernando Máximo.

Nesta semana, o ministro da Saúde, acompanhado do presidente Jair Bolsonaro, assinou o acordo de transferência de tecnologia entre a farmacêutica AstraZeneca e a Fundação Osvaldo Cruz, que dá autonomia ao Brasil de produzir vacinas com Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), fabricado em território nacional, sendo mais um passo importante para o avanço da vacinação no país. “É uma conquista não somente do Ministério da Saúde, do Governo do presidente Jair Messias Bolsonaro, mas de cada um dos brasileiros”.

O ministro se solidarizou com as pessoas que foram vítimas da covid-19 em Rondônia e lembrou que o Estado vive uma situação complexa no sistema de saúde e se colocou à disposição para verificar às necessidades. Queiroga recebeu demanda do governador Marcos Rocha e demais parlamentares para que houvesse aportes maiores de vacinas para Rondônia.

Queiroga acentuou que será levada uma proposta ao PNI para o reforço de vacinas nos estados de Rondônia, Roraima, Acre, Amazonas e Amapá, que possuem fronteiras, com circulação de cidadãos de outros países. “Assim, evitamos que cheguem variantes de outros países aqui no Brasil”.

À tarde, Marcelo Queiroga, acompanhado do secretário, Fernando Máximo, realizou uma rápida visita ao Hospital João Paulo II, que recentemente recebeu reforma e reparos nas instalações do prédio. Em seguida, se deslocou até o Hospital de Amor da Amazônia, para conhecer a unidade hospitalar, acompanhado pelo presidente da instituição, Henrique Prata e o governador Marcos Rocha.

No fim de sua agenda institucional a Porto Velho, Marcelo Queiroga anunciou que os Ministérios da Infraestrutura, da Ciência, Tecnologia e Inovações e o da Defesa, vão instalar 124 unidades básicas de saúde, informatizadas com telecardiologia, telepediatria, teleoftalmologia, telepsiquiatria pelo país. Rondônia será um dos Estados contemplados com este modelo de atendimento.

Fonte: Secom

Prefeito de Porto Velho pede remessas extras de vacina ao ministro da Saúde

Queiroga admitiu fazer um reestudo do quantitativo destinado ao estado.

O prefeito Hildon Chaves pediu ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que visitou Porto Velho na quinta-feira (03), o envio de lotes extras de vacina contra a Covid-19 para Rondônia e explicou que as remessas estão aquém do que seria normal. Queiroga admitiu fazer um reestudo do quantitativo destinado ao estado.

O ministro Marcelo Queiroga veio a Porto Velho para conhecer a realidade da área da saúde do estado e as ações de enfrentamento da pandemia. Ele foi recepcionado pelo prefeito Hildon Chaves e pelo vice-prefeito Maurício Carvalho.


“Neste momento, o ministro acenou com a possibilidade de mandar lotes suplementares de vacina para Rondônia”, disse o prefeito.

O ministro foi informado de que Porto Velho tem capacidade técnica para vacinar 4 mil pessoas/dia e que os números podem ser ampliados. “Estamos com a aptidão da equipe de vacinação ociosa. O que está nos faltando é vacina”, explicou o prefeito.

Marcelo Queiroga disse que há uma preocupação do Ministério da Saúde em reforçar a vacinação contra a Covid-19 em todo o país.

“Distribuímos mais de 100 milhões de doses de vacina desde o início do Programa Nacional de Imunização (PNI), que começou em janeiro. Esta semana também é marcada pelo acordo de transferência de tecnologia entre a farmacêutica AstraZeneca e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que é uma instituição pública federal, provendo autonomia ao Brasil para produzir vacina com o Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) nacional para o fornecimento de insumos”, destacou o ministro.

Na explanação que fez, Queiroga disse que foram contratadas mais 600 milhões de doses de vacina contra a Covid-19 e previu que até dezembro deste ano a população acima dos 18 anos imunizada. “O desafio é antecipar doses para que a campanha tenha velocidade maior e atenda a nossa capacidade com o PNI”.

A comitiva ministerial, acompanhada também da secretária municipal de Saúde, Eliana Pasini e adjunta Marilene Penati, visitou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Zona Sul e a Unidade de Saúde da Família Manoel Amorim de Matos. Posteriormente, as instalações do Hospital do Amor de Rondônia e Hospital João Paulo II, duas unidades que atuam no atendimento à Covid-19 na capital.

A comitiva seguiu para a UPA Sul e unidade Manoel Amorim de Matos
Ministro Marcelo Queiroga em Porto Velho



Participaram da comitiva do ministro o secretário de Atenção Básica do MS Rafael Câmara, o secretário de saúde do Estado de Rondônia, Fernando Máximo, as deputadas federais Mariana Carvalho e Sílvia Cristina, o Senador Marcos Rogério, o presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia Alex Redano, e o empresário Aparício de Carvalho, reitor da Fimca.

Fonte: Comdecom

Presidente Alex Redano acompanha a visita do ministro da Saúde e pede mais vacinas para Rondônia

Deputado ainda agradeceu à bancada federal e ao Ministério da Saúde pelo socorro ao Estado, evitando falta de oxigênio hospitalar

O presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos), participou nesta quinta-feira (03) de uma reunião com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em Porto Velho, com a presença da bancada federal e de outras autoridades de Rondônia.

No encontro, Redano aproveitou para solicitar do ministro uma atenção especial com o Estado, para que sejam enviadas mais doses de vacinas, para garantir uma maior abrangência na vacinação.

“Sabemos que é preciso atender a todos os Estados, mas acredito que é possível que o ministro, com a sua vinda, possa ter uma atenção especial com Rondônia e mandar mais doses de vacina para atender a nossa população. O ministro foi sensato em responder que é necessário seguir o plano nacional, mas seguimos acreditando que a vacinação vai seguir avançando, renovando a nossa esperança em volta gradativa à normalidade”, ponderou Redano.

O deputado aproveitou para agradecer ao ministro por ter socorrido a rede de saúde de Rondônia, quando houve uma crise no oxigênio hospitalar. “Com a atuação de nossa bancada federal, que acionou o Ministério, foram enviados cargas extras de oxigênio, repondo o nosso estoque e garantindo que não faltasse o produto, que é essencial para o tratamento de pacientes com covid-19 e outras enfermidades”, acrescentou Redano.

Fonte: Assessoria

Emocionante visita do presidente Bolsonaro aos índios Ianomâmis (veja o vídeo)

O que se vê, aqui, emociona a todos!

Novos vídeos do encontro do presidente da República com os índios Ianomâmis da Amazônia, no final da semana passada, estão sendo publicados nos canais oficiais.

Em um deles, repercutido no canal oficial do Youtube da deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), sob o título de “Você já viu algo assim”? É impossível não se emocionar com os diálogos e as homenagens rendidas de lado a lado, dado o altíssimo grau de respeito e reconhecimento dos direitos individuais.

Bolsonaro, sentado em uma Oca (espaço coberto, típico das comunidades indígenas, utilizado para moradia ou para reuniões), se coloca em condição de igualdade com os líderes indígenas, recebe alguns objetos típicos como presente e, principalmente, escuta tudo o que eles têm a dizer.

Em seguida, o presidente faz uma breve fala, garantindo que respeitará a vontade dos indígenas:

“Me sinto muito feliz e orgulhoso de estar aqui ao lado de vocês, ouvindo reivindicações. Podem ter certeza de que os homens fardados que estão aqui que são do Exercito Brasileiro farão respeitar o direito e a vontade de vocês”.

Este é o presidente que a esquerda insiste em dizer que é preconceituoso, ditador e contra a democracia.

Veja o vídeo e tente não se emocionar:

Bolsonaro visita hoje Chapecó, Foz do Iguaçu e São Paulo

Presidente conhece Centro Avançado de Atendimento Covid-19

O presidente Jair Bolsonaro visitou hoje (7) o município de Chapecó, na região oeste de Santa Catarina, para conhecer o Centro Avançado de Atendimento Covid-19. A unidade foi desativada após a alta e a transferência de pacientes para outros setores.

Bolsonaro voltou a defender o tratamento off-label de infectados com covid-19. O medicamento chamado off-label é aquele prescrito pelo médico que diverge das indicações da bula. Desde o início da pandemia, no ano passado, o presidente defende o uso dessas medicações como, por exemplo, a hidroxicloroquina, que não tem eficácia científica comprovada contra a doença, mas pode ser prescrita por médicos com a concordância do paciente.

“É um direito e dever do médico, ele tem que buscar uma alternativa”, disse Bolsonaro. “Hoje têm aparecido medicamentos ainda não comprovados que estão sendo testados, e o médico tem essa liberdade, tem que ter”, completou.


Ontem (6), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu comunicado alertando sobre o uso indiscriminado de medicamentos e sobre os efeitos adversos resultados de práticas como a “falta de prescrição de acordo com as diretrizes clínicas baseadas em evidências científicas”. 

Segundo o sistema de notificações de farmacovigilância da Anvisa, o número de registros de reações adversas pelo uso da cloroquina saltou de 30 em 2019 para 242 em 2020, um aumento de mais de 800%. O medicamento também passou a encabeçar a lista dos remédios com maior número de reações adversas.

Após a parada em Chapecó, Bolsonaro segue viagem para Foz do Iguaçu (PR), onde participa de dois eventos nesta tarde. Às 14h, ele estará na solenidade de entrega da ampliação da pista de pouso e decolagem do aeroporto internacional da cidade e da inauguração do novo pátio de manobras e da duplicação da via de acesso ao aeroporto. Na sequência, participa da posse do novo diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, general João Francisco Ferreira.

No fim da tarde, o presidente da República deixa Foz do Iguaçu com destino a São Paulo, onde jantará com empresários. O retorno a Brasília está previsto para 23h.

Centro de atendimento

De acordo com o prefeito de Chapecó, João Rodrigues, a estrutura do Centro Avançado de Atendimento Covid-19 foi montada em momento crítico de falta de leitos com ajuda de empresários da cidade, que doaram R$ 2,5 milhões. A unidade passou a atender no dia 24 de fevereiro como um local de passagem enquanto os pacientes aguardavam vagas em hospitais.

Agora, com a desativação, parte dos equipamentos será emprestada a outros municípios e parte será preservada no centro de eventos para o caso de uma nova onda de contágio.

Nos últimos meses, Chapecó adotou diversas medidas restritivas para conter o agravamento da pandemia de covid-19, como toque de recolher, fechamento do comércio e mais ações de fiscalização. Segundo o prefeito, a testagem rápida e o tratamento imediato também foram importantes no combate à doença.

De acordo com o boletim divulgado ontem (6), o município tem 34.116 casos confirmados e 541 óbitos por covid-19. Entre os 606 casos ativos, de pessoas que estão com doença, 187 vítimas estão internadas, sendo 121 em unidades de terapia intensiva. Com cerca de 220 mil habitantes, Chapecó já vacinou 21.023 pessoas com a primeira dose e 8.537 pessoas com a segunda dose de vacinas contra a covid-19.

Veja na TV Brasil

Fonte: Kleber Sampaio A/B

Prefeita Carla Redano visita produtores e garante apoio ao Homem do Campo

O produtor investe em técnicas inovadoras com a produção de leite e o manejo correto com as vacas leiteiras.

Ariquemes, RO – Esta semana, Carla Redano (Patriota), Prefeita do município de Ariquemes, realizou visitas à diversas propriedades na zona rural. Com apoio da Secretaria Municipal de Agricultura, produtor de pimentas, de Ariquemes, impulsiona o produto para o mercado consumidor. A produção das “pimentas de cheiro”, “biquinho” e “comari”, fazem parte da lavoura do Senhor Edson José da Silva, da LC-65. Na oportunidade, a Prefeita Carla Redano e o Secretário de Agricultura, Antônio Marcos, acompanharam o desempenho do cultivo.

A chefe do Executivo municipal esteve nesta última quinta-feira (28), em duas propriedades rurais, uma para a criação de vacas leiteiras e a outra com o plantio de cacau tecnificado. A propriedade com a criação de vacas leiteiras pertence ao Senhor Paulo Couto Cabral, e fica localizada na BR-364 na região de Cajazeiras. O produtor investe em técnicas inovadoras com a produção de leite e o manejo correto com as vacas leiteiras. Paulo Couto recebe atendimento da Assistência Técnica Gerencial (ATEG), do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural SENAR) e da Prefeitura de Ariquemes, por meio da Secretaria de Agricultura, disponibilizando horas máquina.

Já na outra propriedade visitada, do Senhor Rubens Schmidt, localizada na Lc-45, que tem uma lavoura de cacau tecnificado, o produtor também recebe assistência técnica gerencial, do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), com parceria da Prefeitura, por intermédio da Secretaria de Agricultura e Sindicato Rural.

Carla Redano ressaltou que o trabalho que a prefeitura faz ao homem do campo é de fundamental importância. “Para auxiliar na produção, a Secretaria disponibiliza horas máquinas para o arado da terra e a perfuração de um tanque reservatório de água, que é utilizado para a irrigação da lavoura”. Frisou.

Texto: Mateus Andrade | Fotos: Assessoria

Em busca de votos, Rossi e Lira visitam assembleias legislativas

Principais candidatos a assumir a presidência da Câmara passaram o dia em Porto Alegre e no Rio de Janeiro

Os dois principais candidatos a assumir a presidência da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) e Baleia Rossi (MDB-SP), visitaram nesta quarta-feira (20) diferentes assembléias legislativas na tentativa de conquistar mais votos no pleito marcado para o dia 2 de fevereiro.

Nome favorito do presidente Jair Bolsonaro para o cargo, Lira esteve visitou a cidade do Rio de Janeiro (RJ), onde foi recebido pelo presidente da Casa, André Ceciliano (PT). O evento contou com a presença de deputados federais e estaduais e prefeitos, alguns deles filiados ao MDB, sigla de Baleia Rossi.

Apoiado pelo atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), Rossi passou o dia em Porto Alegre (RS), onde visitou a Assembleia Legislativa do Estado e o governador Eduardo Leite (PSDB). “Nossas reuniões foram muito produtivas em busca de uma Câmara Livre e em defesa da democracia e do Brasil”, escreveu Lira em uma rede social após a visita.

Fonte: R7

Candidato à presidência da Câmara, Arthur lira visita capital em busca de apoio

Arthur Lira busca apoio pela região norte, e já visitou Macapá (AP), Belém (PA), Boa Vista (RR) e Manaus (AM). Também já conta com um apoio forte do Presidente Jair Bolsonaro nas Eleições.

O deputado federal Arthur Lira (PP-AL) esteve em Porto Velho na tarde de ontem quinta-feira (7), cumprindo agenda de campanha. O parlamentar, apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), disputa a presidência da Câmara com Baleia Rossi (MDB).

Durante entrevista, questionado sobre o que mudaria na Câmara, Lira disse que a Casa precisa voltar a cumprir o regimento e ressaltou que as pautas não podem “ter um dono”.

“A Casa precisa voltar a cumprir o seu regimento. A Casa tem que dar oportunidade a todos os deputados, o presidente tem que trabalhar com independência, com habilidade, mas acima de tudo respeitando os membros da mesa, respeitando os deputados.

A Casa não pode ter dono, o Brasil não pode ter um dono da pauta. A pauta é feita pela sociedade quando elege os deputados e deputadas para representarem os seus estados no Congresso Nacional”.

O candidato também falou sobre a importância da eleição parlamentar e mais uma vez afirmou que não se pode trancar pautas e que tudo o que estiver amadurecido e tiver maioria na Câmara deve ser pautado.

“A Casa vai fazer uma eleição que é administrativa, interna, mas é a mais importante do Brasil porque é a casa do povo, é lá onde chegam os maiores reclames, é lá onde acontecem as maiores demandas. Então nesse sentido, a Câmara dos Deputados têm a responsabilidade de fazer uma gestão que não atrapalhe o desenvolvimento do Brasil e não tranque as pautas de crescimento do nosso país. E tudo o que tiver amadurecido, tudo o que tiver maioria na Câmara será pautado de acordo com a vontade dos deputados que representam a população em uma reunião de colegiado de líderes com bastante antecedência da semana de votação”.

Lira está em viagem pela Região Norte desde a última terça-feira (5). O deputado alagoano já visitou Macapá (AP), Belém (PA), Boa Vista (RR) e Manaus (AM).

A disputa pela presidência é contra Baleia Rossi (MDB), do bloco liderado pelo atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (MDB). Baleia conseguiu o apoio de siglas como o PT, que tem a maior bancada da Câmara. A eleição será no dia 2 de fevereiro.

Fonte: G1/RO

Bolsonaro visita Ceagesp e descarta privatização do entreposto

Estudos para concessão da área foram iniciados em 2019

O presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, durante  visita a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), para a reinauguração da Torre do Relógio.
O presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, durante visita a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), para a reinauguração da Torre do Relógio.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (15) que não há espaço em seu governo para privatização da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp). A declaração foi dada durante uma visita a empresa, na zona oeste da capital paulista, para a reinauguração da Torre do Relógio, um monumento reformado por comerciantes e que foi pintado de verde e amarelo.

“Aqui, quando se fala de privatização, quero deixar bem claro. Enquanto eu for presidente da República, essa é casa de vocês”, afirmou o presidente.

A Ceagesp foi criada em 1969 pelo governo do estado de São Paulo, mas passou a ser controlada pelo governo federal a partir de 1997, e atualmente está vinculada ao Ministério da Economia. Esta foi a primeira visita de um presidente da República ao galpão do Ceagesp.

Durante a visita, Bolsonaro destacou o trabalho do diretor-presidente do entreposto, Ricardo Augusto Nascimento de Mello Araújo, que assumiu o cargo no final de outubro. Araújo é coronel da reserva da Polícia Militar de São Paulo, e ex-comandante da Rota.    

“Não vim inaugurar nada aqui, vim fazer uma visita técnica, conversar com o novo presidente, que deu uma nova dinâmica a esse entreposto. Tudo que passa pela nossa mesa passa por aqui”, afirmou Bolsonaro. Bolsonaro lembrou que, entre outras iniciativas, o novo diretor-presidente acabou com a obrigatoriedade de pagamento de R$ 60 por mês para cada um dos 4 mil carregadores guardarem seus carrinhos.

“Para pessoas humildes, isso faz falta, é muito dinheiro. Ele acabou com isso num primeiro momento”, disse o presidente aos permissionários durante um discurso no galpão do entreposto, acompanhado por centenas de comerciantes. Ainda de acordo com Bolsonaro, Mello Araújo assumiu com “carta branca” para nomear os diretores e tomar decisões para combater supostas irregularidades na empresa.

“Temos vários problemas aqui, como os contratos de lixo e de segurança, que estão sendo revistos. Outras coisas também, os senhores podem ter certeza, trazendo ao conhecimento do coronel Mello Araújo, esses problemas serão resolvidos. Nós não compactuaremos com a corrupção”, acrescentou.

Agência Bancária

Durante o evento, o presidente Jair Bolsonaro – acompanhado por Pedro Guimarães, presidente da Caixa – informou que o banco também planeja participar das melhorias na Ceagesp, com a construção de uma nova agência.

“O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, acabou de me dizer que vai ser aberta uma agência da Caixa aqui [nas dependências da Ceagesp]. Tudo que precisarem e estiver ao alcance do governo federal, vocês serão atendidos. A Ceagesp é de vocês”, afirmou o presidente.

Ceagesp

A companhia é responsável pela maior central de abastecimento de frutas, legumes, verduras, flores, pescados, entre outros produtos, da América Latina. O volume comercializado, por ano, chega a 3,21 milhões de toneladas, com valor financeiro de R$ 8,84 bilhões.

Na central, o fluxo médio de pessoas é de 50 mil por dia. A Ceagesp conta com 590 empregados públicos e a operação do entreposto envolve 25 mil empregos diretos, além de mais de 2 mil permissionários atacadistas, 247 varejistas e 376 ambulantes.

Fonte: Pedro Ivo de Oliveira A/B