O anão passa extrema necessidade na política interna… E imensa vergonha na política externa

Se, na política interna lula desgoverna o país com a habitual incompetência, tungando e afanando o que pode e não pode do povaréu, na externa é pior ainda.

A diplomacia externa de lula e seus anões diplomáticos, como são chamados seus assessores, é trágica.

O encantador de jumentos age como ditador de republiqueta das bananas perdida no meio do mato, e não como chefe de estado do país mais importante da América Latina.

Seu partido conseguiu a façanha de ter uma posição única no mundo civilizado, ao apoiar os terroristas assassinos do hamas.

Certamente, não fosse a intervenção oportuna do ex-presidente Bolsonaro, que atenuou a tensão entre Brasil e Israel, o impasse criado por lula pioraria consideravelmente.

O resgate dos brasileiros pela passagem de Rafah foi adiado esta manhã, por falta de segurança.

Mas, pela primeira vez, os brasileiros estão na lista dos que serão retirados.

O adiamento dá um tempinho a mais para lula inventar alguma narrativa mentirosa que lhe conceda o crédito total do resgate.

E é o que farão seus anões amestrados.

A entrada de Bolsonaro no cenário internacional tem um enorme significado, além do resgate dos brasileiros:

O de mostrar ao mundo que o Brasil não é PT.

E jamais será.

Marco Angeli Full*

*Marcos é Artista plástico, publicitário e diretor de criação.

https://www.marcoangeli.com.br

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias