Fundo para armas na Ucrânia se esgotará em 30 de dezembro, alega Pentágono

© AP Photo / Evgeniy Maloletka
O Departamento de Defesa dos Estados Unidos notificou o Congresso de que os fundos destinados ao reabastecimento de armas para a Ucrânia estarão esgotados até 30 de dezembro, conforme relata a imprensa estadunidense, citando uma carta do controlador do Pentágono, Michael McCord, enviada aos membros do Parlamento americano.
Pela primeira vez, o Pentágono anunciou uma data exata para o esgotamento dos recursos destinados a apoiar Kiev, conforme publicou a Bloomberg.
O montante restante, estimado em US$ 1,07 bilhão (cerca de R$ 5,25 bilhões), incluirá aquisições de diversas armas e equipamentos.
Segundo a carta de McCord, US$ 635 milhões (R$ 3,1 bilhões) serão destinados à compra de mísseis, enquanto US$ 210 milhões (R$ 1 bilhão) serão alocados para projéteis de fragmentação altamente explosivos M795 de 155 milímetros, fusíveis e escorvas.
Além disso, US$ 129 milhões (R$ 632,54 milhões) serão direcionados para o financiamento classificado da Marinha na categoria “outros mísseis“.
O Pentágono também planeja utilizar US$ 17 milhões (R$ 83,4 milhões) para substituir “sensores acústicos” especiais fornecidos à Ucrânia, US$ 4,3 milhões (R$ 21,1 milhões) para a substituição de veículos táticos, cercas metálicas e barreiras para a Força Aérea, e US$ 737 mil (R$ 3,6 milhões) para a aquisição de jaquetas camufladas destinadas à Força Aérea.
McCord enfatizou na carta que, uma vez que esses fundos forem alocados, o Departamento de Defesa dos EUA terá esgotado os recursos disponíveis para auxiliar a defesa ucraniana.
Nesta segunda-feira (18), o coordenador de comunicações estratégicas da Casa Branca, John Kirby, afirmou que os americanos anunciarão um novo pacote de assistência militar ao território ucraniano no final de dezembro, que será o último.
Ele destacou que os Estados Unidos já enviaram fundos restantes para auxiliar a Ucrânia a reabastecer suas reservas militares.
Em dezembro, o porta-voz do Pentágono, Patrick Ryder, indicou que os norte-americanos teriam de escolher entre sua própria prontidão para o combate e o fornecimento de armas aos ucranianos devido à falta de recursos financeiros.
Vale ressaltar que em relação a tais repasses, a Rússia já enviou uma nota à Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) alertando sobre a entrega de armas à Ucrânia.
O ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, afirmou que qualquer carga contendo armas para Kiev será considerada alvo legítimo aos russos, enquanto o Ministério dos Negócios Estrangeiros russo advertiu que os países ocidentais estão “brincando com fogo” ao fornecer recursos militares.
Lavrov acusou os EUA e a OTAN de estarem diretamente envolvidos no conflito, não apenas por meio do fornecimento de armas, mas também pela formação de pessoal em vários países europeus.
Source: Sputnik

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias