OMS toma decisão que pode ser ‘luz no fim do túnel’ para produtores de leite brasileiros

(CRÉDITO: DIVULGAÇÃO)

Como tem sido noticiado nos últimos meses, os produtores de leite brasileiros têm passado por sérias dificuldades, nos últimos meses, em função da falta de incentivo interno e a concorrência desleal dos produtos importados.

Assim, milhares destes produtores têm optado, ou por encerrar o negócio ou por mudar de ramo.

O resultado é o desemprego e o desespero de milhares de famílias, além, vejam só, da utilização de vacas e novilhas para o mercado de abate e produção de carne em escalas cada vez maiores.

Mas uma notícia que chega do exterior, com o resultado de uma pesquisa da Organização Mundial de Saúde (OMS), pode mudar drasticamente o perfil do consumidor de leite e, enfim, incentivar muitos a permanecerem na produção nacional de leite.

Bebês a partir de seis meses que não tomam leite materno podem passar a receber leite de vaca Banco de imagens/Pexels/Keira Burton

A Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou uma nova diretriz que libera o uso de leite de vaca para bebês de 6 a 11 meses que não tomam leite materno.

“Para bebês de 6 a 11 meses que recebem leites diferentes do leite materno, pode-se oferecer fórmula infantil ou leite de origem animal”, escreveu o órgão.

A recomendação consta na publicação intitulada “Guia para alimentação complementar de bebês e crianças de 6 a 23 meses de idade” e difere do que dizem algumas sociedades médicas, que recomendam apenas o uso da fórmula para bebês nessa faixa etária que não mamam.

 

Source: CNN

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias