As chocantes ligações cabulosas entre a empresa de Preta Gil, o perfil de fofocas Choquei e o PT

Um relato extremamente elucidativo acaba de ser publicado na rede social “X” pelo perfil denominado “Stuart, o secundário”, sobre a Mynd8 – empresa da qual a cantora Preta Gil é sócia – o episódio envolvendo a página de fofocas Choquei com o suicídio da jovem Jéssica Vitória Canedo, a suposta ligação entre a Mynd8 e a Choquei e a ligação de ambas com o PT e os recentes eventos políticos ocorridos no Brasil.

De forma absolutamente imparcial e didática inúmeros fatos são descritos e ajudam na compreensão do que realmente está ocorrendo e do perigo que representam páginas como a Choquei, sem nenhuma responsabilidade, visando tão-somente ganhos estratosféricos, custe o que custar, doa a quem doer, destruindo e difamando quem quer que se coloque em seu caminho.

Abaixo, a transcrição na íntegra: 

“Como estava sendo aguardado, aqui vai: TUDO sobre a Mynd8 e sua influência nas páginas de fofoca à la Choquei e internet, segue a thread

Primeiro, devo ressaltar que falarei apenas informações, fatos e indagações sobre a agência. Portanto, não tomem como ilações acerca da empresa, e sim como uma justa apresentação de como ela é e qual é o tipo de trabalho dela (isso sim que importa).

Enfim, vamos à thread.

Mynd8, de acordo com o próprio site, é um grupo “especializado em música, entretenimento e cultural digital”. Abaixo está a equipe responsável pelo grupo. Destaque para a Preta Gil, que é sócia-diretora do grupo.

No próprio site da empresa, o grupo também mostra as dezenas de artistas que são agenciados por eles e descreve a existência de uma “banca digital”, que será o foco deste texto.

A “Banca Digital” seria um grupo de páginas com dezenas de milhões de seguidores e alcance de centenas de milhões criado, de acordo com eles, para otimizar as publicidades da agência. Portanto, seriam comerciais coordenados. Segue abaixo as páginas que fazem parte disso:

Sobre a Choquei, por mais que a empresa negue que ela faça parte da empresa, isso ainda é incerto, pois muitas vezes a página foi colocada no site como participante da banca digital e também muitas vezes o grupo referenciou a página como uma parceira. Jornalistas já notaram isso.

O problema que envolve essa banca digital é que há fortes indícios de que há anos ela coordena a atuação de dezenas de páginas gigantescas para elevar ou prejudicar a reputação de alguém.

Por exemplo, o site “Núcleo Jornalismo” já fez um levantamento que tateava as “postagens iguais” dessas páginas e os números foram surpreendentes. São páginas que totalizam praticamente uma centena de milhão de seguidores e têm centenas de postagens iguais por mês.

Portanto, fica muito difícil dizer que não há uma coordenação bem poderosa entre essas páginas — e também fica muito difícil dizer que ela não é usada para ajudar ou prejudicar pessoas, tendo em vista que foi verificado que até a Anitta já esteve envolvida por essa coordenação.

Saindo da apresentação básica da “Banca Digital” e indo para os casos polêmicos envolvendo essa agência e todo o seu poder midiático e político, podemos citar três:

– Caso Luísa Sonza.

– Envolvimento direto nas eleições.

– Caso Jéssica.

Sobre o Caso Luísa Sonza, creio que não preciso explicar muito, então falarei por cima sobre o caso.

Luísa Sonza é uma cantora brasileira que foi acusada de racismo por uma cliente de um show em que ela estava presente.

A polêmica da situação começa com o fato de que Luísa Sonza é uma artista agenciada pela Mynd8 e, por algum motivo, ela foi ignorada quase que completamente pelas páginas de fofoca.

O ato de racismo, que foi negado por ela e que depois ela mesma confirmou, passou desapercebido.

Nenhuma página grande de fofoca noticiou com altivez esse caso.

Portanto, muitos acreditam que a banca digital teria sido acionada pela agência para encobrir o caso de racismo, que durante anos o público geral sequer sabia da existência.

Esse caso já serviria para mostrar os danos que a agência pode causar com seu grande leque de influenciadores, pois ela tem o poder de não só destruir reputações (como veremos nos próximos casos), mas também o poder de limpar, mesmo que momentaneamente, a imagem de qualquer um.

O próximo caso é do envolvimento político nas eleições. Aqui terei um pouco de cuidado, porque é conhecida por todos a relação que certas páginas de fofoca agenciadas pela Mynd8 tem com o atual Governo Lula. Então, tratarei por cima desse tópico.

Sobre esse caso, foi notório para todos a mobilização das grandes páginas em favor de um único candidato. E também é sabido por todos que, no mundo dos negócios, nada é de graça. Então, o que motivou as páginas a entrarem no jogo político? Valores e princípios? É difícil saber.

Por exemplo, a Choquei trabalhou ativamente contra a pré-campanha de um dos candidatos — e o maior problema é que não foi só ele que foi atacado (como mostrarei no próximo tweet), o que mostra que foi quase uma guerra contra qualquer um que não fosse o candidato apoiado por eles.

“O Núcleo Jornalismo também noticiou que as páginas da Bancada Digital enalteceram o Lula e fizeram postagens negativas sobre Bolsonaro e Ciro Gomes, outro candidato de esquerda. Portanto, políticos esquerdistas também foram prejudicados.”

Portanto, há uma relação política entre a agência desta thread e o atual Governo, que se beneficiou diretamente da banca digital, tendo em vista que todos os seus adversários (sem exceção) foram atacados.

E, se esse favor foi feito pela banca digital, o que foi dado em troca?

Sobre o terceiro e último caso, temos a tragédia que infelizmente pegou a Jéssica Canedo.

Esse caso não necessariamente tem envolvimento direto da Mynd8, mas ele evidencia um grande problema: como a coordenação de grandes páginas podem destruir a vida de uma pessoa.

Portanto, essa possível coordenação por parte da Mynd8 precisa ser contida o mais rápido possível!

Um outro caso que devo mencionar aqui, apesar de não ter sido divulgado no começo da thread, é o do Leo Dias.

Ele fez uma denuncia há anos de que a banca digital lá no comecinho já era usada para levantar e derrubar reputações alheias. Nessa denúncia, ele chega a expor valores.

Ele também detalhou o que seria uma tabela de preços da Mynd8 para ajudar indivíduos a crescerem ou derrubarem “adversários”.

E, como essa denúncia é de 2021, esses valores certamente estariam desatualizados (se é que me entendem).

Contudo, como não há como eu provar essa denúncia, deixarei o link de uma das publicações dele para vocês verem.

Apesar do Leo Dias, devo mencionar aqui, ser um cara por si só polêmico, a denúncia merece ser citada.

https://www.metropoles.com/colunas/leo-dias/banca-digital-ja-faturou-mais-de-r-15-milhoes-saiba-como

Source: JCO

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias