Início de janeiro será de chuva e umidade no Nordeste

(CRÉDITO: REPRODUÇÃO)

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), alguns dos principais sistemas meteorológicos típicos de verão, como por exemplo a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), cavado do Nordeste/Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN) e a formação de uma provável Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) irão contribuir para a ocorrência de pancadas de chuvas, acompanhadas de rajadas de vento no Nordeste.

Além desses sistemas, a influência da variabilidade intrasazonal (Oscilação de Madden-Jullian – OMJ) irá favorecer o aumento da umidade na Região Nordeste, contribuindo assim, com o aumento da nebulosidade e da chuva.

Entre os dias 1 e 8 de janeiro de 2024, a ZCIT estará posicionada mais ao sul da climatologia e, com isso, favorecerá os volumes na porção mais norte da Região, incluindo o semiárido.

Até o dia 15, um canal de umidade, provável ZCAS, poderá se formar entre o norte da Região Sudeste (Minas Gerais), centro-sul da Bahia e dos estados do Maranhão e Piauí. Essa configuração poderá gerar volumes expressivos de chuva, com acumulados entre 150 e 250 milímetros (mm).

Apesar da possibilidade de transtornos, o sistema também irá contribuir para a recuperação da umidade no solo e das reservas hídricas.

Devido às incertezas e atualizações dos diversos modelos numéricos de previsão do tempo, o Inmet segue realizando e acompanhando a atualização diária das previsões de tempo, e, quando necessário, irá emitirá os avisos meteorológicos.

Source: Jornal do Agro

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias