Surgem revelações e detalhes da tragédia em cruzeiro

A empresa MSC Cruzeiros declarou que o incidente com um passageiro que caiu no mar, em São Sebastião, litoral norte de São Paulo, foi um ato intencional.

O navio MSC Preziosa, que transportava o evento “Ney em Alto Mar” do jogador Neymar, foi liberado para continuar sua rota após as primeiras tentativas de busca. O indivíduo ainda não foi encontrado.

A vítima foi identificada como Carlos Alberto Mota Candreva, de 32 anos, DJ com dois livros publicados, ambos de poesias.

O MSC Preziosa partiu do Porto de Santos na tarde de sexta-feira (29/12) com destino a Angra dos Reis, no Rio de Janeiro. Durante a noite, um passageiro foi reportado como desaparecido.

“Após uma busca detalhada a bordo, confirmou-se que o hóspede saltou intencionalmente ao mar”, informou a MSC em comunicado.

A empresa relatou que empregou dois barcos de apoio na busca, mas sem sucesso após horas de esforços intensos. A Marinha do Brasil continua as operações de busca pelo homem, cuja identidade ainda não foi divulgada.

Operação do cruzeiro

De acordo com a MSC, o incidente foi prontamente comunicado às autoridades e a Guarda Costeira autorizou a continuação da viagem do navio.

O itinerário planejado para o cruzeiro inclui paradas em Angra dos Reis, Búzios e Rio de Janeiro, onde os passageiros assistirão à queima de fogos de artifício na virada do ano. O retorno ao Porto de Santos está agendado para 2 de janeiro.

A bordo do MSC Preziosa, que hospeda 4.300 turistas, há uma variedade de acomodações, incluindo suítes luxuosas e cabines com varandas.

Em decorrência do incidente, o cantor Alexandre Pires, que se apresentaria no navio na mesma noite, optou por cancelar seu show.

 

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias