Nova geração de políticos de Rondônia tem como destaque o presidente da ALE

Da esquerda pra Direita: Marcelo Cruz, Marcos Rocha, Hildon Chaves e Alex Redano - Foto Reprodução/internet

Por Waldir Costa*

Com pouco mais de 42 anos de fundação o Estado de Rondônia, ainda é um Eldorado, no agronegócio e na política. Também oferece ótimas opções de emprego, lógico a quem queira –goste e precisa– trabalhar com enormes chances de rapidamente alcançar degraus elevados no segmento. É o Estado do futuro, sem dúvidas.

Para que um Estado possa ter um desenvolvimento seguro, de alicerce forte é necessário não somente de a força da pecuária, por exemplo, que responde por 1,7% do valor bruto da produção nacional, mas de políticos em condições de fazer valer a força de Rondônia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Este ano teremos eleições municipais em outubro próximo, quando serão eleitos –e reeleitos– prefeitos e vereadores. Com mais de 42 anos de existência, boa parte dos políticos que respondeu pela força do Estado está se aposentando e outros já nos deixaram. Mas a nossa “safra” vem chegando e podemos arriscar alguns nomes emergentes, que certamente estão ganhando maiores espaços com o passar dos anos e, no futuro, serão comparados aos ex-governadores Jerônimo Santana, Oswaldo Piana, Valdir Raupp, José Bianco, Ivo Cassol e Confúcio Moura, este, ainda militando ativamente no segmento com mandado de senador até 2026.

As eleições a prefeito e vereadores deste ano serão fundamentais para as gerais de 2026 quando serão eleitos e reeleitos o presidente da República, governadores e respectivos, vices; duas das três vagas ao Senado dos Estados e Distrito Federal, Câmara Federal e Assembleias Legislativas. Dirigentes partidários trabalham na busca de nomes fortes nos principais colégios eleitorais de Rondônia, já pensando nas eleições de 2026 e Porto Velho, com mais de 330 mil eleitores em 2022 é o foco.

Em Rondônia os novos políticos que surgiram nas últimas eleições estão ativos e, a maioria com atenção voltada para os principais municípios do Estado, que além de Porto Velho tem Ji-Paraná, Ariquemes, Cacoal, Jaru, Ouro Preto do Oeste, Vilhena e Rolim de Moura.

Não há como negar, que o governador Marcos Rocha (UB) lidera o grupo de políticos emergentes de sucesso. Surgiu do nada em 2018, foi para o segundo turno com um candidato de enorme peso político no Estado, ex-senador Expedito Júnior (PSDB) e se elegeu. Em 2022 bateu de frente com o senador Marcos Rogério (PL), bom de papo, jovem, experiente comunicador e se reelegeu no segundo turno.

Hoje temos, no mínimo mais três políticos que merecem destaque no Estado. Dentre eles o presidente da Assembleia Legislativa (Ale), Marcelo Cruz, que não decidiu, ainda, qual partido irá se filiar, pois foi eleito pelo Patriota, que se fundiu ao PTB criando o Mais Brasil ou PRD.

O jovem Marcelo tem uma carreira política meteórica. Se elegeu vereador e em seguida a deputada estadual nas eleições de 2018 com pouco mais de 8.800 votos. Em 2022 se reelegeu somando 18.798 votos, mais que o dobra da votação anterior sendo o sétimo mais bem votado no Estado.

Na posse foi eleito presidente da Assembleia Legislativa com mandato até o dia 15 de fevereiro de 2025. Em todas as pesquisas eleitorais realizadas até o final de 2023, enquetes, sondagens de opinião pública como candidato a prefeito de Porto Velho, reeleição a deputado estadual, deputado federal, governador e senador está sempre entre os mais bem avaliados, seja de forma espontânea ou estimulada. É um nome de peso eleitoral e com muitas chances de chegar a degraus mais elevados na política, desde que qualifique sua equipe de acordo com a ascensão na política, pois nem sempre quem sempre esteve ao seu lado tem condições de dar o suporte necessário para cargos mais elevados.

O prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), eleito em 2016, após chegar nos últimos 15 dias de campanha sem alcançar os dois dígitos nas pesquisas, teve uma avalanche de votos na reta final, que o levou ao segundo turno com 148.673, superando Léo Moraes, que era o favorito. Em 2020 foi o mais bem votado no primeiro turno, e se reelegeu no segundo turno superando a vereadora, na época, Cristiane Lopes (PP), hoje deputada federal pelo União Brasil.

O ex-presidente da Ale-RO, deputado Alex Redano (Republicanos-Ariquemes) é mais um jovem que se destaca na política regional. Foi vereador em Ariquemes, se reelegeu e em seguida se elegeu presidente da câmara. Se elegeu deputado estadual e chegou à presidência, mas já foi eleito para mais um mandato como presidente do legislativo estadual a partir do próximo ano.

Nas próximas eleições, inclusive a deste ano a prefeito e vereador, certamente os nomes de Marcelo Cruz, principalmente, de Hildon Chaves, Alex Redano e Marcos Rocha estarão no topo quando o assunto for o processo eleitoral. São políticos da nova geração com muito futuro pela frente, e, desde que não atropelem a coerência, priorizem a organização, fechem boas parcerias, tenha respeito aos adversários e amplie o distanciamento dos inimigos políticos terão sucesso.

Destaque para mais alguns nomes de políticos emergentes em Rondônia, como a ex-deputada federal Mariana Carvalho (Republicanos), deputados federais Fernando Máximo (UB) e Sílvia Cristina (PL); deputados estaduais Cirone Deiró (UB), Yeda Chaves (UB), Ismael Crispin (MDB), Alan Queiroz (Podemos), Luiz (do Hospital Schincaglia-MDB; além de os senadores Jaime Bagattoli (PL) e Marcos Rogério (PL). Todos com futuro promissor na política regional.

Waldir Costa

 

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias