Líder da Coreia do Norte aponta o ‘principal adversário’ e apela ao fortalecimento da defesa

© Foto / KCNA
O líder norte-coreano, Kim Jong-un, denominou a Coreia do Sul de “adversário principal” e o Estado mais hostil para a Coreia do Norte, apelando para o fortalecimento das capacidades de defesa do país, mas destacou que Pyongyang não será o primeiro a iniciar um conflito, escreve a Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA).
Relata-se que Kim Jong-un fez essas declarações durante a inspeção das “principais fábricas militares” para inspirar os trabalhadores a cumprir as metas de produção em 2024. Ele também delineou o trajeto de desenvolvimento da indústria militar para o ulterior e consecutivo aperfeiçoamento da “preparação do país para a guerra”.
Após analisar a situação de segurança na região, o chefe de Estado ressaltou a necessidade para o país de ter uma força “esmagadora”, e também destacou a legitimidade da acumulação de armas.
“O camarada Kim Jong-un observou que agora chegou o momento histórico em que se deve caracterizar a Coreia do Sul, que por muito tempo, por cerca de 80 anos, se agarrou freneticamente apenas a um confronto irado com o objetivo de derrubar a autoridade e o regime da Coreia do Norte, como o Estado mais hostil para a Coreia do Norte”, escreve a agência.
O líder norte-coreano disse que o seu país deve reconhecer essa “realidade inevitável e irreversível” e responder adequadamente à mudança das circunstâncias.

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias