Nova Mamoré lidera ranking estadual de investimentos sobre a Receita Corrente Líquida

O município de Nova Mamoré alcançou um marco significativo, liderando o ranking de investimentos sobre a Receita Corrente Líquida (RCL), com 9.85%. Este feito coloca a cidade à frente não apenas de outros municípios do estado de Rondônia, com média de 2,63%, mas também acima da média nacional, que é de 3,65%.

Com uma população de 25.444 habitantes e um salário médio de 1,8 salários mínimos, Nova Mamoré mostra que mesmo com desafios econômicos, há espaço para crescimento e aprimoramento. As políticas implementadas visam impulsionar a renda e as oportunidades de emprego, enquanto a saúde e a educação permanecem áreas prioritárias para futuros avanços. Os dados mostram que a Receita Corrente Líquida é de quase R$ 109 milhões e os investimentos são de quase R$ 10,8 milhões.

Segundo o prefeito Marcélio Brasileiro esses números refletem o compromisso em aplicar os recursos com sabedoria, priorizando o bem-estar da comunidade e o desenvolvimento da infraestrutura local. Ele explica que os quase R$ 11 milhões investidos de volta no município refletem o esforço da administração em promover o progresso local. “A cidade evidencia que a eficiência na gestão pública pode gerar resultados positivos, impactando diretamente a qualidade de vida dos residentes”, afirma Marcélio Brasileiro.

Com 9,85%, o município aparece na primeira colocação à frente, respectivamente, de Ji-Paraná, com 7,88%; São Felipe D’Oeste, 7,25%; Itapuã do Oeste, 6,99%; e Santa Luzia D’Oeste, 6,45%.

“O desempenho exemplar de Nova Mamoré é motivo de orgulho para a população, indicando um caminho promissor para um futuro próspero e reafirmando a ideia de que administração e eficiência podem andar de mãos dadas para o bem coletivo”, completa o prefeito.

O que é o ranking

O ranking de investimentos sobre a RCL compara os gastos com investimentos (por exemplo, em infraestrutura, educação, saúde, entre outros) em relação à Receita Corrente Líquida. Esse tipo de ranking pode ser útil para identificar quais municípios estão priorizando investimentos em relação à sua capacidade financeira, promovendo o desenvolvimento local e a qualidade de vida da população.

Por Camilo Estevam*

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias