Policial civil de Rondonia que morreu junto com a filha de 5 anoS, o marido e o sogro pode ter dormido ao volante

Ônibus e carro destruído após colisão frontal na MS-338. (Foto: Direto das Ruas)

A policial civil de Rondônia, Jessica Paula da Silva, de 34 anos, motorista do Renault Kwid, pode ter dormido ao volante, o que ocasionou a colisão frontal com um ônibus na madrugada desta segunda-feira (15), na MS-338, em Bataguassu, a 313 km de Campo Grande. Ela, o marido, a filha e o sogro morreram na hora.

Segundo apurado pela reportagem do Campo Grande News, a família era de Rondônia e retornava em um Renault Kwid para a terra natal quando ocorreu a colisão com um ônibus ocupado por bolivianos, que saiu de Corumbá com destino a São Paulo (SP).

No trecho, o motorista do coletivo informou à polícia que percebeu o Kwid em zigue-zague e tentou desviar do carro, mas sem sucesso. O boletim de ocorrência discorre que o condutor do ônibus tentou frear por 50 metros, mas na faixa do carro não havia marcas de frenagem, “indicando que possivelmente a motorista dormiu enquanto dirigia”.

Além de Jessica, morreram: Rodrigo Gonçalves de Souza, de 39 anos, marido da policial; a filha do casal, de 5 anos; e Raimundo Gonçalves de Souza, de 67, pai de Rodrigo.

Três equipes do Corpo de Bombeiros de Bataguassu atenderam a ocorrência, mas o carro ficou totalmente destruído e não houve chance de socorro. Os ocupantes do ônibus não ficaram feridos, mas o motorista estava bastante abalado no local. Polícia Rodoviária Estadual, Polícia Civil e perícia fizeram os levantamentos necessários.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

 

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias