Sinergia está com inscrições abertas para a primeira edição de 2024

 Ligia Ferreira Tatto, fundadora e CEO da Urucuna, startup que desenvolve produtos de bem-estar com aromas da biodiversidade e que passou pelo Sinergia em 2023 - Divulgação

Estão abertas as inscrições para a primeira edição de 2024 do Sinergia, programa da Plataforma Jornada Amazônia que busca aumentar a competitividade e a performance de negócios inovadores que gerem valor para a floresta amazônica e as comunidades da região. Gratuito, o programa é voltado para empresas com CNPJ ativo que estejam realizando as primeiras vendas ou em tração, e tem como diferencial a customização e a atenção individualizada a cada negócio. As inscrições vão até o dia 4 de fevereiro, e podem ser feitas por meio do site oficial do Sinergia. Empreendedores que já se inscreveram no programa anteriormente podem recuperar o formulário e atualizar suas informações para a nova inscrição.

Para a primeira edição de 2024 do Sinergia, serão selecionados 20 negócios. Podem participar negócios inovadores que tenham soluções que apresentem potencial para contribuir positivamente para a bioeconomia da região amazônica e para a competitividade da floresta em pé; soluções que utilizem de forma sustentável produtos da biodiversidade amazônica, recuperem o solo ou desenvolvam serviços e tecnologias para proporcionar condições favoráveis para a nova economia regenerativa; e negócios inovadores e escaláveis que demonstrem potencial de impacto positivo para a bioeconomia de base florestal.

O programa Sinergia foi estruturado para que as necessidades das empresas estejam no centro do processo: a partir de um diagnóstico, é desenvolvido um plano de ação individual que prioriza as ações de apoio, de forma customizada, conforme o momento, as necessidades e gargalos específicos de cada negócio. O Sinergia não é um programa de aceleração, sendo, inclusive, aberto àqueles negócios que já foram acelerados ou incubados. “Os diferenciais do programa são a customização e a conexão com o mercado: os facilitadores do Sinergia trabalham para compreender profundamente o negócio e identificar oportunidades de fazer conexões estratégicas com outras empresas e startups, investidores, e outros parceiros relevantes”, destaca Marcos Da-Ré, diretor do Centro de Economia Verde da Fundação CERTI, realizadora e coordenadora da Plataforma Jornada Amazônia ao lado do Instituto CERTI Amazônia.

Os negócios selecionados terão ainda a oportunidade de participar de dois eventos que são marcos na programação do Sinergia: o Candiru Tank, um evento de treinamento, em formato de Banca de Pitch, no qual uma banca de mentores analisa os pitches dos participantes; e o Açaí de Ouro, que destaca a evolução dos negócios do ciclo atual e premia os empreendedores que impulsionam a inovação na bioeconomia amazônica.

Inscrição e avaliação

No site do Sinergia, há três vídeos para auxiliar os empreendedores no processo de inscrição: o primeiro deles é focado no preenchimento do formulário, com dicas para melhorar a escrita sobre as características do negócio e aumentar as chances de aprovação para a próxima etapa. O segundo fala sobre os alvos de inovação, mostrando os desafios e as oportunidades que demandam soluções inovadoras na Amazônia em diversos setores empresariais. E o terceiro vídeo relata como é ser selecionado para o programa, com depoimentos de mentores que já passaram pelo Sinergia.

A inscrição é realizada em três fases. A partir do formulário inicial, é feita uma primeira avaliação, com a seleção de 40 startups que avançam para a Fase 2, a Banca de Pitch. Nessa fase, o pitch é agendado individualmente com as startups selecionadas, que são avaliadas a partir dos critérios de Mercado, Equipe, Competitividade da solução, e Impacto. A Fase 3 tem início com o anúncio dos 20 negócios selecionados, e, posteriormente, a equipe de analistas do Sinergia aplica o diagnóstico, que tem a função de levantar, em profundidade, os pontos fortes, oportunidades de melhorias, principais gargalos, e potencial de competitividade do negócio. Estando aptos, esses 20 negócios começam então o ciclo de suporte e acompanhamento, que dura quatro meses.

Programa Sinergia e Plataforma Jornada Amazônia

Na primeira edição de 2023, o Sinergia selecionou 22 empresas para o ciclo de suporte. Entre elas, estiveram a AeroRiver, de Manaus (AM), que está desenvolvendo um veículo de efeito solo projetado para operar na Amazônia, respeitando as características e particularidades da região; a Apoena, de Tefé (AM), que atua na distribuição de insumos da biodiversidade amazônica; e a Bossapack, do Rio de Janeiro (RJ), que produz bolsas e mochilas sustentáveis e com alto impacto social. Além disso, mais 38 startups passaram por ciclos anteriores do Sinergia e seguem recebendo apoio do programa.

O Sinergia tem o objetivo de, até o final de 2025, fortalecer cerca de 100 startups que gerem impacto nos estados da Amazônia Legal e valor para a floresta amazônica. O programa faz parte da Plataforma Jornada Amazônia, projeto que busca criar e fortalecer um pipeline de startups inovadoras para impulsionar o ecossistema empreendedor da região. O projeto é realizado e coordenado pela Fundação CERTI e pelo Instituto CERTI Amazônia, com coparticipação e investimentos de Bradesco, Fundo Vale, Itaú Unibanco e Santander.

Source: Assessoria

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias