A mais “vergonhosa” ação da PF contra Bolsonaro e o desespero escrachado

A Polícia Federal intimou o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e o advogado Fabio Wajngarten a prestar depoimento em um inquérito que investiga um suposto episódio de “importunação” a uma baleia jubarte.

O incidente teria ocorrido durante um passeio de jet ski no litoral paulista, em junho do ano passado.

A intimação da PF estabelece que Bolsonaro e Wajngarten podem escolher entre comparecer a uma delegacia em 7 de fevereiro ou responder às perguntas via videoconferência.

Wajngarten recebeu a intimação por estar presente no passeio junto a Bolsonaro, que é investigado por, conforme a PF, ter se aproximado perigosamente do animal marinho. A investigação se concentra no potencial crime de “importunação intencional”.

Aliados de Bolsonaro têm usado o caso para argumentar que existe uma campanha de perseguição contra o ex-presidente por parte das autoridades policiais do governo atual.

Ao comentar a intimação, Wajngarten descreveu a investigação como “vergonhosa”.

Bolsonaro, por sua vez, já ironizou a abertura do inquérito.

“Todo dia inventam alguma coisa contra mim, a última é que estou perseguindo baleias. A única baleia que não me aprecia na Esplanada é a que está no ministério. Essa diz que eu queria dar um golpe agora em 8 de janeiro [de 2023]”, declarou em novembro de 2023, aproveitando para alfinetar o então ministro da Justiça, Flávio Dino, responsável pela PF.

Ele ainda acrescentou:

“Essa baleia esconde os vídeos do seu ministério”, referindo-se às gravações das câmeras de segurança do Ministério da Justiça no dia do ataque às sedes dos Três Poderes.

Essa ação da PF mostra o desespero do “sistema” atrás de narrativas contra Jair Bolsonaro.

Source: JCO

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias