Trechos das BRs 319 e 364 em Porto Velho são incluído no Programa Nacional de Desestatização do Governo Federal

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) incluiu 14 trechos de rodovias federais no Programa Nacional de Desestatização (PND). O decreto foi publicado nesta quarta-feira (31), no Diário Oficial da União (DOU).

Entre os trechos incluídos, há dois pontos em Rondônia, ambos em Porto Velho, na BR-319 e na BR-364.

O decreto diz que caberá ao DNIT promover e acompanhar os procedimentos licitatórios para a contratação dos concessionários responsáveis pela exploração dos trechos de rodovias

Há ainda trechos em Goiás (2), Mato Grosso (3) e Rio Grande do Sul (7).

Confira quais são:

BR-060/GO: trecho Entr. BR-158 (Contorno de Jataí) – Entr. BR-364 (Contorno de Jataí);

BR-070/MT: trecho Entr. BR-163/364/MT-407(B) (Trevo Lagarto) – Entr. BR-174(A);

BR-116/RS: trecho Entr. BR-470 – Entr. RS-354 (p/ Amaral Ferrador);

BR-116/RS: trecho 2ª Ponte sobre o Rio Guaíba (15m após fim da Ponte sobre o Saco da Alemoa) – 2ª Ponte sobre o Rio Guaíba (Entr. R. Dona Teodora e Frederico Mentz);

BR-116/RS: trecho Fim da Concessão (Ilha do Pavão) – Entr. BR-290(B) (p/ Arroio dos Ratos);

BR-158/RS: trecho Entr. BR-158 (km 304) – 13ª Cia DAM Itaara – Acesso;

BR-158/RS: trecho Entr. BR-285 (p/ Panambi) – Entr. BR-392(B) (Santa Maria);

BR-174/MT: trecho Entr. BR-070(A) – Entr. BR-364(A)/MT-235(B);

BR-290/RS: trecho Entr. BR-471 (Pântano Grande) – Entr. BR-392 (p/ São Sepé);

BR-319/RO: trecho Entr. BR-319 (Fim Trav. Rio Madeira) – Entr. BR-364 (próx. Polícia Rodoviária Federal – Cont. Norte P. Velho);

BR-364/MT: trecho Entr. MT-235 (Av. André A. Magi) (início do Trecho Urbano de Sapezal) – Entr. BR-174(A);

BR-364/RO: trecho Porto Velho (Acesso a Ulisses Guimarães) – Entr. BR-319 (Porto Velho – Av. Jorge Teixeira);

BR-392/RS: trecho Acesso a Santana da Boa Vista – Entr. BR-158(A)/287(A) (Santa Maria); e

BR-452/GO: trecho Entr. BR-060/GO-174 (Rio Verde) – Entr. BR-153(A)/154(B)/483(B).

O Programa Nacional de Desestatização foi criado na década de 1990. Entre os objetivos fundamentais, estão reordenar a posição estratégica do estado na economia, transferindo à iniciativa privada atividades indevidamente exploradas pelo setor público; contribuir para a reestruturação econômica do setor público, principalmente por meio da melhoria do perfil e da redução da dívida pública líquida; e permitir a retomada de investimentos nas empresas e atividades que vierem a ser transferidas à iniciativa privada.

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias