Projeções apontam retração de quase 15% na colheita do milho

(CRÉDITO: REPRODUÇÃO)

A projeção para a área de verão é de 4,017 mi de ha – 2,667 mi de ha no Centro-Sul e 1,350 mi de ha no Norte/Nordeste –, 235 mil ha a menos do que o apontado na intenção de plantio, o que representaria uma retração de 10,9% ante a temporada anterior.

Considerando bom nível de tecnologia e padrão de clima parcialmente irregular, a 1ª safra de milho tem potencial de produção de 24,710 mi de t – 18,910 mi de t do Centro-Sul e 5,800 mi de t do Norte/Nordeste –, 11,3% inferior à prejudicada safra colhida em 2023, de 27,864 mi de t.

No total Brasil, a projeção é de 17,037 mi de ha, 8,5% abaixo dos 18,620 mi de ha de 2023. Seriam 14,127 mi de ha do Centro-Sul e 2,910 mi de ha do Norte/Nordeste.

Considerando clima limitado pela influência do El Niño, o potencial de produção da 2ª safra foi levemente ajustado, de 91,478 para 91.597 mi de t, 15,7% aquém das 108,595 mi de t da safra recorde de 2023 – 82,402 mi de t do Centro-Sul e 9,196 mi de t do Norte/Nordeste.

No total das duas safras, o Brasil tem previsão de área para 2023/24 de 21,054 mi de ha, 9% abaixo dos 23,126 mi de ha de 2023, e produção potencial de 116,308 mi de t, 14,8% inferior à safra 2022/23, de 136,459 mi de t.

Source: Jornal do Agro

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias