Emenda do deputado Alex Redano contempla associação beneficente de Guajará-Mirim

Foto: Assessoria parlamentar

O deputado estadual Alex Redano (Republicanos) destinou uma emenda no valor de R$ 300 mil para investimentos na área social de Guajará-Mirim. O recurso será destinado à Associação Ser Mulher, que presta serviços às mulheres e a população do município.

“Estou muito feliz em poder contribuir com essa associação, que tem um trabalho maravilhoso de profissionalização, de emprego e renda aos munícipes. As entidades sociais fazem a diferença nas cidades. Sei da seriedade e da importância da Associação Ser Mulher. Elas chegam onde o Estado e o município não chegam”, enfatizou Alex Redano.

A Associação Ser Mulher possui aproximadamente 13 anos de serviços prestados. A entidade, coordenada pela professora Lucila Socorro de Oliveira, atua em defesa da saúde dos munícipes da Pérola do Mamoré e também no aspecto social e econômico, com ofertas de atendimento médico, cursos profissionalizantes e outras ações que integram e protegem as mulheres da região de fronteira.

A diretora da Instituição, Lucila Socorro de Oliveira, agradeceu a parceria do parlamentar e que há anos contribui com a associação. “Estou muito satisfeita com o reconhecimento do deputado Alex Redano pelos serviços prestados à população de Guajará-Mirim. Não é a primeira vez que recebemos uma emenda do Redano. De emendas anteriores, conseguimos capacitar dezenas de grávidas e ofertar cinquenta kits “mamãe-bebê”. Muito obrigada pela emenda e parabéns pelo seu gesto de amor, para com as pessoas em vulnerabilidade social”, ressaltou professora Lucila.

Ao todo, o deputado Alex Redano já destinou à Associação Ser Mulher o valor de R$ 350 mil para serem aplicados na área da saúde e cursos profissionalizantes, que visa capacitar a mão de obra para o mercado de trabalho.

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias