Homem rico e privilegiado comete racismo e ministro dos Direitos Humanos covardemente emudece (veja o vídeo)

Um homem branco, hétero, rico e privilegiado disse a uma jovem que ela deveria gostar do batuque de um tambor por causa da cor de sua pele.

Qualquer um seria imediatamente cancelado, preso e julgado pela lacrosfera. Mas nada se ouve. Estão todos em silêncio.

Quem disse isso foi Lula, em mais um comentário racista. Ele já disse que a escravidão trouxe algo positivo que foi a miscigenação. Já agradeceu à África pela vinda de escravos ao Brasil.

O silêncio de quem chama até as chuvas e a caixa do avião de racista porque têm a palavra “preto” é a mais pura hipocrisia. Onde está Anielle Franco? Onde está Marina Silva?

A verdade é uma só: as bandeiras identitárias que a esquerda diz defender servem apenas para alimentar a militância.

Usam essas pautas para se fazerem de vítimas. Atacam e cancelam a todos, mas fazem muito pior.

Se a esquerda acusar alguém de algo, tenha certeza de que em 99% das vezes o culpado são eles mesmos.

Por Ramiro Rosário | Vereador em Porto Alegre.

*As opiniões expressas neste artigo é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Correio de Notícia não tem responsabilidade legal pela “OPINIÃO” que é exclusiva do autor.

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias