No Cairo Lula entra na contramão do mundo civilizado

Em sua passagem pelo Cairo, Lula mais uma vez acusa injusta e levianamente Israel de genocídio.

Em texto publicado em seu twitter (X), Lula não reconhece o Hamas como grupo terrorista e exalta a agência da ONU para os Refugiados palestinos (UNRWA) que teve diversos funcionários demitidos por apoiarem e participarem do maior ataque à judeus depois do Holocausto.

Para que o mundo não esqueça,  os terroristas invadiram Israel em 7 de outubro de 2023 e assassinaram mais de mil civis de várias nacionalidades, inclusive brasileiros.

Assassinaram, torturaram, decapitaram, queimaram vivos, arrancaram bebês das barrigas de mulheres grávidas e ainda vivas, torraram bebês dentro de fornos, estupraram e violentaram mulheres, idosas e crianças. E filmaram tudo e enviaram para seus familiares.

E também sequestraram mais de 200 israelenses. Boa parte ainda sequestrados e sendo torturados e violentados pelos terroristas do Hamas.

E em seu longo texto no Twitter, Lula sequer direcionou uma palavra aos sequestrados ou aos seus familiares, tampouco pediu a liberdade dos sequestrados.

E ainda anunciou que o Brasil iria aportar significativo recurso financeiro a agência da ONU para os Refugiados palestinos.

A mesma agência que além de ter funcionários como integrantes do grupo terrorista Hamas, possui um túnel enorme embaixo de sua sede em Gaza e fornece energia para os túneis.

Países como Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Itália, Finlândia, Austrália, Suíça, Holanda, França, Canadá, Japão, Estônia, Áustria e Romênia, suspenderam o apoio a UNRWA,  já Lula quer enviar mais recursos, que pelo histórico da agência,  irá parar nas mãos dos terroristas do Hamas.

O Brasil de Lula já se mostrou bastante incompetente durante o período em que foi presidente do Conselho de segurança da ONU,  coincidentemente no mesmo período dos ataques terroristas do Hamas em outubro de 2023.

Lula não possui o protagonismo internacional que pensa ter, sendo que mais uma vez se mostrou optar pelo lado errado da história.

O povo brasileiro apoia Israel.

Foto de Henrique Alves da Rocha
Henrique Alves da Rocha

Por Henrique Alves da Rocha*

*Henrique Alves é Coronel da Polícia Militar do Estado de Sergipe.

 

 

 

*A opinião expressa neste artigo é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Correio de Notícia não tem responsabilidade legal pela “OPINIÃO” que é exclusiva do autor.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0
Would love your thoughts, please comment.x
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias