Zema toma atitude ao descobrir invasão do MST em fazenda

A invasão de uma fazenda no município de Lagoa Santa (MG), na Região Metropolitana de Belo Horizonte está gerando uma disputa acirrada entre a justiça estadual e o governo de Minas Gerais.

A ocupação, pelo MST, movimento que há 40 anos diz lutar pela terra, mas que tem como prática rotineira espalhar o terror entre as famílias do campo, ocorreu na no dia 8 de março.

A data, comemorativa ao Dia Internacional das Mulheres, foi utilizada como justificativa para o ato ter sido realizado por mulheres na linha de frente.

Ao todo, seriam 500 famílias, em uma fazenda que está sendo repassada como herança e que tem documento que comprovado de propriedade, o IPTU, pago todos os anos.

Para a justiça, entretanto, não há comprovação de ‘posse’, ou seja, de que haveria produtividade, o que fez com que um pedido de reintegração fosse negado neste final de semana.

O governo de Minas Gerais, sob comando de Romeu Zema reagiu e mantém um cerco no local, com homens da Polícia Militar.

Vale lembrar que, durante a invasão foi exibida uma faixa pedindo a saída do governador, o que leva a crer que trata-se de um ato político.

Assim, neste impasse, o clima é muito quente no local e nos bastidores.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0
Would love your thoughts, please comment.x
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
×

Olá!

Clique em um de nossos contatos abaixo para conversar no WhatsApp

× Canal de denúncias