Mudança no TSE deixa o povo em alerta

A recente resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tem gerado controvérsias no âmbito jurídico, levantando questionamentos sobre sua conformidade com a Lei do Marco Civil da Internet e com a Constituição brasileira.

A medida permite a remoção de conteúdo virtual sem autorização judicial, o que, segundo críticos, vai de encontro aos princípios legais que regem a internet no país.

Além disso, há preocupações quanto à possibilidade de ampliação da censura durante o período eleitoral e à eventual perseguição de candidatos que defendem ideias divergentes dos grupos políticos no poder.

Especialistas alertam que a ausência de uma definição legal clara sobre o que constitui “fake news” torna ainda mais delicada a situação, uma vez que tal determinação não deveria ser deixada ao critério exclusivo do Poder Judiciário, mas sim ser objeto de legislação pelo Congresso Nacional.

A discussão ganha ainda mais relevância diante do cenário político atual e da proximidade das eleições. Muitos observadores apontam que as medidas em questão têm o potencial de influenciar significativamente o desfecho do pleito, suscitando debates acalorados sobre a liberdade de expressão e os limites da atuação estatal na regulação da internet.

Foto de Carlos Arouck
Carlos Arouck

 

Por Carlos Arouck*

*Carlos Carlos é Policial federal. É formado em Direito e Administração de Empresas.

 

 

 

 

*A opinião expressa neste artigo é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Correio de Notícia não tem responsabilidade legal pela “OPINIÃO” que é exclusiva do autor.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0
Would love your thoughts, please comment.x
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias