Novo “Petrolão”: A volta à cena do crime já é uma realidade e tem 4 etapas malignas

Eles voltaram à cena do crime! Duas empreiteiras condenadas na Lava Jato, Odebrecht e Andrade Gutierres, voltam a contratar com a Petrobras.

Serão R$ 8,7 bilhões em obras de reforma da refinaria Abreu e Lima, cuja construção já custou US$ 18 bilhões e foi palco da festa do PT.

A alta cúpula da Petrobras confessou o esquema de corrupção na época, envolvendo essa refinaria, e devolveu boa parte dos recursos roubados dos brasileiros.

Foram R$ 25 bilhões recuperados e que em breve votarão ao corruptos.

O grande esquema do PT para fazer um novo petrolão é muito simples e tem 4 etapas.

Primeiro, o Ministro Dias Toffoli anulou todas as multas e delações feitas pelas empresas, inclusive as que citavam ele próprio, o amigo do amigo do meu pai.

Depois, a Petrobras reabilitou as empresas para que elas pudessem ser contratadas novamente e colocou um investigado por corrupção para facilitar a contratação delas.

Em terceiro, reverteram a privatização de refinarias e buscaram reestatizar outras. A Petrobras colocou sobrepreço de até 15% no petróleo vendido às refinarias privadas para quebrar o setor.

Vão deixar o caminho livre para novas e maiores refinarias da Petrobras.

Em quarto lugar, a Petrobras vai começar a fazer obras faraônicas nas refinarias com as empreiteiras condenadas pela Lava Jato, para saquear o que puder, até que não sobre uma única gota do nosso dinheiro.

A tomada de poder pelo PT será feita com o nosso dinheiro e eles não sairão de lá tão cedo.

Por Ramiro Rosário | Vereador em Porto Alegre.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0
Would love your thoughts, please comment.x
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
×

Olá!

Clique em um de nossos contatos abaixo para conversar no WhatsApp

× Canal de denúncias