Indústria do chocolate deve gerar quase 8 mil postos de trabalho temporário na Páscoa

Um mapeamento realizado pela consultoria KPMG, encomendado pela Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab), mostrou que a Páscoa deste ano deve gerar, ao todo, 7,9 mil vagas de trabalho temporário no Brasil.

A pesquisa representa os dados dos associados. Os empregos diretos e indiretos foram abertos para atuar nas fábricas e nos pontos de venda.

Segundo Ubiracy Fonsêca, presidente da Associação, a Páscoa é a principal data para o setor de chocolates e um bom momento para o mercado de trabalho como um todo.

“Além de contribuir com a economia de forma geral, ao abrir as vagas temporárias, o segmento dá a chance para muitos terem sua primeira experiência profissional e oportunidade de efetivação, abrindo a porta para o mercado de trabalho”, destaca.

Já o levantamento da Associação Brasileira do Trabalho Temporário (Asserttem) aponta que as vagas temporárias podem chegar a 41,5 mil na Páscoa deste ano, incluindo postos na fabricação de chocolate, colomba pascal e embalagens; e no comércio e nos serviços, com destaque para as áreas de transporte e logística. Somente no mês de março, segundo a Asserttem, foram abertas 13 mil vagas.

“As contratações para atender às demandas da Páscoa tiveram início no mês de janeiro e seguem até o mês de março. Todo período sazonal apresenta-se como um bom momento para o mercado de trabalho temporário e, consequentemente, para uma possível efetivação. A taxa média de efetivação dos temporários é de 20%”, afirmou o presidente da Associação, Marcos de Abreu.

Source: Jornal do Agro
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0
Would love your thoughts, please comment.x
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias