Presidente da OAB se levanta contra decisão de Alexandre de Moraes

Foto: STF

O presidente do Conselho Federal da OAB, Beto Simonetti, criticou o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, pela ordem de prisão de dois suspeitos acusados de ameaçar o magistrado.

“A lei brasileira não permite que a vítima julgue o próprio caso”, declarou Simonetti.

Segundo Simonetti, o STF comete um erro ao julgar indivíduos sem foro privilegiado.

Entre os detidos está o fuzileiro naval da Marinha, Raul Fonseca de Oliveira, irmão de Oliveirino de Oliveira Junior, que também foi preso.

Além das prisões, foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão na sexta-feira, 31.

Paulo Gonet, procurador-geral da República, justificou a prisão do fuzileiro naval Raul Fonseca alegando que o ministro Alexandre de Moraes estava sob “perigo concreto” após repetidas ameaças de morte feitas pelo militar.

“Há provas suficientes da existência do crime e indícios razoáveis de autoria que vinculam Raul Fonseca de Oliveira e Oliveirino de Oliveira Júnior aos fatos. A gravidade das ameaças, sua natureza violenta e os indícios de monitoramento da rotina das vítimas evidenciam o perigo concreto que a permanência dos investigados em liberdade representa à ordem pública”, afirmou Gonet.

 

Source: JCO
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0
Would love your thoughts, please comment.x
×

Olá!

Clique em um de nossos contatos abaixo para conversar no WhatsApp

× Canal de denúncias