Garimpos brasileiros podem ter usado 185 toneladas de mercúrio ilegal

Garimpeiro guarda mercúrio após separação do ouro. Foto: Bruno Kelly/ Amazônia Real

Estudo traça a rota do mercúrio no Brasil e revela que 185 toneladas de mercúrio de origem desconhecida podem ter sido usadas para a extração de ouro nos garimpos brasileiros.

Fonte: Assessoria*

Referência no levantamento de dados sobre a produção e o comércio de ouro ilegal no Brasil, o Instituto Escolhas acaba de lançar um novo estudo no tema. Desta vez, a organização se debruça sobre o comércio de mercúrio, metal altamente tóxico, mas ainda largamente usado na extração de ouro nos garimpos. O estudo “De onde vem tanto mercúrio?” revela que nada menos que 185 toneladas de mercúrio de origem desconhecida podem ter sido utilizadas para a produção de ouro em garimpos brasileiros entre 2018 e 2022.

Segundo o estudo, é possível estimar que foram utilizadas entre 165 e 254 toneladas de mercúrio para produzir as 127 toneladas de ouro registradas em áreas com permissão de lavra garimpeira no Brasil naqueles cinco anos. No entanto, de acordo com os dados oficiais, o país – que não é produtor de mercúrio – importou apenas 68,7 toneladas do metal. Isso indica que entre 96 e 185 toneladas de mercúrio podem ter origem ilegal.

“Esse dado preocupa porque revela uma enorme falha do controle oficial sobre o comércio de algo que representa um grave perigo à saúde humana e ao equilíbrio ambiental. O Brasil precisa se comprometer com o fim do uso do mercúrio e, até que isso ocorra, o mínimo que se espera é um controle rígido sobre o mercúrio que ainda circula no país”, alerta Larissa Rodrigues, pesquisadora do Escolhas e responsável pelo estudo.

Rodrigues pontua que, entre 2002 e 2022, as exportações de ouro brasileiro saíram de 35 toneladas para 96 toneladas por ano e as áreas de garimpos saíram de 68 mil hectares para 224 mil hectares. “Os garimpos não deixaram de usar mercúrio na extração de ouro nessas duas décadas, mas as importações oficiais de mercúrio no país caíram de 67 toneladas para 15 toneladas por ano naquele mesmo período. A conta não fecha e tudo aponta para uma ampliação do comércio ilegal de mercúrio no país”, destaca a pesquisadora.

Leia aqui o estudo na íntegra.

*Instituto Escolhas – uma organização da sociedade civil que tem como missão qualificar positivamente o debate público por meio da tradução numérica dos principais desafios do país e propor soluções capazes de efetivar o desenvolvimento sustentável e a redução das desigualdades.

Source: Assessoria
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0
Would love your thoughts, please comment.x
×

Olá!

Clique em um de nossos contatos abaixo para conversar no WhatsApp

× Canal de denúncias