Em Guajará-Mirim, jovem tenta despachar cocaína em pote de suplemento nos correios

O flagrante foi feito por agentes da Polícia Federal e não foi a primeira vez que adolescente tentou despachar.

Um adolescente de 17 anos foi apreendido quando tentava enviar drogas pelos Correios, em Guajará-Mirim (RO), durante a tarde de terça-feira (27). A droga estava em um pote de whey (suplemento alimentar). O flagrante foi feito por agentes da Polícia Federal (PF).

Segundo boletim de ocorrência, os policiais avistaram o rapaz nas proximidades da agência em atitude suspeita e passaram a monitorá-lo.

Depois do jovem entrar na agência, os agentes chegaram e se identificaram como federais, deixando o suspeito bastante nervoso. Neste momento o adolescente foi revistado, mas nada foi encontrado com ele.

Ao questionar o que o jovem estava despachando, ele ficou em silêncio e então a PF revistou a embalagem despachada para ser entregue em Brasília (DF).

Os agentes abriram o pote de suplemento que estava violado e encontraram uma substância aparentando ser cocaína. O suspeito, o pote com a droga e R$ 144 em espécie foram levados à delegacia da Polícia Civil.

O caso deve ser acompanhado pela Delegacia Especializada da Criança e Adolescente, já que o suspeito é menor de idade.

Essa não é a primeira vez que o rapaz é detido tentando enviar drogas pelos Correios. Além disso, com o menor a polícia também já apreendeu uma metralhadora. O flagrante foi em agosto deste ano, em Porto Velho.

MPF consegue condenação de traficantes de drogas presos em flagrante

Homens transportavam mais de quatro quilos de pasta base de cocaína em Cabixi (RO)

O Ministério Público Federal (MPF) conseguiu a condenação de dois homens presos em flagrante por tráfico de drogas em Cabixi (RO), região de fronteira com a Bolívia. Um dos réus recebeu a sentença de 14 anos e nove meses de reclusão, enquanto o outro recebeu a pena de 17 anos e dois meses.

As duas pessoas transportavam em um carro mais de quatro quilos de pasta base de cocaína originária da Bolívia, com a intenção de chegar em Vilhena (RO). A prisão ocorreu na estrada, em novembro de 2019. As investigações tiveram início após denúncias recebidas pela Polícia Militar de que uma dessas pessoas estava traficando drogas com a ajuda de mais alguém.

Ao prestar depoimento, um dos acusados, preso em flagrante com a droga, admitiu que a estava transportando, porém negou a acusação de associação com a outra pessoa que estava no carro junto a ele. Entretanto, as investigações dos celulares apreendidos comprovaram os crimes de tráfico e de associação por parte dos dois envolvidos, que trocavam diversas mensagens e ligações.

Ilustração: Secom/PGR

A sentença foi proferida em setembro de 2020, tendo sido a pena de um dos acusados reduzida pela incidência da atenuante da confissão espontânea. Segundo o MPF, contudo, não há razão para a diminuição da pena neste caso, pois, além de não ter havido propriamente confissão, a prisão foi realizada em flagrante e não houve nenhuma contribuição à Justiça.

Desse modo, a confissão realizada caracteriza apenas autodefesa. Segundo a procuradora da República Laiz Melo, “ao ser interrogado, o réu agiu de maneira incompatível com o que se entende por confissão espontânea, demonstrando, ao revés, diversas incongruências e tentando se eximir de responsabilidade pela prática delitiva, pois insistiu em minimizar o próprio envolvimento”. Assim, apesar das condenações, o MPF apelou parcialmente da sentença para que o fator que diminui a pena de um dos réus seja retirado.

Fonte: Assessoria

Operação da PF contra tráfico internacional de drogas termina com 2 mortos e 35 presos

Dos 26 alvos da operação no estado de São Paulo, 24 foram presos e dois morreram em confronto com os agentes.

Uma operação da Polícia Federal contra o tráfico internacional de drogas, realizada a partir do aeroporto internacional de Viracopos, realizada nesta terça-feira (06), terminou com 2 suspeitos mortos e 35 detidos, sendo que 24 apenas em São Paulo.

O grupo criminoso, que vinha sendo investigado há um ano, indicava com frequência pessoas para trabalhar na logística do aeroporto e mantinha contato até com policiais para que o esquema funcionasse.

As investigações começaram em fevereiro de 2019, com a apreensão de 58 kg de cocaína no Aeroporto de Viracopos que iriam para a Europa. De lá para cá, policiais federais passaram a investigar suspeitos de participação no esquema.

Dos 26 alvos da operação no estado de São Paulo, 24 foram presos e dois morreram em confronto com os agentes.

“Um dos alvos tinha passagem por homicídio e por roubo. O outro não tinha qualquer passagem. As circunstâncias serão apuradas, já instauramos inquéritos e, assim que tivermos conhecimento, serão informados sobre a ocorrência”, disse o delegado chefe da PF em Campinas, Edson Geraldo de Souza.

Fonte: UOL

Polícia encontra 12 quilos de cocaína escondida, com ajuda de cão farejador em RO

De acordo com informações, droga estava escondida dentro de veículo, suspeito viajava de Guajará-Mirim para Porto Velho.

Um motorista de 33 anos foi preso por policiais do Departamento de Narcóticos (Denarc) após ser flagrado com 12 quilos de cocaína na noite de terça-feira (8). A droga estava escondida na carroceria do carro conduzido por ele. Entre os ‘agentes’ que participaram da ação está Robem, o cão do Núcleo de Operações com Cães (NOC).

De acordo com a Polícia Civil, policiais que atuam na Operação Hórus, de combate a crimes na fronteira, identificaram um homem suspeito que viajava de Guajará-Mirim (RO) para Porto Velho e avisaram os agentes da capital.

Na altura do KM 43, na BR-364, os policiais conseguiram abordar o suspeito. Ele demonstrou nervosismo e disse que não tinha saído de Guajará.

Por conta da contradição entre as informações, o homem foi encaminhado ao Denarc para revista com o cão farejador.

Conforme a polícia, logo que o cão Robem foi solto, o animal já identificou o cheiro da droga e os policiais abriram a carroceria do veículo. Ao todo, 12 quilos de cocaína foram localizados.

O homem foi preso em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

PRF flagra dupla transportando carga de droga com mais de 3 quilos de cocaína em RO

O caso foi encaminhado para polícia civil.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), durante uma fiscalização na BR-364 de Porto Velho, interceptou um carregamento de cocaína, transportada por dois homens. A ocorrência foi registrada nesta segunda-feira (7).

No total, 3,18 Kg da droga ilícita, que estavam embalados em tabletes com papel prateado, eram transportados em veículo de passeio, foram encontrados e encaminhados à Polícia Civil para destruição.

Em Ji-Paraná, polícia apreende drogas e celulares arremessados para dentro de presídio

Vigia flagrou momento, e realizou um disparo de alerta, porém mesmo assim o pacote foi jogado para dentro das instalações.

Na última segunda-feira (3), a polícia apreendeu mais de 1 quilo de drogas, entre maconha e cocaína, que foram arremessadas para dentro do presídio de Ji-Paraná (RO). Dois celulares também estavam no pacote. De acordo com informações da direção do presídio, essa é a quinta apreensão realizada em um mês.

Segundo informações, o vigia de uma guarita externa do presídio, onde é monitorado o movimento no local 24 horas por dia, avistou uma moto com dois homens parando próximo à casa de detenção. Foi realizado um disparo de alerta, mas mesmo assim o pacote foi jogado para dentro das instalações.

Quase um quilo de maconha e 100 gramas de cocaína foram apreendidos, além dos celulares, e tinham como destino o pavilhão A do presídio.

Uma equipe de policiais penais foram atrás da moto para tentar realizar a prisão, mas a viatura acabou capotando. De acordo com a direção do presídio, os servidores não se machucaram.

Fonte: Rede Amazônica

PF desarticula quadrilha que mandava drogas para Alagoas

Operação Njord cumpre 39 mandados de prisão em quatro estados

Uma facção criminosa nacional que remetia drogas para Alagoas é alvo nesta terça-feira (28) da Operação Njord. Na ação, que está sendo executada com o Batalhão de Operações Especiais (BOPE) de Alagoas, em ação coordenada com as áreas de inteligência da Secretaria de Segurança Pública de Alagoas e da Polícia Militar, os agentes cumprem 39 mandados de prisão e 25 mandados de busca e apreensão em Maceió/AL, São Paulo/SP e em cidades dos estados do Paraná e Mato Grosso do Sul.

Segundo a Polícia Federal (PF), somente em Alagoas, estão sendo cumpridos 28 mandados de prisão de traficantes de drogas em toda cidade de Maceió, principalmente no bairro da Pescaria, localidade conhecida pela tranquilidade, mas que passou a ser atormentada pela chegada de traficantes. Njörd, na mitologia nórdica era o Deus da Fertilidade e protetor dos pescadores, por isso o nome da operação.

Investigação

Durante os três meses de investigação os policiais reuniram provas produzidas que materializam os crimes de tráfico e associação para o tráfico de drogas cometidos pelos investigados. Também durante as investigações foram feitas quatro prisões em flagrante delito de cinco dos investigados por tráfico de drogas, sendo duas delas em Maceió e duas no estado do Mato Grosso do Sul, nas quais foram apreendidas quase meia tonelada de droga.

Tanto os responsáveis pela aquisição e transporte da droga até o Estado de Alagoas, como os traficantes responsáveis pelo recebimento e distribuição da droga nas “lojas”, que é o termo utilizado para os locais conhecidos como “bocas de fumo”, foram identificados pela PF. Parte do pagamento da droga se dava por contas bancárias abertas em nomes de pessoas residentes em São Paulo e no Paraná. As contas foram bloqueadas por decisão da 17ª Vara Criminal da Capital, e os titulares das contas levados a prestar esclarecimentos na Polícia Federal.

No decorrer da Operação , os policiais federais também conseguiram colher indícios de autoria de quatro homicídios praticados pelos investigados, sendo dois em Maceió e dois no interior do estado. Também com base na investigação, foram geradas informações compartilhadas entre as áreas de inteligência que impediram um grande assalto em Sergipe e prendeu, em Alagoas, um investigado com uma submetralhadora.

Penas

Os presos serão interrogados na sede da Polícia Federal em Maceió e depois levados ao presídio, onde aguardarão decisão da Justiça, podendo se sujeitar à penas de mais de 20 anos de reclusão.

Fonte: Valéria Aguiar A/B

Vereador do PT, é preso por tráfico de drogas

É a 3ª prisão em menos de 2 anos do ex-jogador de futebol, atualmente vereador,..

Márcio Anderson Schmitz (PT), conhecido como Márcio Alemão, vereador do PT em Esteio (RS), foi preso por tráfico de drogas, na cidade localizada na região metropolitana de Porto Alegre (RS).

Na noite desta quarta-feira, 8, após 15 dias de investigação, a Polícia Civil prendeu o parlamentar e outro homem.

No local, foram encontradas 55 porções de maconha, balança de precisão, munição calibre 22, equipamentos para preparo e embalo de droga, além de 200 gramas de cocaína pura que, segundo os investigadores, podem render até 500 porções da droga.

Confira:

Além disto, havia ainda uma máquina de cartão de crédito e celulares, demonstrando a organização do suposto grupo criminoso.

Em depoimento, Márcio Alemão se manteve em silêncio.

Márcio Anderson Schmitz (PT)

O petista já havia sido foi detido em setembro de 2019, com um carro clonado e em abril de 2018 se envolveu em um acidente onde, segundo a Polícia Militar (PM), apresentava claros sinais de embriaguez, na época Márcio Alemão se negou a fazer o teste do bafômetro, pagou fiança e foi liberado.

Márcio Alemão, tem 36 anos, é muito conhecido no RS por ser ex-jogador de futebol.

Há um mês, o petista havia pedido afastamento do cargo. Entre os demais vereadores, circula a versão de que Alemão teria deixado o cargo por motivos que estariam relacionados à dependência de drogas.

A defesa do petista alega a mesma versão de que “Márcio é usuário de drogas”.

Mais um petista preso. Nenhuma novidade.

Fonte: GauchaZH

Homem é preso por transportar barras de ouro em distrito de nova mamoré, RO

Barras foram avaliadas em torno de quase 2 milhões, agentes desconfiam que seria trocadas por drogas.

Polícia revistou homem e encontrou ouro debaixo da roupa em RO — Foto: Polícia Civil/Divulgação
Polícia revistou homem e encontrou ouro debaixo da roupa em RO

A Polícia Civil flagrou Um homem nesta quarta-feira (1°) transportando quase seis quilos de ouro contrabandeado. A prisão de Wesley Vieira Candido aconteceu na região do distrito de Araras, em Nova Mamoré (RO), fronteira com a Bolívia.

A apreensão do ouro aconteceu durante uma abordagem realizada por policiais que atuam na operação Horus, de combate ao crime na região de fronteira.

De acordo com a Delegacia de Polícia Civil, as barras de ouro estavam escondidas junto ao corpo de Wesley, que trafegava sozinho em um veículo pela BR-364.

Ainda conforme a polícia, as barras são avaliadas em cerca de R$ 2 milhões e possivelmente seriam trocadas por droga na fronteira entre Brasil e Bolívia.

O suspeito e o material apreendido foram levados à delegacia de Guajará-Mirim (RO). O homem deve responder por usurpação de propriedade na União.

Fonte: G1/RO