Pequena cidade de 15 mil habitantes quebra recordes no país com altíssimas temperaturas

A causa desse aumento significativo das temperaturas é o El Niño. Foto: divulgação

O fenômeno climático aquece as águas do Pacífico, diminui as frequências de pancadas de chuva, dificultando que os termômetros baixem e resultando em dias com mais horas de sol e calor.

O El Niño também impede a mistura do ar quente com o frio, de origem polar, diminuindo a ocorrência de frentes frias.

Nessa onda, uma pequena cidade localizada no estado de Mato Grosso do Sul, tem registrado possivelmente uma das mais elevadas temperaturas do país, com uma sensação térmica absurda.

Já em setembro o calor da pequena cidade se apresentava descomunal, atingindo 42,9°C, no dia 26 daquele mês.

Neste domingo (12), o calor registrado em setembro voltou a se repetir com a mesma intensidade, atingindo 42,7°C, com uma sensação térmica em torno de 48°C.

Em Mato Grosso do Sul, esse forte calor se repetiu em diversas outras cidades: Corumbá – 42°C; Coxim, Bataguassu e Três Lagoas registraram – 41,8°C; Água Clara – 41,6°C; Aquidauana – 41,5°C, Miranda – 41,3°C; Santa Rita do Pardo – 40,9°C; Iguatemi – 40,8°C; Pedro Gomes – 40,6°C; Nhumirim – 40,4°C; Bonito – 40,3°C; Paranaíba – 40,2°C e Jardim com 40°C.

A Capital de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, registrou 37,7°C.

A previsão é de que as altas temperaturas devem continuar ao longo da semana, podendo atingir novos recordes até o final do mês.

 

Source: JCO

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias