PGR pede condenação de Eduardo Bolsonaro em ação sob relatoria de Moraes

Foto: Câmara dos Deputados; TSE

A Procuradoria-Geral da República (PGR) se pronunciou pedindo a condenação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) pelo crime de difamação contra a também deputada Tabata Amaral (PSB-SP).

A ação penal (AP 1053) contra Eduardo está em andamento no Supremo Tribunal Federal (STF), sob a relatoria do ministro Alexandre de Moraes.

A ação foi iniciada com base em uma queixa-crime apresentada por Tabata ao Supremo em março deste ano, depois que Eduardo compartilhou uma publicação nas redes sociais insinuando que a parlamentar estava tentando beneficiar o empresário Jorge Paulo Lemann ao elaborar um projeto de lei.

A PGR concluiu em sua manifestação que o delito de difamação ocorreu, sujeito a uma pena de detenção de três meses a um ano, além de multa.

A vice-procuradora-geral Ana Borges Coêlho Santos, que assina o documento, também solicitou a aplicação de agravantes, que têm o potencial de triplicar as penas, uma vez que o crime foi cometido nas redes sociais.

A PGR afirmou que “a reputação de um parlamentar é construída a partir do efetivo trabalho legislativo” e que a “desqualificação” desse trabalho “deprecia e diminui a figura política”.

 

Source: JCO

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias