Oposição vai criticar e dirá que algo não cheira bem na administração do CPA

No caso do número 1, se encher os pulmões e correr é possível entrar e sair sem respirar

Caso a oposição comece a criticar o governo, sugerindo que algo não está cheirando bem na administração do Centro Político Administrativo CPA, alguem pode pensar que há suspeita de atividades ilícitas, malversação de dinheiro público e/ou falta de transparência no governo.

Quando isso acontece, certamente, essas declarações claramente demonstram desconfiança ou discordância com as ações ou políticas rompidas pelo governo, ou até mesmo estejam expressando preocupações sobre a conduta ou práticas da administração.

Entretanto, para entender melhor o que está acontecendo, e, entender melhor o que de fato está acontecendo, ou não anda cheirando bem na administração do CPA, vai entender do que estamos falando.

De acordo com o blogentrelinhas, parlamentares da oposição estão se organizando para dizer que algo não cheira bem no governo, e terão razão. Isso porque em diversos setores do Centro Político Administrativo (CPA), sede máxima do Poder Executivo Estadual, banheiros estão sem água há mais de 24 horas.

Mais de 7 mil servidores prestam serviços no local, e muitos deles estão com dificuldades para utilizar os banheiros e torneiras, que estão secas e sem previsão de retorno do fornecimento normal. A solução é respirar fundo, segurar o máximo possível de ar nos pulmões, entrar no banheiro correndo e sair o mais depressa possível. Tipo do The Flash.

No caso do número 1 o blog apurou que, se correr, dá tempo de entrar e sair sem respirar

Trata-se de um sério prejuízo para o bom andamento e a higiene do palácio do governador. Há fezes boiando em muitos sanitários e o mau-cheiro começa a tomar conta de diversos pontos do local.

É claro que o governo pode responder à altura aos parlamentares de oposição, dizendo que no CPA as coisas são transparentes, começando pelos vidros. Afinal, de dentro se vê tudo o que tem lá fora. Mas a oposição insistirá, dizendo que alguma sujeira tem.

A responsabilidade de manutenção do CPA é da Superintendência de Gestão dos Gastos Públicos Administrativos (Sugesp), que ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto.

Em alguns banheiros não tem água, por isso a solução é lavar as mãos com água mineral, lá fora

Enquanto isso, servidores e visitantes do CPA continuam utilizando os banheiros e deixando dejetos expostos devido à ausência de água para descarga e garantia da higiene. Não dá para dizer que para a oposição é um prato cheio, pois ninguém pensaria em prato numa situação dessas.

Nesse rol de visitantes encontram-se deputados, prefeitos, vereadores e demais autoridades de outros Poderes estaduais, nacionais e até internacionais. Tomara que ninguém chegue lá com dor de barriga, pois a situação já está uma m em diversos banheiros.

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias