Deputada indígena vai com tudo pra cima de Marina Silva (veja o vídeo)

No mundo contemporâneo, em meio a uma sociedade com valores invertidos, onde o certo e o errado se confundem, onde as pessoas desenvolvem a capacidade de aceitar o errado como certo ou simplesmente se omitem diante de tantas mediocridades, surge uma verdadeira patriota representante dos povos indígenas.

Com muita inteligência, lucidez e muito conhecimento da causa indígena a deputada federal Silvia Waiãpi (PL-AP), não precisou se fantasiar com cocares, pinturas e penas coloridas, mais com muita coerência a parlamentar se fez ouvir e foi com tudo pra cima da ministra do Meio Ambiente, Marina Silva.

Se dirigindo à Marina Silva, a deputada abordou crítica feita pela ministra sobre o lema “integrar para não entregar”.

“Não, zombe daqueles que tombaram para que este território fosse uma nação constituída e que hoje a senhora representa. Somos uma nação de, homens e mulheres. Integrar para não entregar significa honrar o sangue desses vultos heróicos do passado. Não podemos menosprezá-los, mas eu vou mais além. A senhora vai representar o Brasil, vai ser a chefe da grande delegação que vai representar o Brasil na COP 28. Então, a senhora vai dizer para eles que nós somos responsáveis por apenas 1% das emissões de gás carbônico na atmosfera? Eu vou parabenizar. Mas eu também quero que a senhora conte para eles a verdade, a nossa verdade, porque a sua verdade hoje não é igual à nossa, daqueles que vivem no norte brasileiro. Não, não é”.

Em outro trecho, Silvia disse que se tiver de ir à aldeia dela no Amapá, a Itapé, que fica a 8 horas de barco. E do Aramirã vai levar mais 6 horas de carro para poder chegar ao polo principal.

“Avise à Europa, ministra, a todos os países no mundo, que eu faço cocô na água, porque eu não tenho saneamento, sabe? Porque eu não tenho saneamento porque nos foi imputado de que nós temos que manter a nossa cultura. Enquanto a senhora vai no banheiro fazer suas necessidades”.

Eu estou lá. Avise à Europa, a todos os países do mundo. Que eu faço cocô na água porque eu não tenho saneamento. Sabe por que eu não tenho saneamento? Porque nos foi imputado de que nós temos que manter a nossa cultura.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0
Would love your thoughts, please comment.x
×

Olá!

Clique em um de nossos contatos abaixo para conversar no WhatsApp

× Canal de denúncias