Megaoperação da PF cumpre mandados contra grupo que vendeu 43 mil armas para PCC e CV

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

A Polícia Federal cumpre nesta terça-feira (5) 25 mandados de prisão preventiva, seis de prisão temporária e 52 mandados de busca e apreensão em três países: Brasil, Estados Unidos e Paraguai.

O principal alvo desta megaoperação é o argentino Diego Hernan Dirisio. Ele é dono de uma empresa chamada IAS, com sede no Paraguai e considerado o maior contrabandista de armas da América do Sul.

De acordo com as investigações, o argentino comprava pistolas, fuzis, rifles, metralhadoras e munições de fabricantes de países como Croácia, Turquia, República Tcheca e Eslovênia.

Após a compra, as armas eram vendidas para facções brasileiras, em especial de São Paulo e do Rio de Janeiro. O esquema envolvia também doleiros e empresas de fachada no Paraguai e nos EUA.

A investigação começou em 2020, quando pistolas e munições foram apreendidas no interior da Bahia. As armas estavam com o número de série raspado, mas, por meio de perícia, a PF conseguiu obter as informações e avançar na investigação.

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias